Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

"tenho de escrever o meu nome?"

Maria Araújo, 01.10.17

Às 13h fui votar.

Na minha secção a fila era pequena, contrariamente ao que aconteceu nas última eleições. Talvez porque decidi ir mais tarde, depois do ginásio.

De repente, já estava eu dentro da sala,  surge da cabine de voto o rosto de uma senhora, nos seus 70 e muitos, que pergunta:

" Tenho de escrever o meu nome ou só devo pôr a cruz?"

Os membros da mesa não ouviram a pergunta, respondi eu imediatamente: " Só a cruz".

" Ah, está bem", respondeu.

Olhei para a fila atrás de mim. Todos sorriram.

Comentei com o meu decote: " Não quero acreditar no que ouvi!  Como é possível a senhora fazer uma pergunta destas?! Será que nunca votou? Estará esquecida de como se vota?"

Afraude-eleitoral -.jpg

 

 

 

bem-vindos à escola

Maria Araújo, 14.09.17

a S, a jovem de 40 anos  que nasceu nesta rua onde vive (mos), pertence a uma geração de putos, agora pais, que no Verão brincavam na rua até à meia-noite, ou quando os pais os chamassem porque já eram horas de regressar a casa, tem uma filha de 6 anos.

ontem encontrei-a à porta de casa.

está de férias, parou para conversarmos um pouco.

falou-se da escola do 1º ciclo, em frente às nossas casas, que está parada há um ano à espera de obras ( parece uma escola abandonada há muitos anos, uma tristeza) e desde então o 1º ciclo tem aulas nos contentores num espaço da escola EB 2/3 que fica a cerca de  500m.

quando lhe perguntei como reagiu a filha a este primeiro dia de escola, respondeu-me que estava excitada e ansiosa.

e contou que, estando pais e filhos na sala de aula para a recepção aos alunos, de repente ntra na sala um grupo de candidatos à Câmara, de um determinado partido.

os pais ficaram estupefactos com a presença do grupo nas salas dos miúdos do 1º ano.

quando perguntei pelo menos tinham alguma coisa ( lápis, borrachas, autocolantes)  para oferecer às crianças, e ela respondeu que não tinham nada, apenas entraram cumprimentaram os miúdos com o " bem-vindos à escola", e saíram.

crianças de 6 anos que estavam ansiosas por conhecer a professora e a escola, era inadmissível, dizia ela, que a direcção permitisse que grupos partidários andassem a fazer propaganda dentro das escolas.

 

Imagem relacionada

 

 

 

 

já votei!

Maria Araújo, 04.10.15

Eleicoes-Legislativas-2015.jpg

 

 

 


À entrada da escola, muitos eleitores juntavam-se, cumprimentavam-se, procuravam a sala onde tinham de votar.

Nunca em tantos anos que fui votar, vi a  minha secção de voto com fila de espera. O normal seria esperar cinco minutos.

A antiga escola não existe, é agora, no mesmo espaço, uma escola  nova, com boas condições, percebe-se melhor, penso eu, ou  talvez por que juntaram as  freguesias, e vendo os corredores cheios, grande afluência às urnas.

Hoje, contrariamente ao habitual, estive 25 minutos à espera de colocar a cruz naquele quadradinho pequeno, mas cheio de signigificado para o país.

Só não vi, que me lembre, e pela primeira vez, a menina (o) que pedia o voto sondagem à boca das urnas.

Posso estar enganada com o que vi, mas acredito que as pessoas, desta vez, apesar do tempo péssimo que está, estão conscientes que hoje é um dia importante para decidirem o estado da nação.