Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

26.03.18

coisas do tempo

Maria Araújo

Prevista que está a chuva a partir de 4ª feira, e que se vai manter por cá até meio da primeira semana de Abril, fui dar um passeio pela praia.

IMG_20180326_131639.jpg

Em Ofir os praticantes de body board e surf andavam por lá, o sol era quentinho, embora o vento fosse frio, desta vez não almocei no bar do costume. A esplanada coberta desapareceu, não queria almoçar  na esplanada ao sabor do vento, que nem era forte, mas sentia-me mais confortável se estivesse protegida.

Fui na direcção de Esposende procurar a antiga esplanada, que mudara de proprietário, estivera fechada algum tempo, há muito que não gozava do sol neste lugar.

E que bem se estava.

IMG_20180326_135205.jpg

Depois do almoço, fui dar a volta pela praia.

IMG_20180326_145828.jpg

As altas dunas de areia que o mar e o vento trouxeram eram demasiado altas, ocupavam o caminho até à praia. E como seria de esperar, o areal está mais pequeno, continuam as imensas pedras ao longo do areal, os cafés em cima da praia (que devia ser proibidos existirem) com sinais de destruição e lixo.

IMG_20180326_150108.jpg

IMG_20180326_151626.jpg

À medida que me aproximava do local onde o rio desagua, e que estivera em obras a última vez que por lá passei, fui vendo as mudanças da obra do homem. E quando chego à beira do local onde outrora se viam muitos pescadores, porque ali dava-se a junção do rio Cávado com o mar, eis que vejo um areal artificial de praia onde algumas pessoas   pescavam, outras passeavam.

IMG_20180326_152251.jpg

Não queria acreditar como um lugar inacessível é agora um local de veraneio.

Ao fundo, na ínsua que sofrera obras com a colocação de geocilindros e que estavam praticamente cobertos de areia, vê-se, agora, a descoberto e com alguns sinais de destruição, e porque o mar não perdoa.

IMG_20180326_152247.jpg

Acredito que estas obras são feitas no sentido de protegerem as populações, mas tanto desvio, tanto artifício, e o mar continua a fazer das suas, vejo estas construções caírem por terra, mais ano, menos ano.

IMG_20180326_152514.jpg

IMG_20180326_153008.jpg

 A Sofia ( 19 anos)  e o Diogo (21 anos) andavam na escola do 1º ciclo, costumava levá-los à praia nos primeiros dias de Setembro, antes de as aulas começarem. Em 10/15 anos muito mudou nestas praias do norte.

IMG_20180326_152803.jpg

Coisas do tempo...

IMG_20180326_151428.jpg

 

 

 

 

12 comentários

Comentar post