Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




e-fatura

por Maria Araújo, em 12.07.16

Confirmar-facturas-no-e-factura-actividade-profiss

 

 

faço o registo de faturas atempadamente, mas de vez em quando junto umas quantas .

há dias que comentava comigo que estava na hora de registar a "montanha" que tenho junto ao computador, mas adiava, porque, diga-se, é uma grande seca.

com algum tempo para o fazer, hoje, entro no site, aparece-me uma infinidade delas para confirmar, coisa que nunca aconteceu.

fui buscar a pasta de arquivo e vou ter de ver uma a uma. 

não há paciência, caramba.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui Espirito Santo a 12.07.2016 às 22:37

Este ano ainda não fiz nada sobre isso e mantenho as facturas guardadas, até ver !
De 2015, só revi a situação já em princípios de Janeiro e "pareceu-me" haver um benefício (meu) da ordem dos 80 € de reembolso devido às facturas não lançadas pelos comerciantes ! (??) ...
Sinceramente não estou muito por dentro do assunto, mas creio que em 2015 resultou o trabalho . (?)

Beijo, Maria
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 13.07.2016 às 17:29

Olá.
Por cá o trabalho resultou, durante 2015.
Mas parece-me que não temos necessidade de registar as facturas, à excepção de farmácia e restauração, etc. apenas devemos confirmar se o NIF está correcto.
Imagem de perfil

De Existe um Olhar a 12.07.2016 às 17:09

Eu não tenho pachorra para fazer isso, geralmente arranjo sempre uma alma caridosa que o faça por mim.

Beijinhos
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 12.07.2016 às 20:22

Parece-me que não temos de o fazer.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 12.07.2016 às 15:35

Mas, andas a guardar as facturas? Não precisas de fazer nada disso.
As únicas que deves guardar são:
As passadas à mão ou por máquinas portáteis;
As de refeições que tenhas pago em sítios como hipermercados, bombas de gasolina ou serviços externos;
As de farmácia que sejam a 23% e que tenhas a requisição (é necessário enviar essa requisição para as finanças, para poder ser usada a dedução);
As de tratamentos clínicos a animais domésticos, prestados por clínicas veterinárias.

Todas as outras, dão-te o talão, confirma que o NIF está certo e reciclagem com elas. Quando aparecerem pendentes, basta olhares para o emissor. (Não te assustes que muitos supermercados e bombas de gasolina, conheces pelo nome de franchising mas, o nome da empresa é outro... rapidamente conheces isso.)
Assim que as indexes a um dos campos, podem ir fora. Não fazem mais falta. (Só devem ser guardadas as que não apareçam, aquelas passadas à mão costumam ser as que "desaparecem"... e tenhas de introduzir manualmente. Coisa que não deve ser feita nos 60 a 90 dias pós emissão...)
Nem percas tempo. Para as indexares, assim que saibas os nomes de cada coisa, rapidamente despachas 10 a 20 páginas delas.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 12.07.2016 às 20:21

Costumo registar as faturas, sempre o fiz, e guardo-as.
Ouvia na TV como fazer, mas sei que a partir de 2016 mudava , pelo que presumo, pelo comentário, que já não é necessário ser eu a registar, certo?
Desta vez juntei muitas, quando entrei na página tinha umas quantas para confirmar, que datam de maio e junho.
Nem preciso de confirmar o NIF?
A ser assim, tira-me um grande trabalho.
Obrigada.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 12.07.2016 às 20:35

Nunca foi necessário. A propaganda de alguns órgãos de comunicação social foi uma falácia, para te dizer que as empresas nunca iriam enviar os teus dados para o Fisco. Assim eras a fiscal de todas as operações... Ao realizares o registo, basta existir um pequeno erro (por exemplo teres uma factura que tem por número VT-x 1234567890001 e ao registares, colocas VT-123456790001 . Para ti os dados estão certos. Só que para o sistema, passam a ser 2 facturas. O que pode provocar problemas aquando da validação das deduções).
Por isso é que só deves guardar facturas passadas à mão ou de máquinas portáteis (daquelas que compres e te passem a factura a partir de uma máquina que parece de multibanco). O resto, dás o NIF, confirmas que o NIF é o certo, recicla o papel. Tá feito.
Aquelas que vás almoçar a um serviço de restauração de um supermercado (dentro do próprio supermercado) ou loja que venda vários produtos, essas é que tens de guardar, até ires ver nas pendentes. Nessa altura, descobres essa factura, indexas a despesas de hotelaria e restauração. E papel para o lixo.
Só perdes tempo e podes gerar problemas, ao introduzires manualmente as facturas.
É uma das principais razões para o atraso nos reembolsos deste ano.

