Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cantinho da casa

cantinho da casa

Desafio do Triptofano # 12

O peixe: a vida.

unnamed.jpg


Ringo era um gato que cheirava tudo quanto entrava em casa e fosse cosmestível. Saltava para a mesa, e se a dona se distraísse um pouco, lá estava ele a tentar deitar as patas e roubar o que melhor satisfizesse o olfacto.
No domingos de ramos, a dona trouxe da igreja um ramo de oliveira. E distribuiu-o pelas jarras
E nessa noite, Ringo saltou para a cómoda do quarto dela e trincava um raminho que tinha numa jarra pequena.
Ela ralhou e ele fugiu do quarto.
Amanhecia quando ela ouviu um estrondo.
Levantou-se e foi ver o que acontecera.
A jarra da mesa da cozinha estava no chão, e as folhas da oliveira espalhadas pela mesa.
Dois dias depois, a madrinha da filha mais nova oferecera de presente um aquário com um lindo peixe cor de laranja.
Ringo esfregava as patas, via ali um petisco fresco e delicioso.
Com uma das patas tocava na água, mas o peixe andava às voltas, não conseguia apanhá-lo.
Chegou a sentir-se tonto de tanto ver o peixe a mexer-se sempre que tentava meter uma pata dentro do aquário.
Quando se preparava para meter as duas patas, a dona gritou:
-Pára, Ringo! Sai daí!
E como se ele percebesse, disse: "Estamos na Páscoa, o peixe é o símbolo da vida, não podes comê-lo. Anda comigo, já!"
E dirigiu-se à cozinha, pegou na lata de mousse de atum, que Ringo muito gosta, e pôs um pouco no prato.
Ringo largou o aquário e foi lambuzar-se no atum.
A dona pegou no aquário e fechou-o no quarto da filha antes que houvesse alguma desgraça.

 

Estamos na Páscoa,  encontrei, em 2009 este post sobre os símbolos da Páscoa.

Foi o mote para escrever o texto desta semana, do desafio do Trip.

outros bloggers que participam:

Ana de Deus, busy as a bee on a rainy day
Bruno, no fumo do meu cigarro
Cristina Aveiro, contos por contar
Marta - o meu canto
Maria, abrigo das letras
Triptofano

 

11 comentários

Comentar post