Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Sex | 16.03.18

tu não existes!

Maria Araújo
ou " quem me dera ter uma irmã como tu", eram, e são,  as palavras das minhas amigas e das colegas de trabalho. E porquê?  Porque muitas vezes sacrifico a minha vida, as minhas vontades, os meus planos, ajudando os outros ( já fui muito mais altruísta). Contrariamente ao normal neste cantinho, este post vai ser longo, vou contar a história que foi o dia de ontem, na partida para o Porto. A Sofia é um dos elementos da TUNAFE (...)
Ter | 04.04.17

troquei o bilhete de comboio

Maria Araújo
Desde o dia do descarrilamento do comboio em Pampilhosa da Serra que esperava o desenrolar das notícias para saber como estava a obra na linha. Esperei até ontem à noite.  Segundo elas,  a circulação faz-se numa linha, mas com demora. E os comboios circulam com atraso. Hoje de manhã, fui ao site da CP ver se havia alguma informação sobre a circulação na linha do norte. Era a mesma que ouvira nas notícias. Liguei para o Serviço de Apoio ao Cliente. Após  várias (...)
Ter | 23.06.15

A CP e a informação

Maria Araújo
  rádipa ao meu e-mail de ontem, sem ter elucidado o que pretendia, isto é enviaram os preços, não confirmaram se era com desconto e/ou qual o valor deste. Antes de enviar o e-mail, fui à página verificar os horários e o preço das viagens mas a realidade é que os que me enviaram não correspondem aos preços da página da web e fiquei sem saber (...)
Seg | 22.06.15

CP

Maria Araújo
  Na próxima segunda-feira, eu e a Sofia vamos a Aveiro. Não marquei as viagens pois não sabemos se vamos no comboio Intercidades e regressamos no Alfa, ou se vamos nos comboios urbanos. Estava a fazer uma pesquisa no site da CP e depois de várias tentativas para ver os preços, lembrei-me que fazem descontos se comprar os bilhetes com (...)
Seg | 15.04.13

6 ? ou 4 revisores?

Maria Araújo
Hoje, manhã cedo, fui ao Porto.   Nunca vi nas muitas viagens que fiz ao Porto, seis revisores: quatro,  vi entrarem no comboio, um deles uma mulher.  Até Famalicão, dois deles (atrapalhavam-se um ao outro) verificavam os bilhetes naquele espaço de carruagem onde me sentava. Depois da Famalicão, quando o movimento de entrada de passageiros era menor, junto à porta e em frente ao meu lugar, quatro revisores conversavam, cada um com a sua máquina de verificação de (...)