Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Seg | 30.08.21

o fim de semana

Maria Araújo
imagem da internet Sábado de manhã, fomos para a praia, o tempo estava melhor lá do que na cidade, passamos umas horas na conversa. Tinhamos uma marcação para a massagem com pedras quentes (há uns quantos anos que não a fazia),  de tarde  voltei às Termas de Caldelas., desta vez na companhada da minha sobrinha.   Foram sessenta minutos de massagem com pedras e mãos. Pedras que foram (...)
Seg | 15.07.13

Conheci

Maria Araújo
a "ponta" de Ofir (restinga do rio Cávado). De miúda que conheço as praias do norte e nunca tinha ido àquela península. Quando estava do outro lado, em Esposende, sempre tivera imensa curiosidade em ver o lado de lá. Estacionei o carro em Ofir e atrevi-me,  estradita adiante,  muito bem conservada e protegida, matar a minha sede de ver o outro lado. Não imaginava que por lá as  vivendas existiam. Andei uns quantos metros, talvez 1 a 1,5km, não imagino, parei, tirei fotos, (...)
Dom | 11.11.12

Há caminhos

Maria Araújo
"O desânimo é como um nevoeiro cerrado que parece que não vai levantar. Debaixo do nevoeiro todo o cuidado é pouco: devagar, atento a todos os sinais, sem inovações, mas, sobretudo, com a certeza de que, mais cedo ou mais tarde, vai levantar. Isto não é só paciência: é fé, é convicção de que a luz acaba sempre por vencer as trevas."  in " Não há solucões, há, caminhos", P. Vasco Pinto Magalhães           Nesta notícia, pode haver um caminho. O meu irmão mais (...)
Ter | 22.11.11

caminho

Maria Araújo
O tempo passa, estamos a caminho do natal, sinto-me cansada do trabalho e dos alunos que não prestam atenção ao que se faz na aula. De manhã, quando as mentes acordam fresquinhas, ficam apáticos, bocejam, não reagem. De tarde, a brincadeira é muita e, quando chegam às últimas aulas, já ninguém os aguenta. Brincam, falam, bocejam, discutem e, sistematicamente, perguntam o que é obvio terem como resposta:"professora é para passar para caderno?" Sinto-me esgotada. Chego a casa (...)