Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cantinho da casa

cantinho da casa

Qui | 01.07.21

coisas desta manhã de 5ª feira

 Hoje de manhã fui esclarecer o que se passou ontem, aqui.

Não havia filas para nada. Quem tinha vacina agendada seguiu um caminho, estavam  apenas duas pessoas nas informações.

Chegou a minha vez, expliquei à jovem o que se passou na 3ª feira, que fui informada que receberia uma chamada para ser vacinada na 4ª, e a chamada não aconteceu.

Viu o meu cartão e disse-me para aparecer às 15horas de hoje, ou até às 16horas, mais tarde que esta hora não,  e seria vacinada.

Perguntei se vou ser vacinada mesmo, pois as informações que tive foram sempre dirferentes, e se ia directamente para o local da vacinação. 

Resposta afirmativa, saí de lá, meti o cartão na mala. 

Estava de carro, pensei passar pelo mercado municipal, mas perdi a vontade,  comprei num mercadinho alguma fruta que estava a precisar.

Cheguei a casa, e como é meu hábito, fui pôr as compras na bancada da cozinha. Fui tirar as sapatilhas, tirei o telemóvel da mala. Convicta de que metera o cartão de vacinação no bolso do forro da carteira, fui espreitar e não o vi.

Fui à  carteira,  vi na divisoria das notas, na da carta de condução, e nada!

Sacudi a mala , revistei nos entre os cartões!

Pensei que ao pagar as compras tivesse caído no balcão, ou que teria caído no carro, mas tinha a certeza de que o metera na mala.

Fui ver no carro, e nada!

Estava a ficar desesperada, teria de ir procurar no imenso parque automóvel do Fórum. Pensei ligar para a ARS e perguntar se podia  explicar no centro de vacinação o que aconteceu, e  se pelo número do cartão de saúde tivessem acesso aos dados e poderia ser vacinada.

Voltei a virar a mala , verifiquei tudo, até a bancada da cozinha onde pusera os sacos com a fruta.

E quando pensei ligar para a  ARS, vou à sala de jantar e vejo-o em cima da mesa.

Como é possível?

Eu não me lembro de ter entrado na sala. Os meus hábitos são os mesmos quando entro em casa,  como  e porque é que eu tirei o cartão da mala e fui pô-lo em cima da mesa?

Respirei de alívio.

Entretanto, tocou o telefone fixo.

Atendi.

Uma voz perguntou se era a dona da casa,  perguntei o que desejava, respondeu-me que estava a ligar de uma empresa de electricidade e que gostaria de saber qual a empresa que fornece a energia, que tem um desconto para mim...Interrompi, ainda com a cabeça "quente" do que acontecera com o cartão de vacinação, respondi que sou cliente EDP e que, por enquanto, não estava com intenção de mudar.

De repente,  diz: " a senhora é que sabe" , e desligou o telefone sem dizer um obrigada, um bom dia.

E é isto.

Hoje vou ter a segunda dose da Astrazeneca.

 

 

 

 

 

 

 

6 comentários

Comentar post