Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

o seguro morreu de velho

Maria Araújo, 18.01.19

dcaa (2).jpg

Neste post, escrevi o que aconteceu quando bateram no meu carro.

Pois bem, depois de esperar até ao dia dez por uma chamada da companhia de seguros, decidi tomar a iniciativa de tratar do assunto, enviando um e-mail para o meu agente ( e amigo) de seguros a comunicar o ocorrido nesse último Domingo de 2018, pedindo esclarecimentos para o que eu poderia fazer.

Não obtendo reposta imediata da parte deste, na terça-feira passada, enviei novo e-mail.

A resposta foi-me dada no final do dia: que passasse no gabinete, no dia seguinte, com a cópia da declaração amigável.

Nunca tive de preencher uma declaração amigável, não fazia a mínima ideia qual o prazo para comunicar à companhia, lera na internet que seriam cinco dias, razão pela qual eu decidi agir, mas o meu amigo  confirmou que são sete dias.

Quando viu a cópia da declaração comentou de imediato que estava incompleta: não estavam registadas a data, a hora, feridos, testemunhas. E foi preenchido naquele momento, por mim.

O verso também não estava preenchido: descrição pormenorizada do acidente e os dados referentes , no caso, ao meu veículo.

Preenchidos estes, e assinada por mim, uma vez que, afinal, sou eu que  participo o acidente, o meu agente ia contactar a minha companiha de seguros e esta, por sua vez, contactaria a companhia de seguros do casal. Provavelmente, hoje ou segunda-feira terei alguém a ligar-me.

A simpatia e a prontidão do jovem casal fez-me acreditar que tudo se resolveria rapidamente, fico na dúvida se o casal  apresentou a declaração amigável à companhia, ou se a companhia está em falta comigo.

Se  o seguro morreu de velho,  ajo eu. Não quero ter uma surpresa desagradável.

 

IRS Automático

Maria Araújo, 03.04.18

 

captura de ecrã.png 1 (2).png

 

Há mais de 10 anos que preencho a minha declaração online, este ano não é excepção, gosto de o fazer nos primeiros dias de Abril.

Domingo à noite, acedi ao portal para  verificar como funciona o IRS Automático, depois de muitas tentativas, de ler de fio a pavio as FAQ, nada consegui.

Segunda-feira, a mesma coisa, decidi ir às Finanças saber se havia algo de errrado, porque a mensagem diz que não reúno as condições previstas para ser abrangida pelo IRS Automático, sugere a entrega da Declaração Modelo 3, nem esta consigo lá chegar, a funcionária disse-me que de certeza que está tudo correcto, que esperasse uns dias, que o  site  está inacessível, que ela também não conseguia entrar.

Afinal, algo está errado, sim.

Enviei um e-mail ao tio da Sofia, contabilista de profissão, e a resposta foi uma pergunta e um conselho: se eu tinha confirmado  o agregado familiar ( oh, esqueci-me!) cujo prazo fora até 15 de  Fevereiro, se não o fiz, que não havia  problema, poderei entregar a declaração pré-preenchida, mas que o site das Finanças está um caos, aconselhou-me a tentar à noite.

Deito-me tarde, à hora que muitos estiverem a dormir, vou tentar a minha sorte.

 

 

 

 

 

 

IRS, a primeira vez

Maria Araújo, 02.04.16

 

que tive dificuldade em detectar os erros.

Não me dou ao trabalho de preencher  nova declaração, houve umas pequenas mudanças, os erros eram sempre os mesmos, no anexo H quadros 4 e 7.

No 4 abri uma linha, não me dizia respeito, não fechei, e até dar pelo erro, perdi um tempinho.

No 7 ( juros habitação)  faltava-me o IBAN do mutuante, que agora aparece noutra posição.

Resolvidos estes erros, simulei e submeti.

Dentro de três dias  a declaração estará disponível para verificação.

Feito!