Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cantinho da casa

cantinho da casa

Guarda-soleiro

Estou, neste momento, a ouvir o som da gaita de beiços do guarda-soleiro.

Fui espreitar à janela de onde vinha o som.

Mas não consegui vê-lo.

O som era lento, e persistente, a chamar as pessoas para darem trabalho, afiar umas facas, consertar um guarda-chuva.

Tiraria uma foto.

Ora da janela do quarto, ora da janela das traseiras, onde o som era mais nítido, não o vi. Iria na direcção da Avenida da Liberdade.

Há uns tempos, na peixaria, passou lá um guarda-soleiro, que também amola facas.

O dono da peixaria foi perguntar quanto levava para afiar as facas.

Voltou para trás, comentou com a esposa, que era muito caro, afiava ele com o afiador.

E a esposa insistia que fosse ao homem, que as facas ficavam melhor afiadas.

O marido resmungava.

E os clientes ouviam.

E assim desaparecem estas antigas profissões.

Temos tudo à mão.

Fui buscar à NET uma foto antiga.

IMG_20240405_143630.jpg

 

8 comentários

Comentar post