Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




coisas do meu dia # angústia 2

por Maria Araújo, em 28.05.18

ILogo de manhã, as obras no apartamento do lado voltaram, a broca ou perfuradora,sei lá, fez-me sair da cama, não por que não aguentasse, mas por que seria certo que os berros do vizinho do 1° andar regressariam, não estava com paciência para o ouvir, estava muito nervosa, tinha cólicas, precisava de sair de casa.

E na hora que  saí, os berros eram demais, gritos, insultos...mas os homens não o ouviam.

Fui levar a mãe gata das minhas sobrinhas à veterinária, tinha uma ferida no pescoço, precisavamos saber se seria algo que necessitasse de tratamento.

Felizmente, parece não ser nada demais, fui deixá-la em casa.

Hora do almoço, hora de os homens voltarem ao trabalho.  Voltei a casa. Um aperto no coração, a preocupação, os nervos,  fizeram-me sair  e almoçar numa qualquer esplanada, desanuviar esta dor.

Peguei num livro para ocupar um pouco da tarde sentada num banco de jardim até à hora de os trabalhadores pararem a jornada, eu voltar a casa e descansar a cabeça e o coração desta tormenta que é a esquizofrenia do gajo do 1°.

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


18 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 29.05.2018 às 08:28

Ando a aturar esse frete há um tempão com obras no terceiro andar.
E já me causaram chatices em casa três vezes.
Gente estúpida não tem mesmo emenda.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 29.05.2018 às 12:37

O problema aqui são os berros do vizinho.
O barulho das obras, não me afectam, sei que tenho de as aguentar.
Finalmente, hoje, está tudo mais calmo.
Beijinho
Imagem de perfil

De mami a 29.05.2018 às 08:14

é horrível quando nos fazem abandonar o nosso canto :/
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 29.05.2018 às 12:38

Hoje está tudo mais calmo, o vizinho saiu de manhã e ainda não voltou.Pelo menos teve o discernimento de sair de casa.
Imagem de perfil

De mami a 29.05.2018 às 13:40

a questão é que não deve "impor" que tu saias :(
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 30.05.2018 às 08:58

Claro que não, eu é que acordo preocupada e saio.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 29.05.2018 às 00:07

E assim evitaste ouvir das obras :)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 29.05.2018 às 12:39

O meu problema não são as obras, são os gritos e insultos do vizinho.
Hoje, para espanto meu, saiu de casa por volta das 11 e ainda não regressou.

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 28.05.2018 às 21:57

Têm autorização? Não sou fundamentalista, mas o ruído é uma das maiores situações de desespero das pessoas - ainda pouco se fala, mas a impunidade reina... reina até ao dia em que alguns perdem a cabeça e...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 28.05.2018 às 23:14

A casa está em obras porque foi vendida, estava velha e estão a tirar azulejos para fazer tudo de novo.
Faria o mesmo se comprasse uma casa antiga .
Robinson, este homem é mesmo louco. Há anos, mudei a casa de banho e porque a dele tinha humidade,a mãe queixava-se que tinha infiltraçoes, arranjei e a cena foi a mesma cena.

Sem imagem de perfil

De Rui a 28.05.2018 às 20:46

Nestas situações, o melhor a fazer é sair de casa e arejar !
Praguejar não adianta nada. As obras têm que ser feitas e certamente que há licenças para isso !

:))
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 28.05.2018 às 23:15

Penso que sim, Rui, que há licença.
Este homem é doido, já a mãe se queixava das suas paranóias.
Beijinhos
Imagem de perfil

De José da Xã a 28.05.2018 às 18:37

Quando isso acontecer chama a polícia.
Pode ser que acalme.
Conto-me um caso que aconteceu perto de onde vivo e me foi contado pelo próprio.
Num determinado bairro pobre e mal organizado havia uma oficina de carros com muita fama.
Na casa ao lado de dois pisos morava no 1º piso um jovem deficiente. Especialmente para fazer mal. Sempre que alguém deixava o carro debaixo da sua varanda para ir à oficina dez metros à frente, era certo que ele lá de cima atirava sempre qualquer coisa para estragar a viatura.
Depois como era deficiente... ai coitadinho.
Mas o meu conhecido antes de lá por o carro foi avisado para não o fazer. Não se preocupou e foi à oficina. A verdade é que quando chegou tinha o vidro do tecto de abrir partido. Sem mais subiu ao andar e bateu à porta. Veio alguém da família e ele entrou por ali dentro e foi buscar o deficiente. Pegou nele e trouxe-o para baixo e perante o estrago deu-lhe uma tareia à frente da família que não se meteu. Apenas gritavam.
Depois foi-se embora.
A partir desse dia o deficiente jamais fez mal a ninguém. E sempre que pensava fazê-lo alguém o ameaçava: Olha que eu vou chamar o homem...
É uma história triste que nunca contei mas que de alguma forma explica que há casos em que o problema é... educação ou a falta dela.
Desculpa o comentário longo.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 28.05.2018 às 23:19

Quando foi comigo,chamava a polícia mais para manter o respeito,mas não funcionava porque enquanto houvesse martelar que lhe desse cabo da cabeça, insistia nos insultos.
A tua história, cuidado!
Imagem de perfil

De Anita a 28.05.2018 às 17:15

Isso não está fácil... que angústia!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 28.05.2018 às 17:49

Não está fácil,não.
Beijinhos
Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 28.05.2018 às 16:16

Realmente, já nem na nossa própria casa temos sossego.
Deve estar desejando que acabem as obras, não por estas, mas para o vizinho lhe dar descanso.
Por aqui, não tão perto, temos uma vizinha que também, volta e meia, se ouve aos gritos lá por casa, ora com o filho, ora com a filha.
Uma vez, tinha chegado das compras, e oiço a mulher a gritar. Em seguida, quando fui estender a roupa, lá estava ela a chamar nomes e a ameaçar alguém, mas não se percebia quem. Só depois vi que era para uns vizinhos, e já lá tinha estado a GNR antes.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 28.05.2018 às 17:56

Incomoda-me muito os gritos e insultos.
No andar debaixo do apartamento em.obras tem um casal idosos, ela com.Alzheimer,ele lúcido mas com problemas ossos já não anda tão bem como outrora, imagine o barulho incomodativo para eles.
Não sei, mas se amanhã voltar, vou chamar a polícia para "abanar" com ele.
O meu vizinho de cima, tem café, deita-se tarde, dorme até às 14h, com certeza que fica ele perturbado com os berros do vizinho do 1° do que com as obras.
Enfim, as pessoas são difíceis.
Boa semana.

Comentar post



foto do autor


o meu instagram


2º desafio de leitura

desafio


Desafio - Foto da Semana


10 anos



Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D