Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




já não se ouvem os pássaros

por Maria Araújo, em 09.04.18

A escola básica do 1º ciclo aqui da rua, que estava fechada para obras há 19 meses, entrou em obras no dia 15 de Janeiro, as crianças estão "alojadas" em contentores num espaço do Agrupamento da Escola Básica do 2º Ciclo.

Antes de virem os guindastes, tivemos uma grande surpresa e decepção. As muitas árvores que circundavam o recinto e que faziam sombra para as crianças, que nos dias quentes as procuravam, foram cortadas. Deixaram apenas uma por trás da baliza no campo de jogos.

Não queria acreditar no que via, cheguei a pensar que deixariam as que ficavam mais afastadas da entrada, onde entram agora os enormes camiões.

Ora estas árvores eram o poiso dos pássaros que se deixavam ficar desde os primeiros dias de Primavera até quase meados do Outono, desde que o tempo se mantivesse quente, como aconteceu no passado ano.

Muitas foram as vezes que acordava com o dueto vocal, quando o dia começava a nascer, seguido de outros cantos "ao desafio"  que eram o deleite de quem acordava cedo.

As árvores já lá não estão. Estão as árvores deste lado da rua, junto aos prédios, as árvores que conheço há muitos anos e que fizeram parte da minha adolescência. E o largo passeio (reduzido uns anos mais tarde para dar lugar a estacionamento para os carros) que começava no início da rua e acabava mesmo em frente ao jardim deste prédio onde habito, ocupava metade da estrada, e duas delas,uma em cada ponta deste espaço maior, e o muro dos jardins, do prédio, eram o marco da baliza para os rapazes da rua, um deles o meu irmão que faz hoje 53 anos, jogarem a bola.

E nas longas noites de Verão brincávamos e jogávamos à bola no meio da rua.

Se há cerca de 3 ou 4 anos os moradores criticaram a Câmara por cortarem umas quantas porque as raízes levantavam as pedras da calçada, cortar as árvores da escola foi revoltante. Mas estavam dentro da escola, que poderíamos fazer?

Com o ruído das obras, não se ouvem os pássaros.  Nem sequer entrevia que pudessem voltar esta Primavera.

Ontem, a chuva era de mais, deixei-me ficar por casa. Em frente à minha janela está uma das árvores que fazia de baliza de futebol dos rapazes da rua, já com uma folhinhas verdes .

E vi dois pássaros.

Peguei no telemóvel. Foi impossível captá-los.

Já não se ouvem os pássaros da minha rua.

Espero que sejam estes os pássaros que cantavam em dueto e acordavam-me aos primeiros raios do amanhecer.

IMG_20180408_112339.jpg

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


22 comentários

Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 10.04.2018 às 23:21

Mas consegui perceber pq abateram as árvores?
Foi devido a lei dos incêndios?
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 23:53

A escola entrou em obras, abateram as árvores.
Se foi para poderem entrar os camiões, ou porque querem plantar novas mais tarde, o certo é que as velhinhas árvores eram importantes para as crianças.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Santos a 10.04.2018 às 21:01

Ruídos, algo que não nos deixa viver em calma e serenidade. Deixou de haver respeito !
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 22:42

A minha zona é sossegada, e à excepção do tempo de escola, quando os pais deixam os filhos às 9h, formam fila e buzinam porque ninguém anda, e na hora de intervalo que as crianças são pardais à solta, não há grandes ruídos.
Que as árvores do lado de cá da rua tragam os pássaros de volta.
Beijinho
Sem imagem de perfil

De Janita a 10.04.2018 às 20:22

E em nome do progresso e da evolução, se vão eliminando os pulmões das cidades.
O poiso dos pássaros e a alegria dos citadinos. Enfim... mas é esse o preço que todos temos de pagar, um pouco por todo o lado.

Parabéns ao irmão, Maria, que conte muitos e felizes. :)

Um beijinho.

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 22:44

Tenho esperança que os pássaros voltem a cantar nas árvores do lado de cá da rua.
Obrigada, Janita.
Sem imagem de perfil

De elvira carvalho a 10.04.2018 às 19:46

Acabam-lhe com os espaços onde eles se sentiam felizes.
Abraço
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 22:45

Era uma melodia deliciosa, Elvira, logo de manhã.
Imagem de perfil

De Happy a 10.04.2018 às 17:12

Vão debastando, debastando e esquecem que um dia farão falta. Prédios e mais prédios...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 19:00

Tenho a certeza que alguma coisa os residentes vão fazer para que plantem árvores na escola.
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 10.04.2018 às 11:08

Espero que quando terminarem as obras, reponham o verde em falta que é sempre necessário...
Beijinhos
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 13:44

Espero bem que sim,mas se não o fizerem, há uma vizinha formada em qualquer coisa ligada a ambiente, costuma falar com os homens da Câmara, e de certeza que para o verão não vai deixar passar.
Aliás, acho que todos os moradores farão alguma coisa.
Sem imagem de perfil

De A Desconhecida a 10.04.2018 às 07:53

Oh, que triste... É tão bom ouvir os passarinhos. 🌹
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 13:48

E que linda sinfonia!
Espero pelo tempo bom, quiçá ela volte.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.04.2018 às 03:59

A ditadura do betão :(
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 13:49

Sem dúvida,Pedro.
Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Afrodite a 10.04.2018 às 00:06


:(((
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.04.2018 às 01:13

Tenho esperança que em.Setembro, quando as obras acabarem novas arvores sejam plantadas.
A escola "cresceu" em.betäo do lado de trás,.inclusive o jardim de infância, roubaram espaço de recreio.
Que compense m com as árvores.
Sinais de mudança, a escola cresceu.
Imagem de perfil

De José da Xã a 09.04.2018 às 22:02

Por vezes há algumas incompatibilidades.
Pode ser que no final das obras plantem árvores novas...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.04.2018 às 22:23

Já pensamos nisso, nós, os moradores.
Mas leva anos a crescerem...a não ser que ponham umas árvores de porte médio.
Espero que sim, José.

Comentar post


Pág. 1/2



foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR