Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

o desrespeito dos espertos

A Avenida da Liberdade desta cidade está em obras desde o São João.

Começou, precisamente, pela Ponte de São João.

Quando foi noticiado no jornais da cidade, os bracarenses manifestaram o seu desagrado por estas terem início depois da Braga Romana, São João, em Junho, portanto.

A minha opinião é que deveria ter começado na primavera, 

Mas quem pode manda, as obras vão ser demoradas e se no verão havia confusão mas circulava-se, agora veio a chuva e a coisa piorou. E muito.

Até há 15 dias num dos cruzamentos  foi feita uma mini rotunda que funcionava muito bem,  mesmo nas horas de ponta.

Os condutores entravam devagar, iam  dando um jeitinho, agora passas tu, depois passo eu, nunca uma rotunda foi também imaginada e elogiada pelos condutores.

E eu batia palmas porque me levava menos tempo a chegar onde queria, do que fazer a Rua 25 de Abril, onde há escolas por perto e a confusão é muita.

Só que, a semana passada, a rotunda desapareceu. Uma via que dá acesso à avenida foi fechada ao trânsito.

Não tive alternativa, senão seguir em frente e fazer a rotunda  Santos da Cunha para entrar no túnel e ir para o meu destino. 

No banco de trás , na cadeira, o meu sobrinho neto adormecera.

Tirada a rotunda, todos os autocarros são obrigados a circular pela rua 25 de Abril e todas as paragens passaram para lá, e em frente à Escola Secundária.

E se antes das obras era a confusão de trânsito com os automóveis parados em segunda fila,  na hora de entrada e saída dos estudantes, agora, há uma linha contínua que separa a o piso.

Para os condutores que pretendem virar à esquerda, tem uma seta no chão e o devido sinal no passeio, pelo que  os outros , que seguem em frente, com muito ou pouco trânsito têm de cumprir os sinais e a linhas e marcas no piso.

Mais à frente,  uns metros a seguir á passadeira, também mudaram o sentido, há marcas no piso que não permitem que os condutores passem por cima , e depois destas, encontra-se as duas vias para seguirem o seu destino.

O que acontece todos os dias, a todas as horas, minutos, e segundos, há os chicos- espertos que sabem que têm de estar na fila, e em vez disso ultrapassam os que cumprem, passam as marcas no  piso  e quando chegam à seta que indica obrigatoriedade de virar à  esquerda, ligam o pisca da direita tentam infiltrar-se na fila dos que vão no pára arranca, porque há semáforos no cruzamento, há que ter paciência.

Mas houve mais alterações nesse mesmo lugar.

IMG-20231018-WA0002.jpg

O que era uma segunda via para quem seguia em direção aos semáforos, passou a ser uma descida com obrigatoriedade de virar à direita.

E é aqui que os chicos-espertos desrespeitam as regras de segurança.

Passam as setas, as marcas no chão e seguem em frente sujeitos a baterem de frente com os condutores que descem esses pequenos metros. E quem cumpre protesta azucrinando os ouvidos dos transeuntes com a buzina do automóvel.

Hoje, finalmente, tive a prova do que aqu registei.

Um familiar estava na fila,  atrás do autocarro e abaixo das marcas no chão, conseguiu captar um  chico-esperto em incumprimento , que por sorte, ou a destreza do condutor que descia aquela pequena via, não houve choque.

IMG-20231018-WA0003.jpg

Com duas escolas na zona não sei porque não há polícia nestas horas de maior tráfego.

Mas vê-se um em cada pequena obra no passeio das ruas, como vi hoje na minha ida ao cabeleireiro.

Alguma coisa tem de ser feita antes que alguém provoque um acidente grave.