Aquelas de proveniências estranhas, é que deves andar a verificar. O resto, só te vão aparecer como pendentes, as que sejam emitidas por sítios que tenham identificadores (denominados por CAE ) que podem ser usados em vários campos de dedução. (As de supermercados vão lá parar quase todas, desde que o local tenha pastelaria ou restaurante. Essas é que se fores lá almoçar/jantar é que precisas de saber qual é a factura que é só da refeição. O resto, sabes o nome, sabes que é para outros. É sempre a andar.)

O mais engraçado é veres que ali a bomba da XXXXXXX afinal é do Zeca Pastel de cebola, Lda . Muita gente sempre imaginou que as lojas são todas do mesmo grupo, sem saberem o que é o franchising. Depois, acham estranho aparecerem 4 facturas do Zeca Pastel de cebola, Lda e não saberem de onde são aquelas facturas. Descobres essa "novidade", a partir daí já sabes que todas as facturas do Zeca Pastel de cebola, Lda são de combustível e vão para as Outras. Ou aquele supermercado de nome simples, afinal é o Afonsina Carvalho.
São coisas que muita gente acha estranho, pois chegam lá e tudo tem aquela marca... nunca olharam para o topo dos talões onde está o nome da empresa.

De resto, não percas tempo nem andes a guardar papéis e a perder horas a registar coisas sem qualquer necessidade.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 12.07.2016 às 22:02

Obrigada.
De facto, cá na família não costumam registar, mas como no ano passado se dizia que devíamos registar , e guardar, fui fazendo isso, e não me custava muito, porque fazia-o semanalmente.
Desta vez, porque tenho andado ocupada, juntei.
Quando entrei na página e vi aquela listagem toda, estive para confirmar, e ok, guardar as faturas.
Mas pensei que poderia haver algum engano, daí pensar que seria melhor verificá-las uma a uma, o que me dá imenso trabalho pois tenho-as numa pasta de arquivo e misturadas, à exceção das relacionadas com cabeleireiro, restauração, ginásio e farmácia.
Estas tenho-as numa capa à parte com a etiqueta IRS / e-fatura.
Bom, então vou entrar, pôr ok em tudo, com a devida atenção, e pôr a papelada na reciclagem , que tenho
Sabe que ainda tenho as de 2015?
Acho que vou pôr tudo no "lixo".
Parece-me que tinha ouvido que devíamos guardar as faturas por alguns anos, como fazemos com os documentos de IRS.
Obrigada pela informação, foi de uma grande simpatia esclarecer-me.
Ah! Em relação ao Zeca Paste e à Afonsina Carvalho, costumo verificar os nomes (a princípio fazia-me alguma confusão, mas pelos valores, percebi quem são).
Obrigada por tudo.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 12.07.2016 às 22:20

Quando fizeste o IRS deste ano, viste que não podias registar dados? Já lá tinhas os campos todos confirmados e validados. (Excepcionalmente existia a possibilidade de introduzires valores manualmente, aí sim terias de apresentar as facturas que não estivessem lá registadas. Para o ano isso não existe.)
As de restauração, reparações dos carros, cabeleireiro e clínicas veterinárias (tratamentos clínicos, comprar comida nos veterinários não é dedutível neste campo), caso tenhas animais domésticos, essas podes guardar, indexar ao campo certo e esperar pela entrega do IRS.
Agora as outras... nem percas tempo. Dás o NIF na loja, confirmas que meteram o NIF certo, se não comprares nada com garantia ou possibilidade de troca, manda-as para a reciclagem e não te voltes a lembrar delas.
As únicas que precisas de guardar é as que não te apareçam lá e introduzas manualmente. (As passadas à mão, podem "esquecer-se", ou as que te passem à pressa) Essas tens de guardar durante 3 anos.
As de restauração, se forem emitidas logo por cafés/restaurantes, vão parar ao sítio certo. As que ficam pendentes é quando vais a um supermercado ou bomba de gasolina, que vendem comida e outras coisas. Essas é que deves ficar com elas, quando aparecerem, passas para restauração. Depois guardas até entregares o IRS. Assim que recebas a nota de liquidação, seguem as amigas... para se transformarem noutro tipo de papel.
Com as regras existentes para os sistemas informáticos, muito dificilmente as facturas não aparecem.
Para além disso, depois de passares o limite de ti e do marido, só interessam as facturas de restauração, cabeleireiro, reparações nos carros ou motas e as dos tratamentos médicos dos animais domésticos. Tudo o resto, não tem uso.
(Assim que vejas que tens 720 de despesas no teu NIF e 720 de despesas do NIF do marido (diz que tens 250 euros de dedução em cada um), o resto vale tanto como o papel higiénico... Só com os valores das operadoras de cabo, costuma chegar ao limite de um dos NIF.)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 12.07.2016 às 22:31

Estes comentários não vou esquecê-los, nunca!
Vou copiá-los e colá-los no word e guardar.
Alguma dúvida, tenho aqui por onde me orientar, embora eu seja cuidadosa nas faturas que sei que podem ser incluídas no IRS.
Obrigada, mais uma vez.

Comentar post



foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR