Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

do Natal

A chuva veio em força, finalmente, embora a dispense porque entrar no carro, e sair,  com o sobrinho neto, que tem natação, vai ser uma ginástica do caraças.

Este ano, comprei uma árvore grande, a outra já tinha muitos anos, era pequena,e a família dizia que estava na altura de comprar uma grande, por isso, foi feita no dia um.

As  poucas decorações que fiz, estão prontas, mas gosto de ter uma vela grande, com três pavios, e ainda não as vi.

Tudo o que tinha de pendurar foi posto na árvore, fica uma foto dela.

A Kat anda de volta dela, e adora roer as pontas.

Quando tal, vai dar-lhe uma desenteria.

IMG_20211207_155238.jpg

 

 

 

 

 

fim-de-semana

prolongado,  vou matar as saudades da capital,  mas parece que a chuva vai acompanhar-nos, segundo a meteorologia.

tenho muito para visitar, espero que não seja demais, como na cidade dos arcebispos.

entretanto, estão agendados os posts deste fim-de-semana.

talvez uma ou outra fotografia dos lugares que poderei visitar em Lisboa. 

Sem Título.jpg

 

 

primeiro de Agosto

Domiungo, dei um salto  à praia, queria dar um abraço de despedida aos meus meninos, e aos pais, que estão de regresso a casa, lá  no outro lado do Atlântico.

Se aqui o tempo estava fraco, mal saí da auto-estrada, a chuva caía com mais intensidade.

Aparecei de surpresa,uma vez que a sobrinha estava a arrumar as roupas de cama, e mesmo tendo contracto com uma empresa de limpeza, preocupa-se em deixar tudo minimamente apresentável.

E estive a ajudá-la.

Tinham avião a meio da tarde, estava mesmo a ver que iam chegar tarde ao aeroporto.

Eu fiquei a acabar umas arrumações na cozinha, saí uns minutos depois,o trânsito era intenso na estrada ( nãofiz o regresso pela auto-estrada), à espera de receber uma mensagem que, felizmente, chegou quando eu já estava em casa.

Por cá também chovia. Desagradável e cinzento, não me saía da cabeça o ditado " primeiro dia de Agosto, primeiro dia de inverno". 

A noite, que teve algumas cargas de água intensas, estive a ver uma séria na HBO ( tenho grátis durante três meses) e como habitualmente adormeço no sofá, contrariamente ao esperado, vi com interesse to 3º ao 7º capítulos.

Chegava de televisão, fui dormir ( mais uma vez o sono não quis nada comigo). Dei voltas na cama, levantei-me várias vezes. Às 4h30, peguei num livro, para tentar que o sono viesse, amanhecia quando  adormeci, para acordar às 8h00. 

Depois de deixar o menino no colégio, entrei no blog,  vi as estatísticas, e fiquei surpresa.

Tinha 401 visitas.

Achei estranho porque este cantinho raramente chega a este número, só é conseguido, e até ultrapassado,quando está em destaque na página principal do Sapo.

Não tinha nenhum link da página de destaques, pensei que fosse erro. Não costumo dar demasiada importância ao número, porque de facto a média deverá andar pelo 100, fui ver o que se passava.

236 é o número de visitas para o post que escrevi em 2017 "primeiro dia de Agosto, primeiro de inverno", e 97  para o post " ditados populares do mês de Agosto" 

Com um dia para ficar em casa, o tempo húmido e cinzento convidava à preguiça no sofá e a tomar um chá, as pessoas andariam pela net a pesquisar " primeiro dia de Agosto"  e o google encaminhava para o meu cantinho, daí um número tão grande de visitas.

Reli os comentários deste post e gostei da explicação que a Elvira deu sobre este ditado popular:

 

 

blog.jpg

Entramos em Agosto,  os dias começam a ficar mais pequenos, é o mês das férias, das nortadas, das marés vivas. Por este caminhar, teremos temperaturas de outono em pleno verão que, verdade seja dita, aqui no norte não é nada agradável.

Fui ver as previsões para o mês parece-me que a segunda quinzena ( que vou de férias), será mais quente.

Não sou fã de temperaturas altas, mas está a fazer falta um calorzinho para as praias.

 

final de tarde pela cidade

Em teletrabalho, a sobrinha tem trabalhado mais e demais.

Hoje, final da tarde, precisava de arejar, de  dar um  passeio pela cidade. 

Ela adora o Centro Histórico, o menino pedala no triciclo em direcção à Brasileira, que tanto gosta (ele deve ficar confuso porque a vê fechada, porque não pode ir para o parque brincar, porque usamos máscaras na rua e em casa não).

