Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

09.09.20

coisas do meu dia

Maria Araújo

Desde que fui picada por um peixe-aranha que evito ir ao mar quando está vaza, ou se vou, passo a água pelo corpo e saio dali depressa.

Ontem, estava um belo dia de praia, o mar mais parecia um lago, não tomei banho, molhei-me e saí.

Estava sentada na minha toalha, chegou uma jovem, estendeu a sua a uma certa distância, deitou-se.

Uns minutos depois, levantou-se e foi para o mar.

Continuei a minha leitura.

De repente, vejo-a vir do mar com um andar lento, apoiava o calcanhar direito na areia, deduzi que teria sido picada.

Quando se aproximou da toalha, perguntei-lhe.Confirmou que sim, que doía  muito.

Contei-lhe que acontecera o mesmo comigo e expliquei o que deveria fazer.

De repente, um senhor, na casa dos setenta e tal, aproximou-se dela, trazia na mão uma embalagem de spray e perguntou-lhe se fora picada.

Ela respondeu que sim, ele tira a tampa  e "infesta-a" de spray até ela dizer que chegava porque estava a doer.

Mas a jovem estava muito bem disposta, e o senhor dizia o mesmo que eu dissera " tem de pôr o pé em algo quente, pode ser na areia, numa pedra... que a dor passa".

Uns minutos depois, ele volta a lançar mais uma quantidade de spray, e disse ela: " mas o senhor é o homem dos peixes-aranha? anda à procura de quem é picada para pôr o spray?!"

E o senhor, concentrado que estava, nem reparou no nosso trocar de olhos e risos.

E a resposta dele: " Eu não ando à procura de nada.Eu fui picado e, desde então, sempre que venho para a praia, trago o spray. Como a menina foi picada, vim ajudá-la".

Insisti que devia ir ao nadador-salvador e que este iria ajudá-la, as dores passariam em vinte minutos.

Ele afastou-se. Ela pegou num pequeno tupperware, e com o pé na areia quente, comeu o seu lanche.

Uns minutos depois, perguntei se estava melhor, respondeu que ainda doía. Comentei que demorava algum tempo a passar, respondeu-me" logo hoje que tenho de ir trabalhar".

Voltei ao mar para me refrescar, quando regressei à toalha estava ela a sair da praia, reparei que ainda tinha alguma dificuldade em andar.

 Não quis interferir no gesto do senhor, poderia levar a mal,mas quando fui picada, li isto sobre o spray:

peixe-aranha.jpg

 

"A pior coisa que podem fazer é utilizar o "spray milagroso" (Cloreto de Etilo) que "trata" a picada do peixe aranha . Claro que as dores acalmam porque a zona que se borrifa fica quase "congelada"! Isto faz com que os vasos sanguíneos (cheios de frio) se "contraiam" (a chamada vasoconstrição) e o veneno fique "estático" no local da picada! O vinagre também é ineficaz!

Quando o efeito do spray passa (em poucos minutos), os vasos sanguíneos "retornam ao seu tamanho normal" (ocorre vasodilatação), a toxina flui rapidamente e à vontade pelo membro acima. O sintoma principal é a dor, começando no local da picada e alastrando-se, acompanhando a progressão do veneno."

 

 

 

8 comentários

Comentar post