Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

um esfoliante caseiro

Amanhã, tenho um jantar de amigos, de longa data, da nossa adolescência, das brincadeiras na praia, e que há muitos anos não vinham cá ( vivem no Porto).

Tenho esfoliante de corpo,  mas nem sempre me lembro de o usar, queria um de rosto, lembrei-me de procurar na internet um receita caseira para peles secas.

Na verdade, muitas foram as tarde de domingo que eu dava mais atenção ao meu rosto. Cuidava muito bem dele, fazendo esfoliantes e máscaras caseiras: com mel, ovo, fruta, café, enfim, o que tinha em casa. Depois, acomodei-me aos produtos de perfumaria, deixei para trás o que me poupava na carteira.

E o primeiro que me apareceu, fiz.

Aveia-e-mel.jpg

 

Então, ficam aqui os ingredientes:

-quatro colheres de açúcar

-duas colheres de azeite

Misturar durante um minuto e aplicar na pele com movimentos circulares.

Apliquei-o no rosto e no corpo.

Depois enxaguar com água morna e secar com uma toalha.

"Matei" as células mortas, estou com uma pele macia e brilhante para amanhã.

 

fiz uma aula de pilates com aparelhos

Fiz uma reserva para uma aula de Pilates, para ontem à tarde.

Quando cheguei, o ginásio estava praticamente vazio.

Pensei nas férias, embora nesta quinzena  sempre visse as máquinas de cárdio ocupadas.

Todos os ginásios enviaram para os seus sócios as novas regras para frequentar o espaço para as aulas de grupo e dentro do ginásio, sabendo eu que poderá haver aulas fora, para quem não tem os certificados de teste ou de vacina.

Na repepção, mostrei o meu certificado digital de vacinação completa, pelo que já ficou lá "guardado", não preciso de o mostrar sempre que vou fazer as aulas.

Ora, percebi que era a única pessoa para a aula de Pilates, disse à professora que por mim não precisava de dar a aula, embora ela tivesse dito que tenho direito à aula, que a dava.

Insisti que eu poderia fazer outra coisa qualquer ( mas estava sem sapatilhas), lembrou-se do estúdio mais pequeno onde poderíamos ir as duas.

Antes, foi pedir autorização, descemos  para o estúdio onde se vêem as novas máquinas de Pilates, que já tinham captado a minha atenção e vontade de saber como vão funcionar estas aulas.

A professora disse-me que ia fazer de mim cobaia, se eu não me importasse,aproveitava para experimentar alguns desses aparelhos.

Óbvio que fiquei contente e curiosa, disse que sim, que até gostaria de experimentar, seria um privilégio para mim servir de cobaia.

Comentei que há muito tempo que não fazíamos a aula com a bola suíça, ao que ela foi buscar duas, e trouxe também duas faixas, por onde começamos o aquecimento.

Quando passei para o Reformer ( é este o seu nome), fiz vários exercícios de pernas e braços, que adorei.

A sensação que tive era de que o carrinho me ia tirar a estabilidade e não conseguiria controlá-lo.  Tudo foi feito com calma,  cuidado e controlo, acho que fiquei fã.

A professora ia monotorizando e corrigindo as posições do corpo, perguntava-me se estava a sentir dor ou se era demasido intenso.

Mas eu estava bem e a gostar muito.

Passamos depois para o barril escada (barrel ladder).

Ela exemplificou como deveria fazer, explicou-me os benefícios deste aparelho para a coluna vertebral, sobretudo lombar, que podia sentir algum desconforto na primeira vez, mas com o hábito sentiria um grande alívio.

Custou-me um pouco estar com a cabeça para baixo, mas quando me ergui e saí do aparelho, senti um bom alívio  na lombar.

Confesso que gostei muito de ter sido a primeira sócia a experimentar estes dois aparelhos (bendita a hora que ninguém apareceu para a aula de Pilates)  porque há mais aparelhos para explorar.

E acho que vou aderir a esta nova experiência, que não  vai fazer parte do programa geral de aulas, pois serão aulas à parte para douco mais de três ou quatro pessoas.

Não sei qual vai ser o custo mensal, mas acho que vou ser uma das que não vai deixar de lado esta modalidade fantástica, que eu muito cobiço nesta página do instagram.

Que venha Setembro.

ladder-barrel-624x416.jpg

imagem daqui.

