Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Seg | 26.08.19

Dia Mundial do Cão

Maria Araújo
Ouvira de manhã, na rádio, que hoje é o Dia Mundial do Cão. Eu não tenho cão, nunca quis ter, porque em criança fui mordida pelo rafeiro do meu avô materno, fiquei sempre com medo destes animais de estimação, amados por uns, desprezados por muitos, são eles os mais fieis amigos que podemos ter. A minha irmã mais velha adoptara uma cadelinha  de rua que, entretanto, teve três (...)
Sab | 17.11.18

fomos levar o cão à praia

Maria Araújo
e se na cidade o vento era, e é, forte, a puxar a chuva, por lá estava sereno, o mar estava picado mas com uma temperatura agadável, molhamos os pés. Antes de regressarmos, fomos às compras de legumes e frutas, a mala do carro vinha cheia. Sempre dissera à minha irmã que comprar legumes na praia vinha bem servida e pagava muito menos que nos mercadinhos e supermercados da cidade. Hoje, estava contente pelas compras que fez, trouxe muito  por  pouco dinheiro.
Sab | 17.03.18

coisas do meu dia... no Porto

Maria Araújo
Depois de almoçar com a Sofia, naquele pequeno centro comercial em frente ao IPO, parca de lojas, mas um bom supermercado e as lojas de restauração fast food são de mais para satisfazem os estômagos dos muitos estudantes da FEUP, ( a Sofia cozinha em casa, leva a marmita para a Faculdade), dos utentes do Hospital  de São João e do IPO, a Sofia regressou à Faculdade, eu dirigi-me à máquina automática para carregar o cartão do Metro, procedo à operação, vou para pagar não (...)
Dom | 18.02.18

o cão da Beatriz

Maria Araújo
Estava a chegar a casa, desciam a rua a Beatriz, 6 anos, a mãe e o avô, que moram no prédio ao lado. A Beatriz chorava. Páro e pergunto: - Que tens Beatriz? - O meu cão morreu. Um baque no meu coração, pois  vejo o cão nos braços da mãe da Beatriz,  mais parecia um bebé que dormia tranquilamente. As lágrimas vieram-me aos olhos. A mãe da Beatriz chorava também, o avô, olhos no chão, não falava. - O que aconteceu? - perguntei. - Foi atropoledo quando atravessava a rua. (...)
Sex | 28.10.16

foi pelo cão, não foi por ela

Maria Araújo
     (Destrucion, que não tem uma pata, e o Mickey)   A Sofia precisava de levar os gatos à clinica veterinária. Pediu-me para a levar. Um no colo, outro na caixa, lá fomos. Atrás de nós, entrou uma senhora com a filha que levavam um cachorro muito bonito. O pequeno estava doente, percebia-se muito bem. Quando a veterinária (...)
Sex | 28.10.16

foi pelo cãozito, não foi por ela

Maria Araújo
A Sofia precisava de levar os gatos à clinica veterinária. Pediu-me para a levar. Um no colo, outro na caixa, lá fomos. Atrás de nós, entrou uma senhora com a filha, que levavam um cachorro muito bonito. O pequeno estava doente, percebia-se muito bem. Quando a veterinária perguntou quem estava primeiro, a Sofia disse que era ela. Olhando para a senhora, que ainda estava a dar os dados do cão, disse que lhe dava a vez. Ela respondeu " pois, é que..." e não acabou a frase. E eu (...)
Sab | 25.06.16

que nojo!

Maria Araújo
    Cheguei do ginásio, mala na mão, aproximo-me da porta de entrada do prédio, vejo um "lindo" presente (dizem que quem o calcar é sinal de sorte, de dinheiro), pronto a ser calcado por qualquer inquilino que saia do prédio. Ora, aqui não há cães. Mas há os "cães" que vêm das ruas próximas passearem os seu fieis amigos que, vendo um (...)
Sab | 24.03.12

No maciço da Calcedónia

Maria Araújo
7:00 h levantei-me para preparar a minha mochila, as sandes  de panados de perú, alface e tomate, os sumos e a água, tudo na mochila térmica que me ofereceram no aniversário (muito prática esta). Não levei agasalhos. Calças, T-shirt, sweat e casaco , em algodão. O meu grupo foi numa carrinha de 8 lugares. Seguiram-nos de carro, uma  senhora e os dois filhos. Chegámos a Covide por volta das 9:15h, preparámos a subida. Um dos meus colegas emprestou-me um casaco de malha polar. (...)