Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

04.01.17

o telelé

Maria Araújo

 

Pilates.png

 

A aula de grupo de Pilates começou com o estúdio completamente cheio.

Nem três minutos passaram, toca o telemóvel de uma das senhoras que estava ao meu lado direito e um pouco mais à frente.

Alguém comentou: " já só faltava este".

A senhora pôs-se de joelhos, arrebitou o rabo para mim, pegou no aparelho e, pelo que me pareceu, rejeitou a chamada. Voltou ao exercício.

Dois minutos depois, o telemóvel voltou a tocar.

A professora olhou-a, mas não disse nada.
Ela voltou à mesma posição, quase deitada no chão, o rabo arrebitado para mim,falava baixinho.

Voltou ao exercício.

Mais um minuto, o telemóvel interrompe a aula de novo.

Alguém comentou qualquer coisa que não entendi.

A senhora voltou a arrebitar o rabo. Via-se-lhe o fio dental lá no rego. Volta a estender-se no chão, desta vez demorou mais tempo a falar ao telefone.

Não se ouvia o que dizia, pois claro.

É preciso ter lata! Apetececeu-me dizer-lhe: " desligue o telemóvel, por favor!"

Sentou-se, voltou ao exercício, comentou para quem estava perto, algo como " que teimoso!".

Porra, teimosa foi ela em atender! Logo na primeira vez devia ter  desligado.

Não consigo entender por que diabo esta gente tem de levar o telemóvel para as aulas.

É por isto que estes adultos, pais e mães, não são exemplo para os filhos.

A professora é muito educada e simpática para todas nós, penso que não quer ser desagradável, mas acho que devia adverti-la de que não deve levar o aparelho para a aula, ou então, tirar o som para não incomodar.

Aliás, penso que é uma regra de proibição, em todos os ginásios, o uso do telemóvel durante as aulas de grupo.

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.