Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

São João está a acabar

Maria Araújo, 25.06.16

Sem Título.png

Não fui à noite de São João. Fui, à tarde, assistir à arruada de bombos, demos um passeio pelas artérias principais da cidade, havia muita nas ruas. Gosto de ver a cidade em festa.

Fomos jantar a casa das  minhas sobrinhas. Um final de tarde (in)tenso, a cadelinha delas está muito doente, teve de ir para o veterinário onde fez exames e ficou internada.

Tratamos dos miúdos, jantaram, e foram dormir.

Assamos as sardinhas e a costela quando elas chegaram do veterinário. 

Regressei a casa por volta da 1:00h, tomei um chá e deitei-me.

Fechei a porta do quarto para a Kat não  incomodar logo de manhã, e a verdade é que de tão cansada que estava, às 7:30h acordei com o bater das patas dela, na porta. 

Levantei-me, fui dar-lhe a ração, voltei para a cama e adormeci.

Hoje, com a maioria das lojas fechadas, a Mango, MD e H&M funcionavam normalmente, fomos aos saldos, almoçámos em casa da minha irmã.

Quando regressava a casa pelo centro da cidade, entrei na Sé onde se celebrava a Missa de São João. Vi os andores numa das alas laterais, lembrei-me da procissão.

Saí e quando me aproximei do Largo do Paço, estava o Côro de Braga a cantar as canções populares do Minho.

Parei. E fiquei.

Foi-me dito que São João vinha da capela da Ponte para a Sé e pararia em frente ao Côro para ser cantando o hino em sua honra e que seriam lançadas flores " Batalha de Flores"  pelas pessoas que assistiam à sua passagem.

Foi então que percebi porque vira jovens com cestos cheios de flores e ofereciam às pessoas. 

Nunca participara desta tradição, que fora retirada do programa há muitos anos mas recuperada há cerca de seis, fiquei para poder fotografar o momento.

O Côro cantava as lindas canções de São João, deu-me uma saudade de ouvir a minha mãe que cantava-as todas.

O público e eu, também, acompanhavamos o Côro.

Às tantas, surgiu a banda de música e atrás o andor  e via-se a  "chuva" de flores que caía à sua passagem.

Parou mesmo à minha beira, ouviu-se o hino e seguiu para a Sé.

No final da tarde, a minha irmã ligou-me dizendo que, no regresso a casa, apanhou a procissão e que foi linda por demais (eu arrumava a casa).

Entretanto, escuto a voz de João Pedro Pais, cantor que não admiro nada, e as palmas do público que assiste ao espectáculo.

Para acabar, e em grande, todo o fogo de artifício foi visto da minha varanda.

Último dia dos dez do programa de festas de São João, damos graças a São Pedro, pois o tempo esteve bom.

Ontem

IMG_20160623_162603.jpg

IMG_20160623_162710.jpg

IMG_20160623_163510.jpg

IMG_20160623_163910.jpg

IMG_20160623_165238.jpg

IMG_20160623_165504.jpg

IMG_20160623_165509.jpg

 

 

 Hoje

 

IMG_20160624_170021.jpg

 

IMG_20160624_170014.jpg

 

IMG_20160624_170038.jpg

IMG_20160624_172046.jpg

IMG_20160624_171938.jpg

IMG_20160624_172106.jpg

IMG_20160624_172123.jpg

IMG_20160624_172606.jpg

IMG_20160624_234355.jpg

IMG_20160624_234833.jpg

IMG_20160624_234247.jpg

IMG_20160624_235621.jpg

IMG_20160624_235627.jpg

 

A próxima festa, a que eu gosto mais, já está programada para o primeiro fim-de-semana de setembro: a Noite Branca com um bom programa aqui.

 

Sans-titre-2-1.jpg

 

o cartaz:

(Linda Martini Branko; brasileiros Boogarins e o chileno Matias Aguayo;  Carminho, de Miguel Araújo e dos DJ’s da Rádio ComercialSérgio Godinho e Jorge Palma; HMB , The Gift.