Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cantinho da casa

cantinho da casa

Sab | 19.01.19

Diário da Gratidão # 9

Viajar  com um bebé, a logística triplica.

Chegamos a Santa Apolónia, a fila para sair do comboio era grande, fiquei junto à porta com as malas e o bebé no carrinho enquanto a minha sobrinha foi pedir ajuda.

Atrás de mim, as senhoras esperavam que saíssemos.

Entra a minha sobrinha, acompanhada de um jovem que, ao entrar espreitou o carrinho e diz:

" temos carrinho, tem um bebé".

Ambos pegam nele e saem do comboio.

Pedi às senhoras que saíssem, tinha duas malas, uma mochila e dois sacos, achei que devia ser a última a sair.

Quando chegou a minha vez, do lado de fora, estava a minha sobrinha à espera que lhe passasse as malas.

Tudo organizado, diz-me ela:

" repara no casal que está atrás de ti."

O casal abraçava-se com intensidade, ouvi ela proferir:

"que surpresa, que bom!" , e o abraço continuava ao mesmo tempo que os corpos se movimentavam de contentamento.

Seguimos o nosso caminho em direcção à saída da gare, conta a minha sobrinha:

" Quando saí do comboio, vi aquele rapaz detrás de uma coluna. 

Fui ter com ele, disse que tinha um carrinho de bebé para tirar, precisava de ajuda.

Ele respondeu logo que sim,  e quando viu o carrinho e espreitou-o e comentou que tinha um bebé, foi para que a namorada não o visse.

A razão de ele estar escondido atrás da coluna foi para lhe fazer uma surpresa".

Grata ao jovem que se escondia atrás da coluna, que ajudouuma jovem mãe ( e o bebé não acordou uma única vez, só no táxi,)  e surpreendeu a sua amada com um abraço apertado e cheio de felicidade. 

E assim aconteceu uma mini-novela numa gare de comboios.

 

 

 

 

3 comentários

Comentar post