Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

14 anos de blog

 

fadc3d83a2d39102e57955d6a337a9be.jpg

imagem pinterest

 

Mais um ano de blog, e com bons motivos para o comemorar.
Embora quisesse escrever algo mais criativo, não sabia como começar, lembrei-me de recordar alguns bloggers que tive o prazer de acompanhar nos primeiros anos, ao ponto de conhecer pessoalmente alguns, blogs que continuam nas plataformas mas estão parados, mas pensei que  não seria interessante, se alguém vier por aqu, hoje, e clicar no link e dar uma pequena leitura a quem eu adorava ler e comentar.

Pensei, então, escrever sobre o que foi o ano de 2021 até hoje, dia 10 de Maio, no que concerne aos desafios de escrita desta blogosfera.
Sinceramente, eu não esperava alinhar em todos, até porque tinha de dar apoio a um familiar que estava a passar uma fase complicada.
Nada que não fosse resolvido, e que,  felizmente, tem corrido bem.
E assim como estava "tudo" bem comigo, também, ia-me desafiando.  E assim tivemos o primeiro desafio do ano de 2021 , o da Fátima, Desafio dos Lápis de Cor / Vamos Pintar com Palavras; o da Cristina Aveiro, com  o Vá para Fora Cá Dentro de Casa"; o Desafio dos Pássaros 3.0;  de novo a Fátima com o Desafio Arte e Inspiração;  o José e a Isabel com os Contos de Natal.

Em 2022 os Desafios da Abelha,  da Ana,  que continuam. Este é semanal e vai até ao final do ano;  e o Desafio do Triptofano.
Eu tenho consciência de que não sou nada de escritas. Não consigo escrever sobre um livro que li, sobre um filme que vi, sobre uma história que ouvi, mas por isso mesmo, senti que mais importante é desenvolver a mente, e porque a idade não perdoa e, por vezes, esqueço algumas palavras ( só não esqueço o que tenho de fazer no meu dia-a-dia e o que é da minha responsabilidade).
E foi, de facto,  um ano produtivo.
Ah! E na leitura também!  Continua, desde 2015, o "Livro Secreto", agora no Grupo de Leitura do FB, vamos,  em junho, para a V edição.
Além destes livros, que não falho a sua leitura, tenho os meus. Uns estão à espera que os leia, outros, recentemente comprados, têm tido prioridade.
Gostava de devorar livros, como a nossa querida Magda, mas às veze dá-me a preguiça, outras leio umas páginas e deixo-o a descansar uns diazitos. A razão de não ler de mais é porque os meus olhos exigem luz natural, e à noite não leio.
Voltando ao tema principal deste post, o aniversário do meu cantinho, na verdade foi positivo ter participado nos desafios, porque me obrigou a "puxar" pela imaginação e escrever o que os dedos queriam.
A todos os bloggers que me desafiaram a participar nesta viagem da escrita, obrigada pelo convite; ou que lançaram na blogosfera para quem quisesse participar, obrigada por me lerem, e pelos comentários.
E obrigada pelo carinho.
Vamo-nos escrevendo e lendo por aqui e por .

 

desafio: Vamos acabar uma história?

do desafio de escrita do José da Xã

 

jose.jpeg

"era uma vez uma mulher chamada Edna que tinha problemas de visão. um dia..."

Edna queria ir à Aldeia de Cima, pois falava-se que havia um padre jovem que vinha da Vila de Longe celebrar a missa de domingo.
Mas se tinha problemas de visão, como podia caminhar ate à Aldeia de Cima se ficava muito distante da sua?
Com a igreja tão perto de casa, porque não vinha ele ali? E como se não lhe bastasse ver mal, estava farta de ouvir o padre dasua aldeia, que era rabujento e falava muito depressa, ela não percebia nada do que ele dizia.
Mandou recado pela vizinha do lado, que dissesse ao neto, que vivia na Aldeia de Cima, que a fosse buscar e a levasse de carro, à missa do próximo domingo.
Recado dito, resposta entregue: que sim, que estaria lá para a levar.
E nesse domingo, extasiada estava a ouvir aquela voz jovem que falava bem e chegava aos corações.
E por que o que os olhos não vêem, mas o seu coração sentiu,  foi então que enxergou a frase que o padre rematou na homilia: " A fé é uma visão das coisas que não se vêem."

 

 

fotografias com histórias

O blog, e o Instagram são as plataformas que mais frequento.

No caso do Instagram, o que vejo e gosto, sigo, envio mensagem ao seu autor, comento o que me interessa, apoio o que me diz alguma coisa.

Sigo alguns  fotógrafos e viajantes que vivem experiências extraordinárias, e é através da fotografia  que dão a conhecer povos e lugares que, muitas das vezes, achamos que são do mal.

E o mal existe em todo o lado.

Encontrei o bornfreee,  o português amante de viagens ( tem um livro publicado) , de conhecer  mundos e pessoas com quem partilha(m) histórias.

Fico deliciada com as  suas fotos, com a descrição do que vê e sente, enviei uma mensagem a pedir autorização para publicar uma ou outra foto desses lugares, neste cantinho.

Consentiu, e até agradeceu a divulgação.

A sua página é muito interesante.