 

7d3c322091b213f3a988810b386bd632.jpg

 

imagem daqui

 

 

do confinamento

quando tivemos de confinar, em Março do ano passado ( depressa passa o tempo) , não me apeteceu fazer da minha casa o ginásio,estive um mês para me decidir que, depois de tomar o pequeno almoço, era o momento de vestir  as leggins, o top, pegar no "colchão" e na toalha, procurar vídeos no computador, ou telemóvel, e "vamos lá, Maria, mexer o corpinho".

Esta pandemia está a custar a entranhar, embora estivesse à vista de que iria acontecer após o Natal, estou sem vontade de mexer o corpo. Em contra partida, tenho lido mais.

Nestes  dias de confinamento,  saí ontem para ir à padaria, ao mini mercado e à peixaria (abasteci a arca frigorífica de peixe),  preciso de ir ao talho, mas não há pressa, sexta-feira irei, tenho que comer para muitos dias.

Mas tenho dormido menos, fico com o corpo dorido de dar voltas na cama, acordo de repente,  ainda é noite, penso na merda do coronavírus, faço promessas a mim mesma " começo hoje a minha ginástica", sento-me em frente ao computador a ler o que quero, a saltar o que não me agrada, evito a televisão, estou decidida a não ver notícias, procuro ler na internet.

À noite, tenho acompanhado os encontro no Instagram do Bruno Nogueira  " Como É que o Bicho Mexe", tem sido muito interessante ouvir os intervenientes, ontem com a intervenção deste médico, que eu admiro.

A minha gata acordou-me de madrugada, mia, não me deixaou em paz,  levantei-me seis vezes para ver o que tinha ou queria,  não consegui sossegá-la.

Por volta das nove horas, consegui dormir meia hora. Quando me levantei, começaram os mios, dei-lhe comida húmida, sossegou um pouco.

Acho que com o barulho da chuva fica perturbada.

A meio da manhã, entrou no meu quarto, meteu-se debaixo do edredão, deixei-a ficar.

Decidi participar no desafio da cor, da blogger Fátima,  tinha feito um texto,ontem, pensando que o tinha guardado, à noite,depois do jantar, fui procurá-lo na pasta que abri para este fim, e não apareceu. Acho cliquei em não guardar, agora tenho de fazer outro e não estou nada inspirada.

Também não sei o que se passa, se é o meu pc, se é do Sapo, não consigo gravar em rascunho o que escrevo.

À cautela, guardo no word.

o corpo é que paga

 

bola-de-pilates-acte-sports-com-bomba-de-ar-75cm-i

 

 

Este mês de Outubro,  as aulas de Pilates aumentaram  no ginásio e agora, também, com a modalidade de novos aparelhos, como a bola suíça ou de Pilates.

Sempre desejei experimentar a bola ( tenho uma que me ofereceram, mas preciso de a encher), fui à primeira aula na terça-feira. 

Completamente diferente, já fiquei fã

Três, quatro dias por semana, tenho ido ao final da tarde ao Porto.

Ontem, decidi que iria à aula se acordasse, não liguei  o despertador.

Ando extremamente cansada, não durmo horas suficientes. E quando acordo cedo e o sono não quer vir, levanto-me e vou ao ginásio.

Ora, hoje, às 7h já estava acordada. Tentei adormecer, mas  nada.

Fui fazer a aula.

Vim a casa deixar o carro, fui a pé à estação de comboios (vinte minutos) comprar o bilhete para a minha viagem a Lisboa da  próxima semana.

Almocei tarde. Durante o almoço os meus olhos queriam descanso.

Mas não há tempo.

Tenho a tarde com compromissos e depois destes, fazer a mala para o fim de semana em Lisboa

Sabe bem o exercício fisico, saio bem do ginásio,  mas com as noites de pouco dormir, o  meu corpo é que paga.

 

coisas do meu dia

Gosto de andar a pé, evito o carro nos dias de sol ou nublados, faço tudo o que quero, caminhando.

Fui a pé a uma clínica veterinária que os meus sobrinhos dizem ser muito boa para saber é aconselhável levar os gatinhos, ver o sexo deles, os cuidados a ter quando tiverem de viajar para as duas famílias que os adotaram.

Aproveitei, falei da minha gata ser rebelde, de não gostar de muita gente cá em casa, de não gostar de veterinários, como fazer se pedir um domicílio.

A jovem que me atendeu foi de uma simpatia que me conquistou logo.

