Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

22.11.19

desafio de escrita dos pássaros # 11

Maria Araújo

# Tema onze - cantinho da casa


Um dia na tua família… do ponto de vista do teu animal de estimação

 

18811387_651bN.jpeg

"Olá, sou a gata Kat, tenho nove anos, fui adoptada por este Pássaro que, às vezes, apetece-me dar-lhe cabo das penas. É que um dia quase caí da varanda quando vi um passarinho passar à frente do meu nariz e ela deu um grito com medo que caísse. E eu adoro a liberdade desta casa.
Então ela disse -me que o grupo dos Pássaros se lembrou de me pôr a falar como é um dia na minha família!
Família?! Que família?!
À excepção dos irmãos dela, os sobrinhos só se lembram de me visitar e cansar a minha beleza nos dias de festa e pelo Natal.
Ai, que o Natal está perto! Lá vão eles chateá-la: "Onde está a Kat?" E andam pela casa à minha procura para me provocarem. Mas eu mando-lhes um bufo. E a minha Pássaro leva-me para a sala da varanda, fecha-me lá, com a minha comida e a liteira, até eles, bem comidos e bebidos, irem para as suas casas e voltarem umas horas depois, encherem aqueles estômagos de boas comidas. "Ai, que cheiros chegam aos meus bigodes!"
Mas a minha Pássaro trata-me muito bem. Quando faz pescada cozida e me dá uns pedacinhos, lambo a minha boca até chorar por mais.
Ah! Um dos meus prazeres é acordá-la de manhã cedo para que abra a porta da varanda e eu possa ouvir outros passarinhos, ou para me dar de comer se tenho o prato vazio.
Deitada na cama , diz: "Shiu! Cala-te! Deixa-me dormir! " E eu mio, mio, até que ela se levante e venha fazer o que eu quero. Por que ela conhece-me bem e sabe o que preciso.
Escolho os cantos que mais gosto para as minhas sonecas, desapareço e: "Onde estás kat?!" e eu não lhe respondo. Se quiser que me procure.
O pior é quando ela vai passear. Se levar a mala vermelha, vai para o ginásio, volta mais logo; se for a cor-de-rosa , vai demorar três ou mais dias. Resmungo para os meus bigodes: " Pronto, lá vêm os familiares! E fico contente se vem a Sofia, a sobrinha, que me conhece bem."
E quando ouço o ruído do prato pequeno do meu patê?
Se estou na preguiça da soneca, levanto-me logo e vou roçar-me nas pernas dela por tão bom petisco, que adoro.
E pronto! Muito mais havia a contar-vos, mas só tenho 400 palavras para usar, e já as ultrapassei.
Miau!"
Kat

 

 

26 comentários

Comentar post