Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

coisas do meu dia

Maria Araújo, 28.03.18

IMG_20180328_151825 (1).jpg

 

Tinha feito planos para ir ver a Animação de rua com um Grupo de alunos "farricocos" , de uma das escolas secundárias da cidade, a chuva caía com vontade, não os vi, certamente fora cancelada a actuação.

Passei pelo talho para pagar o cabrito encomendado, iria mais tarde, de carro, buscá-lo, não queria andar à chuva com um saco de 6 kg de carne.

A dona da mercearia/talho, costuma tratar a minha irmã, uma boa cliente, por doutora, que não é. Na maioria da vezes, a mana faz as encomendas de bacalhau e cabrito, eu sou a transportadora,  e a verdade é para se dizer, a carne e  o bacalhau são mais caros, mas dá gosto comprá-los; tudo de óptima qualidade.

Pelo Natal, fui buscar o bacalhau, a senhora voltou a falar na doutora, minha irmã, do que gosta de levar para casa e tal, comentei que a mana não é doutora. Ficou estupefacta a olhar-me... " é engenheira", acrescentei. E a minha irmã nunca se apercebeu que ela a chama de doutora.

De nada valeu corrigir. Hoje, ordena ao empregado que corte o cabrito da doutora em pedaços, que mais tarde a irmã (eu) viria buscá-lo, era pegar e sair da loja, o trânsito naquela rua não permite que deixe o carro em 2ª fila.

Regressei a casa, mas antes passei na Igreja da Misericórdia, quase sempre fechada, mas aberta na Semana Santa.

IMG_20180328_153425.jpg

IMG_20180328_153448-tile.jpg

 

Chave do carro na mão, voltei ao talho. Uns quantos carros estacionados em 2ª fila, deixei-o cá atrás com os piscas ligados. E se havia de me molhar foi naqueles escassos 20 metros que percorri.

Saco do cabrito na mão, a senhora vem dar-me um beijo, deseja uma Páscoa Feliz para a doutora, para mim e família e, de repente, pergunta: "O bacalhau era bom? Tinha uns bons lombos não tinha? A doutora disse que era muito bom".

Respondi afirmativamente, agradeci, desejei uma boa Páscoa, e saí.

A Semana Santa é de chuva, não me parece que hoje a Procissão de Nossa Senhora da "burrinha", a maior das quatro,  vá sair à rua. 

Só se a chuva parar, mas está frio, também. Se bem que já fui ver procissões com a chuva a cair e as pessoas não arredavam pé.

Por acaso, o sol está a sorri, agora!

Vou aproveitar e dar um beijo ao meu sobrinho neto ( 5 meses) alfacinha que chegou ontem de Lisboa para passar a Páscoa com a família.

procissao-burrinha-semana-santa-braga-2018.jpg

(imagem da internet)

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.