Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



uma homenagem a ti

por Maria Araújo, em 29.07.19

Neste teu dia de Aniversário, RUI, ofereço-te aquele ABRAÇO  de vinte segundos, que sempre dizias  ser o  verdadeiro.

Com o poema e a música que um dia, no ano 2011, dedicaste à tua querida esposa, uma Senhora, como tu, um grande Senhor, fica em PAZ, meu Amigo.

(...mas haverá um dia, ainda bem distante em que ...)

 

 

"Se Eu Pudesse Estar Onde Tu Estás ..."


Onde estás tu neste momento?
Somente nos meus sonhos
Tu estás perdido, mas estás sempre
no bater do meu coração.
 
Estou perdida agora sem ti.
Não sei onde estás
e continuo olhando,
continuo esperando,
mas o tempo continua a separar-nos .

Existirá uma maneira que eu te possa encontrar?
Existirá um sinal que eu deveria saber?
Existirá uma rua que eu possa seguir
para te trazer de volta para casa?

O Inverno está diante de mim
Agora estás tão longe
Na escuridão dos meus sonhos
A tua luz permanecerá.

Se eu pudesse estar perto de ti.
Se eu pudesse estar onde tu estás.
Se eu pudesse alcançar-te e tocar-te
e trazer-te de volta para casa ...
 
Existirá uma maneira que eu te possa encontrar?
Existirá um sinal que eu deveria saber?
Existirá uma rua que eu possa seguir
para te trazer de volta para casa, para mim?

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

um dia cinzento

por Maria Araújo, em 04.07.19

semelhante ao dia 4 de julho de 2008, o dia que faleceu a minha irmã, o dia que celebramos o aniversário da Sofia,  que completa hoje 21 anos.

Amanhã são 37 anos que a minha mãe nos deixou.

Era tão jovem!

E a vida prossegue com altos e baixos, sempre na esperança de um mundo mais razoável.

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

nos "enta"

por Maria Araújo, em 15.05.19

Ainda me lembro quando fiz 40 anos, estava a passear por Paris, uma semana de frio mas muito bem festejada.

A sobrinha, e minha afilhada, mais velha já vai nos 43.

Hoje, é ele, o F,  que faz 40 anos.

A partir de agora será sempre "enta".

Como o tempo passa!

Na foto, sentados, o aniversariante, a irmã mais nova ( mãe de dois filhos lindos).

De pé,  o M (37anos) vai ser pai lá para o fim do verão.

Adoro a minha família!

IMG_20190515_142035.png

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

2008, numa noite fria de sábado de Maio.

por Maria Araújo, em 10.05.19

Entre 2007 e 2008 foram inúmeras as viagens para Lisboa, a irmã mais velha enferma, eram as leituras dos destaques do Sapo no intervalo da hora do almoço, que noutras horas era impossível, e à noite deitar-me tarde para no dia seguinte levantar-me cedo para ir trabalhar, que me distraíram das preocupações desse ano complicado e que, de repente, nessa noite fria de sábado de Maio, decidi arriscar, e eu não sabia como tudo isto funcionava, abrir um blog na plataforma do Sapo.

Nome para ele não tinha, como começar não sabia.

Estava sozinha em casa. E nasceu o nome deste cantinho, com a certeza que não levaria este para a frente, não teria pernas para andar. 

Mas andou. E anda.

No seu percurso teve este blog momentos altos e baixos, e ainda recentemente, sobretudo à noite, naqueles dias que as preocupações surgem quando estou na cama para dormir um sono tranquilo e a mente teima em recordar-me coisas do passado, quando os momentos baixos me dizem, "apaga o blog, deixa de perder tempo com banalidades", e tomo a decisão de o fazer no dia seguinte,  chega a manhã, comento: " és doida, deixa-o ficar. quando fores velhinha, e se a memória não te faltar, vais ler com carinho e surpresa o que escreveste lá atrás".

Onze anos depois, e com uns quantos inesperados destaques, escrevi as banalidades da que é a minha vida simples e sem artifícios, com alegrias e tristezas, e ainda muitas preocupações que me tiram o sono, mas que o meu lado positivo me dá força para continuar o caminho por cá.

Hoje o meu blog completa 11 anos.

Obrigado aos poucos, mas bons, bloggers que o lêm;  aos que apenas o visitam; a todos os que deixam os seus comentários  e que faço questão de responder;  aos que tive o prazer de conhecer pessoalmente, aos meus amigos dos encontros de bloggers

Gratidão é isto: ter-vos por cá.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

presente de aniversário

por Maria Araújo, em 18.12.18

O Natal está à porta, são muitos os brinquedos que os miúdos recebem.

Ontem, o meu sobrinho neto fez 4 anos, desta vez, decidi dar-lhe de presente de aniversário uma camisola com lantejoulas.

