Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

o alarme não tocou

08:35h, toca o telemóvel.

Assustada, vi que era a sobrinha que me pergunta de imediato o que aconteceu.

Quando vi a hora, nem queria acreditar.

As manhãs de segunda e terça sou eu que levo o miúdo à terapia e à escola.

Hoje ela ia para a empresa. 

Saí da cama, nem ia tomar o pequeno -almoço, mas já não adiantava estar com pressa, eu tinha de estar na clínica por volta das 09.45h para o trazer.

Quando saí de casa, apanhei algum trânsito na rotunda de Infias, o problema nesta cidade. Estava difícil, mas como ia com tempo, não me preocupou.

Contrariamente ao habitual, no sentido inverso, estava calmo.

Deixei o miúdo na escola, vim para casa.

O que aconteceu de facto?

O telemóvel novo tem um sistema de alarme diferente do anterior.

A hora estava lá, mas quando reparei no dia, estava sábado domingo. E não despertou.

Quando defino uma hora, por exemplo, para marcar uma aula no ginásio, ele assume-a para todos os dias.

O que tenho de fazer é clicar na hora e desligar o alarme repetitivo.

Por percalço, e porque as obras continuam na avenida da Liberdade, o trânsito conflui todo para esta zona, e a pressa é minha inimiga, costumo definir uma hora quando tenho algo para fazer, e se vou de carro, quero sair com tempo, como é o caso de hoje ao final da tarde.

 

Screenshot_2024-01-16-13-10-40-631_com.android.des

 

Antes de sair de casa, e porque precisava de comprar comida para a Kat, o tempo parecia não dar sinal de chuva, tambérm não estava sol, corria um bom vento para secar a roupa, decidi pôr alguma nas cordas.

Saí de casa e, à cautela, fui ao carro buscar o guarda-chuva pequeno, que há tempos que não tem punho,ia pô-lo no lixo, mas cheguei à conclusão que ainda desenrasca, e meti-o no saco.

Estava perto do mercado, passei lá e fiz umas pequenas compras para não vir carregada. 

E por azar, veio a chuva.

E pensava na roupa que estava nas cordas...

 

sonhos desesperados

3612_dreams_sigimage_novideo.jpg

esta noite sonhei com um grande amigo, um homem muito interessante, porte alto, charmoso pelos cabelos brancos que tem.

o sonho era ternurento (nada de coisas perversas, ok?, mentes malandras) que, de repente, acordo. olho o relógio"quê?! 5:30h?"

sinto uma pequena comichão no braço esquerdo da vacina que ontem tomei, mudo a minha posição para o lado direito, tento voltar ao son(h)o, mas esta mente parva põe-se a pensar na vacina, no enfermeiro, depois vai para a médica, os exames que tenho de fazer e o son(h)o não quis mais nada comigo.

voltas e mais voltas na cama, o som da chuva que cai despertou ainda mais esta cabeça, levantei-me, fui buscar o tablet, li algumas notícias, os blogs em destaque, e desesperada porque dormi apenas 5 horas.

se fosse um mau sonho, sabia bem acordar e pensar " que alívio, foi um pesadelo!" agora um sonho bonito com uma pessoa bonita de sentimentos, é injusto acordar sem mais nem porquê.

entretanto,o relógio acabou de me dar o sinal de que chegou a hora de me levantar e ir para o ginásio.