Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Há caminhos

Maria Araújo, 11.11.12

"O desânimo é como um nevoeiro cerrado que parece que não vai levantar. Debaixo do nevoeiro todo o cuidado é pouco: devagar, atento a todos os sinais, sem inovações, mas, sobretudo, com a certeza de que, mais cedo ou mais tarde, vai levantar. Isto não é só paciência: é fé, é convicção de que a luz acaba sempre por vencer as trevas."


 in " Não há solucões, há, caminhos", P. Vasco Pinto Magalhães

 

 

 

 

 

Nesta notícia, pode haver um caminho.

O meu irmão mais novo trabalha numa destas empresas: exigentes, conceituadas, organizadas.

Caminhada

Maria Araújo, 29.01.12

Há algum tempo que não fazia as minhas extensas caminhadas. Hoje fui, manhã cedo.

Encontrei uma colega do temp dos nossos verões em Apúlia.

E falamos, (re)lembrámos, recordámos os que já faleceram, os que andam por cá mas não sabemos onde estão, das peripécias das tardes de praia...

Quando chegámos junto do Continente parámos.

Em frente a nós, ergue-se um novo edifício em construção, um mastronço de 6 andares que tira o sol ao prédio que fica a seu lado, e que se supõe ser o El Corte Inglês. O último andar é amplo, não tem janelas. As nossas suposições são (e quem nos visse a apontar, poderia pensar que somos as arquitetas ou engenheiras, ou  mais propriamente as trolhas) que será um restaurante com vista sobre a cidade (os muitos prédios e vivendas que vão subindo pelo colina de Lamaçães, ou que se estendem  pelo vale até à rodovia).

Incrível como esta pequena zona da cidade está repleta de tudo (Lidl, Continente, Media Market, Office Center, Seaside, Casa, Worten, Radio Popular, Cidadela Eletrónica, Holmes Place, Fitness Club e outros ), com direito a uma rotunda pouco visível, à noite, para servir os grande poderes económicos.

Cheguei a casa e vim procurar mais alguma informação. Até porque uma colega de trabalho , que vive em frente ao mastronço, havia dito que não seria o El Corte Inglês, mas uma multinacional de decoração.

Braga é acapital da juventude e fico contente com esta candidatura. Adoro a minha cidade. Tem qualidade de vida, é airosa, tem sol, tem montanha, tem um minúsculo parque da cidade ainda em fase de construção, que vai agradar aos bracarenses mas, lamentavelmente, a construção continua a proliferar .

Se houvesse uma candidatura a capital da construção "desmedida" Europeia, Braga era uma potencial candidata e ganharia, com certeza.

Vejamos então aqui a notícia que encontrei e a imagem, que já tinha editado num post anterior. Afinal é verdade: El Corte Inglês/ Supercor

Braga capital da construção.