Acho-as engraçadas para eles.

hmgoepprod.jpg

Quando entreguei o presente, diz-me ele, no seu sotaque carioca:

" Oh, gostei mais da prenda dá tia Eva!".

Disse-lhe eu:

" Mas quando fores para o Brasiu, os teus amiguinhos vão perguntar-te onde compraste a camisa (  o nome que dão a esta peça) e tu vais dizer que foi a tia L de Portugau".

E não deu mais importância à camisola.

Sábado é a festa de aniversário, ele nem imagina que vai receber outra da Lego. Já pensei dizer à minha irmã para trocar o presente, dá-lhe o de Natal na festa de aniversário, e a camisola, no Natal.

Com tantos presentes ele nem vai dar por nada.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

há música nos Jardins

por Maria Araújo, em 18.10.18

p2349a0.jpg

 

 

Pois, é. O título pode levar-vos a pensar num evento especial, que é, aqui na cidade e para o fim de semana.

Não ando ao corrente do que se passa no burgo, tenho tido os dias ocupados, raramente vou ao centro, não sei o que acontece por cá.

Soube, por acaso, ontem, que vai haver um evento sobre música para bebés e eu gostaria que o meu sobrinho neto lá fosse, como vai a este evento, e fico especialmente satisfeita em saber que esta cidade está a evoluir e que afinal as coisas boas não se restringem à capital e ao Porto.

Bom, estava eu escrevee que há festa nos Jardins, mas não nos jardins de Braga, que infelizmente o autarca que esteve mais de 30 anos no poder destruiu lugares de lazer que a cidade tinha e substituíndo-os por betão, mas do aniversário dos Jardins de Afrodite, uma das queridas bloggers dos nossos encontros de bloggers, que não sendo bracarense vive aqui na cidade há muitos anos.

Não sendo uma blogger do Sapo, não é por isso que vou deixar de vos convidar a visitarem os seus jardins, especialmente hoje, neste seu 6º aniversário, e verem e se quiserem, ouvir o que ela tem para nos oferecer.

A Afrodite convida-nos, à semelhança do antigo programa do século passado  "Quando o telefone toca" que os ouvintes eram convidados a dizer uma frase, de um patrocinador e/ou promocional, pedia uma canção que podia ser, ou não, dedicada a um familiar ou amigo, " Posso pedir um disco?" , que o nosso amigo Ricardo, mais um elemento do grupo de bloggers, também nos convidara a participar num passatempo  no seu Pacto Português , no ano de 2015, a participar na festa, pedindo um "disco" e dizendo a frase patrocinadora:

Os JARDINS DE AFRODITE estão em festa.

Neste 6º ano de comemoração,
só quero pedir uma canção.
 
 

Então, convido-vos, vós bloggers do Sapo, que espreitem estes Jardins e se deliciem com as músicas, algumas antigas, daquelas que os vossos pais gostariam de ouvir e recordar o que estas lhes diziam no seu tempo de moças e moços.

Para ti, Afrodite, que os teus Jardins continuem a dar flores, nós os bloggers, de todas as idades e "tamanhos", e alegrem com as suas palavras, os seus desabafos, o seu humor, os corações de quem por lá se deixa perder.

captura de ecrã.png

Feliz Aniversário.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

1º Aniversário

por Maria Araújo, em 15.10.18

1539606516897.jpg

do meu sobrinho neto V, ontem, dia 14.

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

às vezes fazem-me de idiota?!

por Maria Araújo, em 04.10.18

Há precisamente uma semana, uma pessoa falou em comprar um presente de aniversário para alguém por quem temos uma considerável estima.

Como eu havia falado nisto, uma semana mais tarde a pessoa e mais uma colega foram deliciar-se com um tratamento, que gostaram muito,  falaram-me em comprar um voucher para oferecer a alguém que nós estimamos. E pediram-me para tratar da compra.

Eu concordei, respondi que nunca comprara um voucher neste sítio, ia ligar para saber como fazer para o adquirir.

Com uma delas por perto, fiz várias ligações, não conseguidas, elas deixaram o ginásio, eu regressei a casa.

Em casa tentei ligar do telefone fixo, consegui, obtive o esclarecimento que pretendia.

Cautelosa que sou, queria o ok das outras pessoas para comprar o voucher, até porque quem o pagaria era eu, esquecera-me que nuncative os seus contactos ( nem quero).E lembrei-me do messenger.

A pessoa costuma estar ligada, enviei a mensagem, não obtive resposta. Esperei até ao final da tarde, enviei segunda mensagem, e nada.

Passou o fim de semana,  zero resposta.

Segunda-feira,  à volta de uma mesa do bar sentava-se a pessoa, a colega, e mais quatro pessoas.

Aproximei-me, cumprimentei todas, perguntei à pessoa se lera as mensagens que enviara.

