Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

estendem os braços como se implorassem

Maria Araújo, 22.07.19
e ninguém (os animais são outra coisa...vão à vida como se nada fosse), e o verão chegou um pouco atrasado, neste país à beira-mar plantado, de fumo e destruição, se compadece:  e elas ficam sós, sempre sós.
 

21144379_eocAF.jpeg

 
As árvores crescem sós. E a sós florescem.
 
Começam por ser nada. Pouco a pouco
se levantam do chão, se alteiam palmo a palmo.
 
Crescendo deitam ramos, e os ramos outros ramos,
e deles nascem folhas, e as folhas multiplicam-se.
 
Depois, por entre as folhas, vão-se esboçando as flores,
e então crescem as flores, e as flores produzem frutos,
e os frutos dão sementes,
e as sementes preparam novas árvores.
 
E tudo sempre a sós, a sós consigo mesmas.
Sem verem, sem ouvirem, sem falarem.
Sós.
De dia e de noite.
Sempre sós.
 
Os animais são outra coisa.
Contactam-se, penetram-se, trespassam-se,
fazem amor e ódio, e vão à vida
como se nada fosse.
 
As árvores não.
Solitárias, as árvores,
exauram terra e sol silenciosamente.
Não pensam, não suspiram, não se queixam.
 
Estendem os braços como se implorassem;
com o vento soltam ais como se suspirassem;
e gemem, mas a queixa não é sua.
 
Sós, sempre sós.
Nas planícies, nos montes, nas florestas,
a crescer e a florir sem consciência.
 
Virtude vegetal viver a sós
e entretanto dar flores.

António Gedeão

 

 

 

Ser Poeta

Maria Araújo, 21.03.19

Ser Poeta é ser mais alto, é ser maior

Do que os homens! Morder como quem beija!

É ser mendigo e dar como quem seja

Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

 

É ter de mil desejos o esplendor

E não saber sequer que se deseja!

É ter cá dentro um astro que flameja,

É ter garras e asas de condor!

 

É ter fome, é ter sede de Infinito!

Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...

É condensar o mundo num só grito!

 

E é amar-te, assim, perdidamente...

É seres alma e sangue e vida em mim

E dizê-lo cantando a toda gente!

para mim, só podia ser este belíssimo poema de Florbela Espanca, e na canção interpretada por Luís Represas, para comemorar este dia 21 de Março, Dia Mundial da Poesia... e da Árvore.

Dia-Mundial-da-Arvore-2019_Prancheta-2-1024x801.jp

imagem, daqui

 

 

a pergunta do dia do Sapo

Maria Araújo, 30.11.17

 

pergunta.png

A maioria das pessoas, inclusive eu, faz a árvore de Natal num dos dias feriados do mês de Dezembro.

Ainda não vai ser amanhã que vou fazer a minha, não.

A empregada esteve cá, ontem, não vou sujar o chão com as folhas que caem sempre que monto a árvore. Depois vem a gata, mete-se debaixo a roê-las. Caem as bolas que ela as roça com a cabeça. E por incrível que pareça, nunca a deitou abaixo.

Na verdade, quando li este post, e este, deu-me uma vontade de ir à garagem e tratar de fazer a minha, mas: " Tão cedo? Não!"

Lendo a pergunta do dia do Sapo, parece que as pessoas que fazem a árvore de Natal mais cedo, são mais felizes.

E a primeira pessoa que me veio ao pensamento levou-me comentar para o meu decote: " A Mula sabe-a toda, ah, pois sabe! 

 

 

 

 

acho que não vou ter

Maria Araújo, 16.12.16

sorte.

A tarde acaba lá para as 20h para a consulta extra que pedi no hospital privado. Aguardo um telefonema, mas parece-me que não vou ter sorte e terei de esperar até fins de Janeiro.

Entretanto, uma tarde que se perde, enquanto espero, dei um jeito na árvore de Natal ( espero que seja a última vez que mexo nela). Os flocos de neve Ikea ficam bem e dão-lhe mais vida.

A árvore é pequena, costumo pô-la em cima de uma mesa. É uma forma de as crianças não mexerem nela (?????)

Ontem peguei nela para mudar de lugar, deixei-a cair ao chão, espalharam-se as bolas. A Kat anda à volta dela, passa por baixo dos ramos rói as folhas e nunca a árvore caiu ao chão..

IMG_1388-horz.jpg

 

 

 

 

 

árvore de iluminação

Maria Araújo, 16.12.16

Tenho imensas peças decorativas em vermelho, pensei  decorar a árvore com bolas, estrelas e outros penduricalhos desta quadra festivam, nessa cor, tal como no ano passado.

Mas decidi mudar. Desfiz tudo e optei pelo branco e prateado, cores que não abundam nas peças que tenho que são predominantemente pinhas pequenas.

Cansa-me a árvore cheia de bonecada e bolas, queria uma decoração simples e leve. A casa vai ter cerca de 22 pessoas, a sala é comprida mas não suficiente larga para andarem de um lado para o outro e para que as peças não caiam, porque alguém se encosta à parede e/aos cortinados, decidi não pôr nada que atrapalhasse o convívio familiar. Conheço bem a família, há muita conversa, ruído, gargalhadas, crianças, enfim, quanto mais acessível a sala ficar, melhor.

Castiçais brancos, velas brancas, ramos de pinheiro em jarras, a decoração estava praticamente pronta, vou alterá-la. 

Não fiquei satisfeita com a decoração da árvore. Faltava qualquer coisa que a enchesse, mas não queria bolas.

Hoje passei no Ikea, vi  estas caixas de flocos de neve (para iluminação) cujo  preço era de 2,99 ‎€ , comprei a 0,99‎€. Já experimentei na árvore e gostei.

Mas mudei a árvore para outro canto da sala. Tirei medidas ao lado da sala onde tenho o aquecimento, o armário (aparador) que é comprido, cabe neste espaço. A mesa tem 1,85m, aberta fica com 2,30m, não chega para a família que é numerosa e que, felizmente, vão estar cá  todos neste Natal. Preciso de desmontar a mesa da cozinha, com 1,20m  e mesmo assim vamos ficar  um pouco apertados. Os jovens adoram abrir as asas ( braços) quando estão à mesa, vão ter de se apertar um pouco.

No ano passado comprei luzes decorativas, não precisava delas para a árvore, fiz uma árvore de natal na parede.

Estamos a sete dias do Natal e pela primeira vez na minha vida a decoração não está a cem por cento. Tudo porque quis simplificar mas com a mudança de armários vou começar tudo de novo.

É Natal, o trabalho começa a apertar, e ainda tenho muitas compras para fazer.

Os presentes dos sobrinhos estão comprados, excepto a da Sofia, minha afilhada, porque ainda não decidi o que vou oferecer.

A árvore de iluminação de parede da minha sala é esta.

arvore.jpg