A minha gata não vai ao vet há cerca de 6 anos,  gostava que fosse vista, até porque está mais gorda,  e não sei se estou a facilitar a sua obesidade, embora a ração que lhe dou compro  nas lojas de animais.

Ofereceu-me uma amostra de racção fit que faz com que os gatos comam a medida certa e não sintam fome. Não faço a mínima ideia do preço, mas se um dia a levar lá e o peso estiver acima do normal, mudo de marca.

Combinamos para o fim de semana a consulta para os gatinhos.

Estava perto do hipermercado Continente, fui ver molduras, não comprei, não eram o que eu queria, antes de sair fui comer um bolo de arroz e tomar um pingo.

No regressoa casa,  os meus joelhos estavam a dar sinal de dor,  os músculos das pernas doíam-me também.

Contrariamente ao habitual, mal cheguei a casa, deitei-me no sofá, pus  uma almofada debaixo das pernas, descanso um pouco desta caminhada que não passou dos 6km.

Domingo, tive uma aula  de hidroginástica muito puxada, o dia esteve de chuva descansei a tarde toda no sofá.

Desde então não voltei ao ginásio,  amanhã vou, mas sinto-me rota de cansaço, até porque à noite, quando me sento a ver um pouco de televisão, adormeço e de manhã acordo muito cedo, não volto a adormecer.

Eu sei por que hoje senti este cansaço. O corpo reagiu à subida da temperatura que hoje se verificou. Tive calor.

 

 

querias sol e praia?

clifixe-tst-penso-adesivo-absorvente_509_int.png

 

Estavas toda feliz porque ias pôr o corpinho ao sol, por que deixaste para agora o que devias ter feito antes?

Pois é, estavas constantemente a comentar que tinhas de marcar a consulta de dermatologia para tirar umas verrugas, era hoje, depois amanhã, quando decidiste pegar no telefone foi-te dito que a tua médica  já não trabalha no hospital.

Procuraste outros nomes, leste currículo, " vou tentar esta" comentaste, consulta marcada e lá foste tu, hoje.

Simpática, a médica, diz que não estranhes porque o teu corpo vai parecer que um gato te arranhou, «amanhã está melhor, passe betadine, não apanhe sol».

Foram verrugas e sinais, só um foi para analisar, dentro de 2 /3 semanas voltas lá para tirar mais alguns. 

E tu que és cuidadosa, que devias ter ido mais cedo.Pensaste que eram apenas três verrugas, toma!

«Dou prejuízo ao hospital com a quantidade de adesivo que gasto » comentou a enfermeira que cobria o teu corpo de adesivos.

E agora? Querias sol e praia, Maria? 

Vai, mas contenta-te com um passeio pela beira-mar, que tanto gostas.

 

 

 

 

 

 

.

 

Sol por cá

embora o frio ainda seja de Inverno, a Primavera chegou e o pessoal invade o ginásio.

Cheguei às 10h e, contrariamente ao habitual, a esta hora com muitos lugares de estacionamento,  geralmente estaciono  nos primeiros lugares do parque,hoje dei a volta ao parque tinha apenas dois lugares no fundo.

Isto prova que o pessoal anda a preparar a Páscoa, as viagens até ao Algarve, embora as previsões não sejam as melhores, quiçá, Brasil ou outros roteiros turísticos, para se bronzearem.

 

stop.jpg

 

 

 

 

 

 

Como a ginasta Simone Biles desafia as leis da física

 

Como  Biles faz para se manter esticada durante o giro?

 

 (Foto: Escola de Educação Física e Esporta (EFFE) da USP/Divulgação)

 

O mortal é um salto em que os dois pés passam por cima da cabeça e voltam à posição original. Ele possui variações. Uma delas, o carpado, entrou para imaginário brasileiro por ser característica da ginasta Daiane do Santos. Nele, a acrobacia é feita com o corpo dobrado em umângulo menor que 90° e as pernas esticadas. Outra, ainda mais difícil, é a estendida, em que o corpo simplesmente não é dobrado.

 

Para quem não entende ( o meu caso) como funcionam as leis da física de Newton aplicados nos saltos dos atletas nos Jogos Olímpicos,  no caso a excelente Simone Biles e a lendária ginasta Nadia Comâneci, aqui fica um texto que explica o que acontece quando o corpo gira sobre si mesmo, assim como um interessante exemplo de como as leis Spears,  forças produtivas e improdutivas que influciam os comportamentos.