Com uma expressão no rosto de quem não entendeu nada, ou eu estava a ser parva, todas olharam para mim,  virou-se para o grupo e diz qualquer coisa sobre o fim de semana.

Sentindo-me ignorada, não obtendo resposta à minha pergunta, toquei-lhe no ombro e disse que depois falava com ela. Saí dali indignada.

Dez minutos depois, viu-me,  aproximou-se e perguntou-me: "Então M, o que foi que aconteceu?"

A minha vontade era dizer que não fora nada, que nada tinha importância, mas como respeito as pessoas, e ela é simpática e damo-nos bem como colegas,  expliquei -lhe.

E respondeu-me que tem outras contas no FB, ultimamente não ia à que eu conheço, que o problema do presente estava resolvido ( perguntei-me se alguma vez houvera problema), e nesse preciso momento pára para cumprimentar alguém.

Eu segui o meu caminho.

Passaram três dias, e entretanto a pessoa  já foi à sua conta de FB onde tem a mensagem que enviei, não respondeu com um pedido de desculpa, não me disse se ofereceram algum presente e o quê, e eu continuo a fazer figura de idiota porque sei que resolveram outra coisa e não me incluíram no grupo. 

Se tivesse comprado o voucher, como me foi pedido, e não fosse eu cautelosa, iriam dizer que tinham comprado outra coisa, ficaria eu com ele nas minhas mãos, com um gasto que não queria ter nesta altura.

Perante isto, prometera a mim mesma ignorar tudo  que se passou .

Hoje, falei com todas como se nada tivesse passado. E elas falaram comigo como se nada tivesse passado.

Mas fiquei aborrecida, porque quando alguém me pede alguma coisa e mostro disponibilidade, faço o que está ao meu alcance para colaborar.

Já vi que com algumas pessoas não vale a pena. Que não me peçam nada, não alinharei em nada.

Como em "Os Tubarões": estou fora!

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

uns anos depois

por Maria Araújo, em 19.09.18

Há algum tempo  que deixei de escrever sobre o aniversário dos meus sobrinhos ( onze) e sobrinhos netos ( cinco), mas hoje, e porque este mês é o que mais gosto para ir à praia, lembro-me muitas vezes destes primeiros dias do mês, quando levava os meus sobrinhos Diogo e Sofia para a praia, por lá brincávamos os três, nessa praia que  tem, agora, mais pedra que areia. Foram dias muito bem passados.

IMG_20180919_141620.jpg

 Sofia e Diogo

 

As aulas começavam por esta altura, frequentavam a escola do outro lado da minha rua, certos dias eu dava-lhes de almoçar, conforme as minhas horas de trabalho, também.

Por vezes, o Diogo não vinha directo para casa, ia para o campo de jogos da escola jogar à bola. Demorava, chamava-o, não me ouvia, descia as escadas, atravessava a rua e quase gritava para que me ouvisse e viesse almoçar.

Acabado o 1º ciclo, foi para uma escola fora da cidade, até que voltou para  fazer o secundário na escola do outro lado, no quarteirão  oposto à minha rua ( não faltam escolas aqui na zona).

Nos três anos do secundário, a maioria dos dias almoçava cá em casa. O pai  trazia a refeição, para não ter de ir a casa quando tinha aulas de tarde,  ou eu cozinhava  e almoçávamos os três  ( eu, ele e Sofia).

Passaram mais três anos.

A Sofia, que sempre andou por aqui, tinha a chave de casa que, ora abria a porta e almoçavam juntos, ora eu deixava a minha chave no café, ele a procuraria no final das aulas da manhã.

Passaram mais 4 anos.

O Diogo formou-se.

Raramente o vejo. É um jovem muito ocupado, disse-mo ele, hoje.

O Diogo faz hoje 22 anos.

Deu-me imensas saudades pensar naqueles dias de Setembro que íamos à praia.

E as conversas de rir que, já mais crecido, contava do irmão, o Nuno.

Foram belos momentos, que nunca mais se repetem aqui em casa,  à mesa, à hora do almoço.

Feliz Aniversário, Diogo.

41900423_2389486634402447_1292740277982724096_n.jp

 Diogo, 22 anos

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Braga Day 2018

por Maria Araújo, em 28.07.18

 

notícia-768x432.jpg

 

quatro dias sem passar pelo centro da cidade, esta semana foi de praia, não fazia a mínima ideia que hoje era o dia da apresentação dos Guerreiros, de todas as modalidades desportivas do SCB

Há minutos, sentada no sofá, assusto-me com um rebentar de foguetes, de fogo de artifício.

Meia-noite,  já são aniversariantes o meu sobrinho neto carioca, seis anos, e o grande senhor e amigo Rui, do blog Coisas da Fonte.

Feliz Aniversário, meus queridos.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio


10 anos




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR