Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

18.03.18

“José de Almada Negreiros: Desenho em Movimento”

Maria Araújo

«Desenho em Movimento» uma Exposição diferente da que vi em Lisboa e para se tentar perceber o que foi a obra deste grande artista da pintura e do desenho, Almada Negreiros, nada melhor que alguns excertos  do pequeno "jornal" que trouxe do Museu Soares dos Reis.

 

IMG_20180318_162300.jpg

 

«... um olhar sobre o carácter gráfico e cinematográfico da linguagem artística da modernidade expresso na obra de Almada Negreiros e que persiste quer na pintura e desenho, quer na pintura mural, nos frisos em gesso, nos vitrais e nas tapeçarias que o artista fez em vários trabalhos por encomenda».

 

IMG_20180315_161232.jpg

IMG_20180315_162953.jpg

 

 Almada Negreiros e o Cinema

 

«Se Almada Negreiros não chegou a completar os filmes projectados, contribuiu, todavia, com abundante obra desenhada ao serviço do cinema. Acedeu, por prazer, a executar onze grandes baixo-relevos num cinema de Madrid, alusivos à arte de filmar e aos seus protagonistas: Chaplin, Garbo,...por volta de 1929...»

IMG_20180315_161005.jpg

 

 "Contribuiu com cartoons  ( anedotas desenhadas, sem palavras), dentro da sua ingente e valiosa colaboração no grande jornal madrileno El Sol..."

 

IMG_20180315_163126.jpg

 

"Faz os cartazes e o genérico para o filme «A canção de Lisboa»

IMG_20180315_163618_BURST003.jpg

«Compõe um cinema mudo fingido. 
Os papéis eram presos em hastes de madeira e mostrados um de cada vez, sucessivamente. Um candeeiro iluminava por trás o papel semitransparente, fingindo o efeito de luz reflectida num ecrã.

O «filme» tinha sessão num arraial em Moledo do Minho (Almada Negreiros e sua mulher, a pintora Sarah Affonso, passaram férias em 1943 e anos seguintes) ...Contava uma história verídica  tornada cómica, passada com alguns do veraneantes .... Um divertimento de Verão , fez também um programa e inventou uma companhia cinematográfica «Moledo Films, Ldª» 

IMG_20180315_163256.jpg

 

« O fim da arte é atingir sempre novas expressões da realidade, mudar de plano; não é um progresso. É por isso mesmo que a visão da arte é sempre inesgotável, que a sua interpretação é infinita. Se visasse alcançar objectivo, se tivesse um fim, a arte não seria infinita teria uma medida esgotava-se. O cinema, enquanto arte, o evidencia mais.»

 

IMG_20180315_163010 (2)-tile.jpg

 

O ano passado  na Gulbenkian, em Lisboa,  em finais de 2017 e até hoje, 18 de Março, no   Museu Soares dos Reis Porto   com outras obras diferentes, «Desenho em Movimento» uma  Exposição deste génio do desenho e  pintura, que aconselho a visitá-la ( há probabilidade de se estender até Abril ou Maio)  todas as imagens deste post foram as que  de melhor o meu telemóvel conseguiu captar.

IMG_20180315_160212.jpg

 IMG_20180315_160302.jpg

IMG_20180315_160406.jpg

IMG_20180315_160534.jpg

IMG_20180315_160956.jpg

IMG_20180315_162146.jpg

IMG_20180315_160814.jpg

IMG_20180315_163204.jpg

IMG_20180315_162316.jpg

IMG_20180315_162352.jpg

IMG_20180315_163238.jpg

IMG_20180315_164326.jpg

 

IMG_20180318_161426.jpg

 

 

 

14 comentários

Comentar post