Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

" da cor dos cravos que nos deram a Liberdade"

Vivi o antes do dia 25 de Abril, vivi uma infância e uma adolescência com alguns medos do regime Salazarista.

Ouvi os meus pais contarem das dificuldades ( racionamento de bens alimentares)  que passaram no tempo da II Guerra Mundial . 

 

O meu pai era anti-salazarista, o meu avô foi perseguido pela PIDE, andou fugido aquando das eleições de 1958 em que o opositor ao regime foi Humberto Delgado.

No dia 25 de Abril de 1974, o  dia da Liberdade, alcançamos o que há muitos anos os nossos avós e pais tentaram alcançar, sem sucesso.

Voltar ao antes, nunca mais!
Estamos a passar uns tempos dificeis, em todo o mundo, nas várias vertentes: saúde, sociedade, política, religião, ambiente.

Não vamos deixar que esta doença, que está a matar muita gente, nos impeça de ir, com cuidado e segurança,  à Assembleia de Voto, no próximodia 24.

Não vamos permitir que outros ideais de tempos vividos no passado tirem a nossa Liberdade.

Não permitamos que " da cor dos cravos que nos deram a Liberdade"  tirem a nossa Democracia.

IMG_20210116_125059.jpg

 

imagem do instagram,  sabercompreender

 

 

 

 

 

uma homenagem confinada

Foi no dia  15 de Abril de 2019 que estive contigo pela última vez.

Os nossos passeios a quatro, por vezes seis, eram muito bem passados, tínhamos o dia todo para nós.

Vinhas com a tua esposa até Braga, seguíamos para outros destinos,ou ficavamos por cá, era tudo combinado atempadamente..

Há um ano, fomos de boleia com o marido da tua grande amiga ,e cúmplice, até Ermesinde. 

Uma manhã de chuva, nem de propósito o nosso destino era Casa da Música,que eu conheço bem,mas a nossa amiga não.

IMG_20190415_104920.jpg

IMG_20190415_111354.jpg

21420426_lez7H.jpeg

21420419_HGGKy.jpeg

IMG_20190415_112531.jpg

IMG_20190415_115453.jpg

(imagem da nossa amiga C)

 

21420424_8ugUm.jpeg

21420422_PZj3S.jpeg

Seguimos depois para o almoço, levaste-nos para aqui

IMG_20190415_172834.jpg

(imagem da nossa amiga)

O almoço foi tranquilo,como sempre foram os outros embora mais animados na conversa,neste estavas mais calado.Tu já sabias o que te esperava, mas não deixaste de fazer o teu papel de anfitrião.

A chuva passara e dera lugar ao sol quentinho.

Depois do almoço, fomos dar um passeio pelo pequeno mas simpático parque onde passeavam os gansos; ouviam-se os pássaros naquele agradável espaço dentro do movimento de viaturas e pessoas desta cidade.

21420466_zkpTg.jpeg

21420491_6sf3j.jpeg

21420487_2Y0AA.jpeg

IMG_20190415_150900.jpg

IMG_20190415_150411.jpg

(estas duas imagens da amiga C)

Ficamos por cá o tempo suficiente para conversarmos, andava eu aqui e ali a fotografar o que gostava e,sabes? nãosei onde guardei as imensas fotografias que tirei.

Tive de procurar no post que escrevi aqui,no ano passado.

Prometera a mim mesma que hoje iria recordar este que seria o último dia dos nossos passeios por este nosso belo país.

Tivemos outros, que fizemos contigo, nos nossos encontros de bloggers, e que ficarão para sempre guardados nas nossas memórias.

Nunca me cansei,nem me canso, de pensar e de dizer que foste, aliás, és um amigo incondicional,uma pessoa simples,humilde,culta,uma fonte inesgotável  de amizade e conhecimento ( quantas horas "perdi" a decifrar os teus enigmas; quantas vezes na hora do almoço desligava o pc para ir almoçar,quase no limite da hora de recomeçar o trabalho; quantas vezes esqueci a comida que cozinhava para o jantar, nem dava pelo cheiro a queimado  ...e tu sabias disso).

"Aprendi, em tempos, que devemos procurar manter os nossos pensamentos no sentido que eles melhor nos sirvam !!! ... É assim que eu faço sempre ! ... É importantíssimo !!!"

Aprendi muito contigo.

Obrigada.

Um abraço, onde quer que estejas,Rui.

Para sempre, a tua amiga deste cantinho.

1de Abril...

e a notícia do jornal O Minho, em destaque a rainha da pop que, zangada com os alfacinhas,  decidiu vir viver  para a terra do arroz de sarrabulho. Mas eu acho que é porque o Sporting de Braga tem as cores da equipa onde o filho treina. 

Querida, tens tudo para viver aqui perto: praias para os teus passeios a cavalo, parques radicais para os filhos, montanhas para escalar, pistas equestres, campos de ténis, pistas de aviação, futebol, canoagem,  e acima de tudo, uma excelente gastronomia... e bons vinhos.

Tivesse eu o teu dinheiro, compraria este lindíssimo solar.

solar-de-bertiandos.jpg

E dizia um amigo meu "O Minho é que é lindo, carago!"

Vem Madonna, serás bem recebida.

em Outubro ficou decidido

no 4º Encontro em São Pedro de Moel, e tempo voa e já estamos a nove dias do nosso 5º Encontro de bloggers que terá lugar aqui em Braga, no próximo dia 30.

O almoço buffet é no Museu D. Diogo de Sousa, um espaço aberto ao convívio, às recordações, à cultura, quiçá, surpresas.

O nosso selo, que marca este encontro, foi criado em Janeiro a partir dos belos desenhos de Eduardo Salavisa que gentilmente nos deu permissão para os utilizarmos.

A divulgação e inscrições têm sido feitas no blog Jardins de Afrodite, uma vez que os nossos amigos virtuais e não virtuais são maioritariamente do blogspot.

Tendo forte colaboração do marido, a blogger Afrodite vai trocando comigo opiniões, e põe-me ao corrente dos e-mails que recebe de todos os que vão participar neste Encontro.

Tudo está a correr bem, vai ser um dia pleno de emoções e coisas boas.

Gostaria que a simpática Joana, deste blog, estivesse connosco, mas outros compromissos mais alto falam. Nós entendemos, com certeza ( mas se conseguir dar um jeitinho, até ao penúltimo dia, ainda vem a tempo, Joana).

Prezo muito que os nossos queridos bloggers do Sapo, por quem tenho muita admiração e afeição, estejam disponíveis para se sentarem à mesa rodeada de amigos:

o Kok  e o seu sentido de humor, que adoro;

a Manu e as suas fotografias que nos contam histórias de viagens e de vidas. 

 

20230017_IeEJB.png

Fica a lista dos amigos que vão comparecer neste 5º Encontro de Bloggers, ( fui roubar à Afrodite). Há novidades. Vamos conhecer novos amigos.



(02) Afrodite + ZM (Jardins de Afrodite) - Braga
(04) Maria Araújo + irmã (Cantinho da Casa) - Braga
(05) Ricardo Santos (O Pacto Português) – Lisboa
(07) Rui E.S. + Lena (Coisas da Fonte) – Ermesinde
(08) Manu (Existe um Olhar) - Caldas da Rainha
(10) Graça + Sidónio (Picos de Roseira Brava) - Leiria
(11) Esmeralda Martins (O meu (outro) Eu) - Mafra
(13) Gábi + Paulo (Dona Redonda) - Porto
(15) Ju + Domingos (Ventos do Norte) - Porto
(16) Kok (Rir é bem melhor!) - Lisboa
(17) FATifer (Fatiferando)- Lisboa
(19) Laura Ferreira + "cara-metade" (O sítio das pequenas coisas)- Porto
(20) Giselda (AvoGi e as Pulgas) - Funchal
(21) Janita (O Cantinho da Janita) - Porto
(23) Henrique Ferreira + Raquel (A Nossa Travessa) - Lisboa
(24) Lina (Golimix) (Eu tento, mas meu tento não consegue!) - Vila Pouca de Aguiar
(25) David (Almas à Deriva) - Oeiras

 

 

Braga5.jpg

Todos os caminhos vêm dar a Braga, e a porta está sempre aberta.

 

22 de abril e o Brasil

 

descobrimento_brasil_-_museu_historico_nacional_-_

 

Hoje, também um dia histórico importante, comemoram-se os 515 anos da chegada dos portugueses à Terra de Vera Cruz.

Uma amiga virtual  e blogger duas vezes escreveu na sua página do FB, o seguinte:

 

lillian.png

 

Lembrei-me de procurar o porquê de os portugueses darem o nome Brasil a esta terra e encontrei aqui a exlicação,  que passo a transcrever.

 

Nomes do Brasil

 

- Pindorama : nome de nossa terra atribuído por algumas tribos indígenas. Em tupi-guarani significa terra das palmeiras. Esse nome foi mais usado no período anterior à chegada dos portugueses ao Brasil (1500).

 

- Terra de Vera Cruz (de 1500 a 1501): nome provisório de referência cristã.

 

- Terra de Santa Cruz (de 1501 a 1503): nome provisório de referência cristã.

 

- Brasil (de 1503 a 1824): nome dado pelos portugueses em função da grande quantidade de árvores de pau-brasil existentes na região do litoral brasileiro. A palavra Brasil deriva de brasa, pois esta árvore possui uma seiva avermelhada, cor de brasa.

 

- Império do Brasil (1824 a 1891): após a Independência do Brasil (1822), D.Pedro I ordenou a elaboração de uma nova constituição. Nesta, promulgada em 1824, ficou definido o novo nome do país, fazendo referência ao sistema imperial de governo.

 

- Estados Unidos do Brasil (1891 a 1969): com a Proclamação da República, o nome de nosso país mudou novamente, pois era necessário retirar a referência aos sistema monárquico. A expressão "Estados Unidos" reforçava a unidade territorial e o sistema federativo.

 

- República Federativa do Brasil (1969 até os dias de hoje): o nome do país foi alterado na Constituição de 1969, reforçando assim o termo que faz referência ao sistema republicano.

 

Não é feriado para os Brasileiros, (pois, nós também ficamos sem quatro feriados),  mas há quem faça referência a este importante dia 22 de abril.

 

 

 

o mês de abril é fértil

em dias mundiais de...( o mês de maio ultrapassa-o).

hoje, não é excepção. hoje, é o dia mundial da dança.

salvo alguns dias que considero importantes ( dia do pai, dia da mãe, dia da Terra, dia da alimentação) não dou a menor importância aos outros.

recebi o convite para dançar, aqui, mas à terça-feira, raramente vou ao ginásio porque  "reservo-a" para cuidar de mim.

hoje, marquei cabeleireiro (ainda tentei que me atendessem de manhã, mas foi impossível).

fica a dança para 5ª feira.

 

 

Hoje é Dia Mundial da Dança! Vem festeja-lo connosco! |ZUMBA| - 16.00h
Hoje é Dia Mundial da Dança! Vem festeja-lo connosco! ;)|ZUMBA| - 16.00h :) :oʇoɥd

 

 

 

25 de abril

calmo, a ver os filmes do canal Hollywood, hoje com muita música: "Mamma Mia" e "Do Cabaré Para O Convento".

Está a saber bem ouvir música alegre (mas trabalhar, ui, ainda não fiz nada de jeito).

Aqui deixo a minha contribuição/recordação deste dia que mudou as nossas vidas.

 

 

 


 

 

 

Maria, a da Fonte

Está a passar um programa alusivo aos acontecimentos antes e depois do 25 de Abril de 1974. Parece-me que este ano, o tema é a "homenagem à mulher portuguesa".

 Andava nos meus afazeres lá para dentro e ia escutando. Vinha espreitar uma ou outra voz que me soasse mais alto e despertasse alguma curiosidade em ver quem cantava.

De repente, escuto um hino, conhecido... Pensei:"isto diz-me qualquer coisa!"

Vim a correr, ao mesmo tempo que trauteava(embora não saiba a letra completa) o hino, quando digo para mim própria em voz alta:"o hino da Maria da Fonte". Não saí da sala.
Muito bem cantado por Vitorino, fez-me cair umas lagrimitas...Sempre que escuto este hino, sinto uma força interior, um mexer dos meus sentimentos. (No post anterior falei dos aerogramas, da ansiedade da minha mãe, e minha também visto que eu, embora jovem, preocupava-me com os filhos da guerra, com os irmãos, com os amigos).

Este hino é inigualável. E as mulheres das terras de Lanhoso são de garra, acreditem.

Eu sei.

 

 

 

HINO MARIA DA FONTE
 Viva a Maria da Fonte
Com as pistolas na mão
Para matar os cabrais
Que são falsos à nação
 É avante Portugueses
 É avante não temer
 Pela santa Liberdade
 Triunfar ou perecer
É avante Portugueses
É avante não temer
Pela santa Liberdade
Triunfar ou perecer
Viva a Maria da Fonte
A cavalo e sem cair
Com as pistolas à cinta
A tocar a reunir
É avante Portugueses
É avante não temer
Pela santa Liberdade
Triunfar ou perecer
Lá raiou a liberdade
Que a nação há-de aditar
Glória ao Minho que primeiro
O seu grito fez soar
 É avante Portugueses
 É avante não temer
 Pela santa Liberdade
 Triunfar ou perecer
É avante Portugueses
É avante não temer
Pela santa Liberdade
Triunfar ou perecer