Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Não é mentira

Maria Araújo, 01.04.16

fui ao ginásio, que faz hoje oito anos que abriu cá na cidade.

O colaborador que está hoje ao balcão é de uma enorme simpatia para todos os clientes sejam eles jovens, maduros ou idosos.

Um sorriso logo de manhã, uma palavra doce, uma anedota, enche-nos o dia de boa disposição.

Comigo sempre teve uma palavra doce, por vezes achava que era graxa, mas com o tempo, percebi que ele é mesmo uma pessoa bem disposta.

Já não é a primeira vez que me "seduz" a comprar roupa de ginástica (gira, gira) , metendo uns piropos educados, do género "é magra, tem corpo para esta roupa" .

No último black friday, comprei um conjunto, calça e top,  com desconto de 60% .

Veio o Natal, convidava-me às compras, mas desta vez, estava tudo escolhido, não trouxe nada.

Hoje, porque é aniversário, disse-me que tinha algumas peças com desconto.

Fui ver. Veio ter comigo "este top é giro, leve-o, a Maria é magra, fica-lhe bem" e coisa e tal.

Virei-me para ele e disse "hoje é o dia das mentiras, o L está a convencer-me a comprar, mas eu não vou nessa".

"Olhe que não, acredite, há peças com desconto!"

" Ok, depois da aula vejo"

Acabada a aula, fiz meia hora de cárdio, antes de ir para o banho, parei no expositor a ver as peças.

Tinha uma que me agradou, mas desisiti porque já não tenho idade para aquelas peças: uma minissaia com calção.

Ainda pensei oferecer à Sofia, mas ela não vai nestas modernices, desisti.

Quando ele me vê junto ao expositor, veio de imediato ter comigo.

Pega na saia calção e diz para levar, é gira, fica bem no seu corpo e tal.

Respondi-lhe que já não visto essas peças.

Mas a Maria não tem barriga, é magra (ahahahaha!).

"Não tenho barriga, mas o corpo não é o de uma jovem, entenda-me. Não me vejo com estas roupas!"

"Qual não é!"- exclama ele.

Adiante. Diz que eu sou nova, que pouco mais velha devo ser que ele, e tal..

Quando me pergunta a idade, respondo: tenho mais "x" anos que o L.

Faz a conta mentalmente..."O quê? Não pode ser, Maria!"

(...)  até que pega numa calças e diz que aquelas ficam bem, de certeza, porque visto o "XS" e digo que não, e tal.

Pego numas de outra cor, tamanho "S" que gostei mais, ele vai às T-shirts que combina com uma das cores das calças e convence-me a comprar.

Mas o tamanho era o "XL" , não havia o "S", põe as peças na minha mão e diz para experimentar.

Experimentei, a T-shirt estava grande,  fiquei com as calças.

Quando fui pagar, prometeu que quando viessem mais T-shirts providenciará o tamanho "S" para mim.

Ao fazer o pagamento volta à conversa da idade, do corpo, do aspecto, e diz: "Gosto muito de si, Maria. 

É uma pessoa bonita e simpática. Acredite que estou a ser sincero"

E eu ria-me.

Às tantas, põe as calças dentro do saco e diz-me: "Vou escreveer-lhe uma dedicatória mas lê-a  em casa. Tenho vergonha que leia aqui."

As colegas que estavam a seu lado riam-se, até que comentei: "Este senhor L dá um bom RP. As meninas devem ficar babadas com as palavras e a delicadeza dele."

Elas sorriram e comentaram: "Ficam, ficam."

Deixou a dedicatória registada no saco, entretanto despedi-me deles e fui tomar café.

Aproveitei para ler;

"Obrigado! Para a nossa diva, Miss Universo, gira e poderosa e muito atraente! Beijinho grande.  01/04/16"

Fartei-me de rir, ao mesmo tempo que senti o quanto me fez bem este elogio. Por um motivo: gosto de mim, não sou uma mulher bonita, não tenho manias, mas tenho qualidades e acho que foi isso que ele fez. Tomar consciência que sou tão bonita quanto as mulheres bonitas.

Quando me dirigo para a saída, vejo-o no balcão e disse-lhe "Já li. E gostei."

Diz ele "Maria, gosto muito de si. É uma mulher bonita e respeito-a muito."

Diante de todas as colegas e pessoas que chegavam, deu-me um beijo na mão.

E rio, e sorrio, ao lembrar-me da "cena".

Sem Título.png

DSC00170.jpg

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post