Chovera pouco antes de sairmos, não levamos guarda-chuva, tivemos sorte porque durante o passeio de cerca de uma hora, não choveu. Havia poucas pessoas, o centro era quase todo nosso.

Estava um final de tarde a cheirar a terra húmida no Jardim de Santa Bárbara.

Sempre que vê uma fonte, o menino gosta de mexer na água, teimava em molhar as mãos, deixamo-lo pôr as pontas dos dedos. 

Muito agradável este final de tarde de sexta-feira, merecemos o fim de semana para descansar.

Amanhã, vou fazer os meus exercícios de Pilates. Há cerca de três semanas que não faço nada, estou a precisar muito de actividade.

As fotografias de hoje...

IMG_20210305_185606.jpg

IMG_20210305_193327.jpg

IMG_20210305_193254.jpg

IMG_20210305_193334.jpg

IMG_20210305_193727.jpg

IMG_20210305_193736.jpg

 

 

 

 

 

que noite!

Deitei-me tarde, à hora que me apeteceu, não tinha grande pressa de dormir.

Estivera a tarde toda no computador, e não gosto nada disto, mas queria deixar agendado o texto para o desafio da cor,desliguei o pc à hora de jantar.

Sentei-me no sofá a ver a RTP1( não vejo novelas, passam muitas, farto-me, vejo o primeiro episódio e chega!),mudei depois para outros canais, falava-se de futebol, até que me deixei ficar a ver a novela brasileira da SIC, apeteceu-me.

A gata tem o hábito de se sentar em cima das minhas pernas, mas pesada que está,quando me levantei para ir dormir,além de me doer o ombro, estava empenada da minha anca.

Deitei-me, as dores no ombro eram muito fortes, percebi que dificilmente ia adormecer.Lembrei-me que tinha feito uns exercícios de alongamentos, talvez tivesse exagerado porque quando me deitei tinha dores do lado direito do pescoço. E é este o lado que gosto de dormir, foi uma noite cansativa,  nenhuma posição era confortável, as dores eram muito fortes.

Pensei tomar um anti-inflamatório, mas é aconselhável tomar durante uma refeição. Com muita paciência, esperei que a manhã chegasse para tomar o pequeno-almoço e o comprimido.

Às 06h30 a gata miava, não me deixava em paz, levantei-me para ir à casa de banho, fui abrir a porta da varanda e puxar o estore para cima, ela saiu e entrou de imediato.

Acho que quando chove de mais ela fica agitada.

Fui para a cama.Passado um pouco, ela voltou a miar, empurrou a porta do quarto e eu "disse-lhe" para se deitar na minha cama, batendo com a mão no edredom. 

Uns minutos depois, estava ela aos pés da cama a ressonar.

E eu continuava com dores, arrastava o corpo para me virar de lado, ou para ver as horas, que nunca mais passavam, para me levantar e tomar o comprimido.

Acho que adormeci por uma hora quando despertei eram 09h30.

Saí da cama,sentiu uns suores quentes,depois frios, fui para a cozinha, pus pão na torradeirra, comi metade para tomar o comprimido.

Os suares continuavam, sentada na cadeira, baixava a cabeça, ia comendo o pão ( acreditei que seria fraqueza).Senti-me melhor.

Levantei-me, fui pôr mais pão na torradeira, preparei iogurte com os bagos da romã,e os flocos de cereais. Desta vez não preparei a cevada, tomaria o café a seguir.

Tomei o comprimido com um copo cheio de água.

No banho era quase impossível mexer o braço, mas com cuidado, ensaboei-me.

Vestir, foi pior.

Com calma preparei-me para passar na padaria e na frutaria. Quando saí de casa, por volta das 11h30, já não tinha dores.

Estou muito melhor, mas ao jantar vou tomar outro comprimido.

E o tempo continua cinzento,choveu muito durante a noite.Os meus pensamemtos andavam à deriva, comentei que este ano não vamos ter falta de água.

Hoje tinha uma consulta na Póvoa de Varzim.Com este tempo não me apetecia conduzir, adiei para a próxima semana, que me parece vir o Sol.

Confinada dentro de casa, faço as compras de pão e fruta para uma semana. Saio para tomar conta do  sobrinho neto  nas horas de tele trabalho da mãe.

 

 

 

desta semana

Esta semana tem sido muito má, não consigo dormir as horas que preciso para que o dia renda. Se me deito cedo, acordo de madrugada, se me deito tarde, o sono não quer nada comigo.

E o corpo dá voltas na cama, a mente pensa em tudo o que é bom e menos bom.

Levanto-me cansada para o dia que, neste confinamento, é tomar conta do sobrinho neto enquanto a mãe está em tele trabalho.