Recentemente, no seu blog, publicou este artigo, que me sensibilizou muito, porque tenho familiares que sofrem da doença. E sim, devemos tratar o cancro por TU.

É disto que gosto  de ver e ler nas redes sociais.

 

Sinto que visitei dois países:

 

Screenshot_2022-04-27-13-09-49-301_com.instagram.a

IMG_20220427_141037.jpg

IMG_20220427_131137.jpg

IMG_20220427_131221.jpg

 

Desta forma, irei publicar fotografias de histórias e viagens deste português.

 

 

 

 

50 000€

Há dias, publiquei isto, tive um favorito, ninguém deixou qualquer sinal de que leu, talvez porque seja assunto desinteressante, que para mim não é, porque quando alguém precisa de mim, o pouco que posso ajudar, ou doar, faço com coração.

Não estou a condenar ninguém, mas um  , uma , nos comentários, seriam suficientes para deixarem-me feliz.

Screenshot_2022-02-03-22-00-36-384_com.instagram.a

Screenshot_2022-02-03-22-00-49-371_com.instagram.a

Sou pessoa de ajudar quando acredito em quem pede ajuda para ajudar as pessoas com grandes dificuldades e/ou problemas familiares graves.

E  mesmo que digam que pode ser manipulação, e se eu tiver contribuido, penso: " ajudei. se foi mal aplicado, a consciência há-de doer a quem se aproveitou de nós"

Hoje de manhã, estava  numa cavaqueira com a minha irmã, ela  tinha o televisor sintonizado na Rádio Comercial, e de repente chamou-me a atenção a voz que falava num  pedido de ajuda, e que me pareceu ter a ver com este.

Mas não. Quando ouvi o nome Gustavo Carona, e o pedido que fez nas redes sociais, ao mesmo tempo que desafiavam os ouvintes a contribuirem para atingirem o valor, 50 000€,  tendo como tempo limite as 11h00, contei à minha irmã o que se passava.

Fui à página do Instagram do médico, e na bio o valor ultrapassava os 20 000€.

Às 10h30, quando lá voltei, tinha atingido o valor desejado. E as doações entravam.

Por volta das 13h00 o Gofundme   registava mais de 60 000€.

IMG_20220208_131918.jpg

Faltam as transferências bancárias, o meio que usei para doar.

A sorte de alguém está mudada,

E há a desta jovem, que já está, também, a ser mudada, graças à Carmen, a mãe.imperfeita, que tem o coração do tamanho do mundo.

IMG_20220208_133457.jpg

 

 

gosto deste número

sendo uma blogger de contar coisas pequenas do meu dia-a-dia, e quando é possível, ou fazendo uma análise do que foi o meu dia, pensando escrever qualquer coisa aqui, chega a noite e já não apetece, ou acho que não  interessa, embora neste cantinho relembro algumas histórias do passado, desde que ele existe, e sem que os números de visitantes ou vizualizações sejam o mais importante, gosto de os ver.

E se há alturas que são mínimas, outras há que me surpreendem.

Mas há um número de visitas que gosto, e é este...

IMG_20211130_120315.jpg

 

 

um Pequeno "Grande" Caso Sério

 a blogger Pequeno Caso Sério alertou no seu post, quem pode, com certerza, vai ajudar.

E eis que vou ao instagram e a primeira "notícia" que surge é da publicação de  mãe.imperfeita, e vejo isto, que trouxe para lerem aqui.

O valor já vai em mais de 47 mil euros!

Sinceramente, sou muito mais solidária com estes casos, em que acredito, do que na maioria da instituições.

Obrigada, Pequeno Caso Sério.

Obrigada, Mãe.Imperfeita.

 

Screenshot_2021-11-22-16-03-07-368_com.instagram.a

Screenshot_2021-11-22-16-03-20-941_com.instagram.a

 

 

 

do blog

Hoje, tal como em 10 de Maio de 2008, o tempo está frio, chove a cântaros no momento que escrevo este post.

Há alguns dias que ando afastada, não tenho grande vontade de escrever, os dias estão muito ocupados com a família, que precisa de mim.

Para lembrar o dia que entrei no mundo da blogosfera, fica o tango que foi tema do primeiro post desse sábado frio.

Treze anos de cantinho, treze anos de recordações que são um diário das pequenas coisas da minha vida.

 

 

 

o croissant deles

22029531_QU4w6.jpeg

22029532_EjiuV.jpeg

(imagem do blog de a-lupa-de-alguem)

No blog de A-Lupa-de-Alguém, li que os novos e exclusivos croissants deste supermercado estão por ela aprovados.

E já se fala muito neles, por cá.

Passei no Continente Bom Dia aqui da zona, e fui à prateleira onde eles estão.

Touxe um para (a)provar, até porque eu gosto muito de croissants de massa folhada. Ainda estava morno.

Comentei com a menina da caixa que queria provar, respondeu que era suspeita mas que são muito bons.

Ficou um pouco desfeiro porque, aqui em casa, o saco caiu ao chão.

Só tem um senão. Não veio na embalagem de papel, como eu gostaria.

22029534_lafw7.jpeg

Fui eu que me servi, tive de pegar num saco de papel do pão. 

IMG_20210304_160013.jpg