Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Com a Lia, vou para todo o lado

Maria Araújo, 06.06.14

A minha amiga Emilia, esteve cá em setembro do ano passado, criamos laços de amizade fortes, damo-nos muito bem.

Há 5 anos, pensou vir para Portugal, aqui para o norte, e deixar o país da insegurança. Apesar de reformada, trabalhava para uma empresa em part-time. A crise estava a mostrar os seus efeitos na sociedade portuguesa, desistiu da ideia de regressar, até  que,  há quatro anos, decidiu deixar esse trabalho e foi viver para Campinas onde estão os dois filhos e os netos.

Veio a Portugal em  2007,  e no ano passado decidiu passar um mês de férias, queria visitar a família que tem na Figueira da Foz, a cidade onde nasceu. Andamos  3 semanas a passear.

Em finais de 2013 informou-me que tinha de voltar a Portugal para tratar de assuntos muito importantes.

Decidimos passar três dias em Lisboa, antes de seguir para o Brasil, no início de julho.

Vamos a Sintra, que não conhece e Lisboa, que comhece pouco

Chegou a semana passada. Assuntos em bom andamemto, ontem, combinamos um encontro em Espinho (uma familiar tinha um trabalho por cá, ela propos-me passar o dia comigo).

Decidimos dar um salto a Aveiro, pois já há muitos anos que não passava por esta cidade.

O tempo não foi muito, queríamos andar nos moliceiros,  mas o percurso era de 45 minutos não tinhamos almoçado e deviamos regressar a Espinho cedo.

Mas valeram as 3 horas que lá estivemos.

Entramos numa casa com artigos vintage, onde a Lia comprou uma blusa muito cool.

Tirei fotos da entrada, mostrei-as à dona da casa (ela ficou um pouco de pé atrás quando me viu de máquina fotográfica) mas acabou por dizer que podia  publicá-las no FB desde que fizesse publicidade. E eu guardei a máquina, não tive coragem de fotografar as peças de mobiliário de sala que mais gostei.

Em Espinho, enquanto esperavamos pelos familiares, fomos ver a praia. Fiquei desiludida.

Não sei qual a extensão desta praia entre o paredão e o mar, mas o que vi foi o suficiente para perceber que a época balnear está aí e o areal  tem pouco espaço para receber os banhistas.

Despedi-me da minha amiga e dos familiares e regressei a Braga(esta zona Porto-Braga , Porto-Aveiro, está muito bem servida de comboios urbanos). Saí de Espinho às 17 horas, às 18h cheguei a Braga.

No próximo dia 27 rumo de Braga para Lisboa e apanho a minha amiga em Coimbra para gozarmos  4 dias em Sintra e Lisboa, com a probabilidade de dar um salto a Cascais, que não vou há mais de 25 anos.

Vivesse a Lia em Portugal,  andaríamos constantemente a passear. É uma excelente companhia.