À sexta-feira, começo o dia nos arredores da cidade e enquanto espero pela criança, estou no carro a ler, ou ando pela internet a ver as novidades.

Hoje a manhã estava muito serena, não havia sol, não chovia, via-se um pedaço de céu azul, o suficiente para tanquilizar a minha alma ansiosa.

IMG_20210205_091352_558.jpg

Mas a meio da tarde voltou a chuva.

Estava eu sentada no chão com o menino, diz a mãe " a oeste o céu tem um tom alaranjado, na praia deve estar um pôr-do-sol bonito"

Levantei-me. Caía uns pingos de chuva, olhei pela janela via-se o arco-íris.

Sem Título.jpg

Bom fim-de-semana.

 

o pôr-do-sol

depois de um dia de muita chuva.

Fim da tarde, de repente olho pela janela e vejo que para Oeste estava mais claro e as poucas nuvens mostravam um tom de laranja do pôr-do-sol que, na praia, seria lindo,neste Inverno...

Sem Título.jpg

e espreitei a Live Beach Cam. 

Em Ofir, a única praia onde se pratica o surf, não está disponível. Fui até Leça da Palmeira...

4.jpg

Vem sol, que estás a fazer falta!

chuva de Agosto apressa o mosto

Sem Título.jpg

de manhã,a temperatura estava agradável,fui ao cabeleireiro, se fosse de tarde o meu cabelo estaria desfeito da humidade e da chuva 

hoje, não fui buscar o sobrinho neto à creche,fiquei por casa, estou a ler blogs

o tempo está de inverno, arrefeceu, já calcei umas meias,vou fazer um chá,umas torradas e sentar-me no sofá a ver a série " Sweet Magnolias" na Netflix.

tenho pena de quem alugou casa na praia e esteja aguentar com a chuva, chuva esta que leva o pessoal a procurar os centros comerciais. soube que o Braga Parque,ontem, estava cheio.

os ditados populares dizem que  " primeiro de Agosto, primeiro de Inverno" mas como já passamos o meio do mês, pouco falta para Setembro, e as vindimas estão aí, vem então a "chuva de Agosto apressa o mosto".

 

#fiqueemcasa 52

fique em casa.jpg

 

Um dia deoutono chuvoso e deprimente, o que fiz eu?

De manhã, treino em casa, e cozinhar ( pataniscas de bacalhau e arroz de feijão vermelho).  Depois do almoço, aspirei o colchão, como sempre faço ao sábado, mudar a roupa da cama, desta vez arrumei o edredon que já me faz calor de noite, vai para a lavandaria, tirei as colchas de verão. Se tiver frio de noite,com a chuva que cai, puxo da manta aos pés da cama, resolvo o problema.

Estou pela net, vou ver um filme na Netflix, que vai ficar por mais algum tempo.

Dias de chuva em tempo que devia ser quente, arrasam uma pessoa.

Por outro lado, fico contente porque há muita gentinha que anda em "combibio" em tempo de calamidade e esquecem que o Covidinho não nos deixou, ou se tenciona ficar mais algum tempo, depende de nós e dessa gentinha que, a continuar a ter comportamentos normais, vai prejudicar a sua vida e a dos que cumprem o confinamento e, quando tal,  a praia nos dias quentes de verão vai ser em casa. E continuo a  afirmar que tenho mais receio de andar na rua, agora.  E os números de infectados, cá no concelho, subiram.

E assim a meteorologia aconteceem Maio,que jásabia bem umas cerejas,que ainda não as vi.

Bom sábado, em casa.

 

 

 

 

 

 

foi o caos em todo o lado

e aqui na cidade, fecharam alguns tuneis, estive presa no trânsito quando fui buscar o meu sobrinho neto ao colégio.

79778080_10214089234696081_3511407330967158784_n-1

Os sobrinhos netos chegaram bem, a turbulência foi muita, estão em casa,  decidimos ir dar-lhes um beijinho de boas-vindas. 

O acesso à zona do hospital público estava completamente entupido, as ambulâncias passavam por entre os carros e,  contrariamente ao normal, o trânsito ia na direcção da UM, conseguimos chegar mas com muiito tempo de espera.

Quando regressava a casa, percebi porque o trânsito era intenso, e continuava:  o túnel que dá acesso ao Braga Parque, também estava interdito, fui obrigada a seguir pela via que vai dar à estação de comboios, que estava mais calma, andei mais mas cheguei rápido a casa..

E porque nos dias de chuva intensa, quando vou ao Braga Parque, receio estacionar no parque, porque imagino uma inundação, se fosse lá hoje, ficaria assim:

 

Liliana-Paralvas.jpg

fotos daqui