Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

desafio - passa-palavra # água

Maria Araújo, 07.11.20

 

DSC02421.JPG

Uma fotografia que tirei no Parque das Nações, em 2014.

Adoro usufruir de algumas mordomias, têm as Termas do nosso país, e em particular neste distrito de Braga, tratamentos com preços acessíveis que  nos aliciam a uns momentos só nossos ( este ano, com a pandemia não foi possível,espero voltar no próximo ano), é a Saúde pela Água que melhor satisfaz os meus desejos, em particular o Duche Vichy um dos tratamentos mais agradáveis que proporciona uma tonificação e relaxamento muscular completo.

Já imaginaram, ou pensaram, nos benefícios que os jactos de água temperada que caem no corpo desde a cervical à ponta dos pés, e as mãos suaves que massajam todas essas partes do corpo com óleo essencial,  e sentirem o quão saudável é na tonificação muscular, no alívio do stress, na estimulação sanguínea  e na sensação de relaxamento único?

Pois bem, ver a foto e "ouvir" o ruído da água que cai em cascata, foi o pretexto para o desafio passa-palavra da Mel e da Mula

unnamed.jpg

imagem daqui

 

desafio-palavra # CARTAS

Maria Araújo, 28.10.20

alves_coelho_filho_como_jurei_com_verdade_o_amor_q

 

 

Cartas de amor

Quem as não tem

Tive-as noutros tempos

Escrevi-as para alguém.

 

Cartas de amor 

Quem as não tem

Escrevi-as sobre ti

Nenhuma com resposta

 

Cartas de amor

Quem as não tem

Escritas ficaram

Na minha memória.

 

Porque me lembrei desta canção, estão a letra completa, aqui, a canção original,aqui, e uma versão actual neste vídeo.

 

 

Desafio da Mel e da Mula.

 

desafio-palavra # Almofada

Maria Araújo, 23.10.20

 

Poema à minha almofada


De quem eu gosto
Confesso a ti, almofada
Amparas-me das amarguras
Das lágrimas
Dos risos
Das minhas paixões.

 

Guardas os meus sonhos
Os meus pesadelos
As minhas feridas
E as recordações.

 

Paciente que és
Nas noites de insónia,
Escutas-me os lamentos
O choro das desilusões.

 

Tão doce que és,
Afagas-me a cabeça
E sussuras-me ao ouvido
"Não estás sozinha
Encosta-te a mim".

 

E dos nomes que digo
Dos beijos que dou,
Os abraços são teus
Almofada de estimação.

 

Porta Jóia

 

Desafio  da Mel e da Mula

 

É este o fruto da pouca inspiração.

passapalavra # Vento

Maria Araújo, 12.10.20

muito há a dizer sobre o vento uma palavra tão vasta de sementes boas e menos boas, lembrei-me  desta canção, na inesquecível voz de  Adriano Correia de Oliveira, porque:

precisamos que o vento nos traga notícias sérias e não cale a desgraça de quem precisa ser ouvido e compreendido

precisamos de colher as sementes de quem semeia canções no vento que passa

precisamos que esse alguém que resiste e que diz não, quer mudar as notícias do meu país.

 

Pergunto ao vento que passa
Notícias do meu país
E o vento cala a desgraça
O vento nada me diz.
O vento nada me diz.

Mas há sempre uma candeia
Dentro da própria desgraça
Há sempre alguém que semeia
Canções no vento que passa.
 
Mesmo na noite mais triste
Em tempo de servidão
Há sempre alguém que resiste
Há sempre alguém que diz não.
 

 

aqui, o poema completo de Manuel Alegre

 

desafio da Mel e da Mula

Lutas com sucesso

Maria Araújo, 19.06.12

Reflito muitas vezes na vida, nas pessoas que comigo trabalham e convivem no dia a dia: desafios, erros, fraquezas, conquistas. Estes, consigo     enfrentar.

Outros, não sei se conseguirei ter forças para lutar.

Por enquanto, vivo.

 

 

(imagem retirada do Face Book)