Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

quando devia reclamar, calei-me...

Maria Araújo, 19.03.14

 

 

No passado mês, tive de prenda de aniversário uma sweat MD.

Nesta marca, visto o tamanho "S", mas nem todas as peças são à minha medida e, neste caso, o tamanho "S" estava grande.

Fui à loja para fazer a troca pelo "XS", caso houvesse.

A funcionária, que entrou recentemente para a loja (trabalhava na loja ao lado que fechou),  foi verificar no pc. A única peça que havia, estava numa loja do Porto.

Perguntei se era possivel pedir que enviassem para cá. 

Foi feito um registo, anotou o meu contacto, e pediu-me que aguardasse alguns dias.

Passei lá mais tarde, ela não estava, comentando, quem me atendeu, que ainda era cedo para ter a sweat pois o recoveiro demorava alguns dias.

Voltei 15 dias depois, a funcionária não estava, a gerente da loja perguntou-me o que se passava, expliquei, virou-me as costas ao mesmo tempo que dizia"podemos cortar o comprimento das mangas", e deixou-me sem mais nem menos e pedindo a uma colega para me atender.

Fiquei furiosa, mas aceitei.

Volto a explicar e diz-me, esta: "de facto, lembro-me de ver a minha colega registar o pedido, mas esteja tranquila que  a peça vem, demora algum tempo a chegar".

Respondi que o tempo estava a passar e depois não podia fazer a troca.

Passou mais uma semana, até que, na sexta-feira passada, voltei à loja.

Perguntei se não estava a menina "x ", ao que, finalmente, me respondeu: "A minha colega está de férias. É nova na loja , tinha férias para gozar, mas se for alguma coisa que eu possa ajudar..."

Pergunto imediatamente, "quando chega ela?".

"Deve vir só na terça-feira."

"Ok, na terça-feira apareço cá, é com ela que quero falar"

Ontem de manhã, passei, mais uma vez, e a funcionária não estava. Entrava às 11:30h (faltava cerca de 10 minutos, mas como tinha coisas para tratar, deixei para a tarde).

E regressei por volta das 17:30h. Vi-a nos provadores, a gerente estava por perto e perguntei se podia falar com a menina "x".

Ela veio ter comigo, carregada de roupas. A gerente ficou a ouvir.

Tirei a sweat do saco e perguntei se se lembrava do registo que fizera para pedir para a loja do Porto o envio de um tamanho mais pequeno. Ficou um pouco atrapalhada (percebi o que desde o início senti sempre que lá fui: esquecera-se de fazer o pedido) e porque não sabia o que dizer, arranjou uma solução que a liberou, " não há este tamanho no Porto".

A gerente pega na sweat, vai ao computador e diz: "nunca tivemos nas lojas o tamanho "XS", só há na loja online".

Fiquei chateadíssima, porque podiam ter resolvido logo o assunto.

E a solução foi deixar a que tinha para cortar ao comprimento das mangas...embora a sweat esteja larga.

E eu feita parva, porque devo ter cara de pobre e educada, não disse nada.

Não me faltou vontade de lhe dizer que ela confirmara que havia o tamanho "XS"e que fizera o pedido, mas sinceramente, há funcionárias que olham para certas clientes (como eu) com ar de desprezo, que eu preferi não dar mais importância ao caso e ignorá-las.

Se poucas são as vezes  que entro nesta loja, vou evitar e passo a ir à do centro comercial.

Sábado, vou buscar a sweat que ficou para arranjo. Vou procurar que seja a funcionária "x" a atender-me...talvez lhe faça o reparo do erro que cometeu.

Quando entro nas lojas onde as funcionárias olham os cliente de alto a baixo, fico possessa.

 

 

 

 

 

 

 

Em limpezas

Maria Araújo, 25.09.13

porque as empregadas não são, de todo, perfeitas, só limpam o que os olhos vêem, ando aqui feita a tirar ferrugens, humidades a fazer o que elas não fazem.

Na web, encontrei uma dica fantástica de tirar ferrugem: papel alumínio e vinagre. Milagre!

E eu que estava com ideias de comprar novos toalheiros para a casa de banho!

Ainda tenho muito para arrumar/limpar.

AMANHÃ VEM A MINHA "AMIGA VIRTUAL" de São Paulo, para passar uns dias comigo.

Vou esperá-la ao aeroporto Sá Carneiro, depois é programar.

Roteiro: Valença, corda marítima até Vila do Conde, Braga, Guimarães, Barcelos, Vila Real, Belmonte, Lisboa.

Barcelona está no roteiro, num vôo low cost, mas quando ela chegar vamos fazer a reserva e a distribuição dos dias.

 

 

 

 Lia, a minha amiga virtual.

 

Já tenho saudades

Maria Araújo, 01.09.13

do meu sobrinho neto, que regressa amanhã, ao Rio de Janeiro.

Um mês de férias, um mês que se notou um grande salto no seu crescimento.

Anda sozinho, emita os nossos sons, tenta chamar os nossos nomes.

Agora, só no skype.

 

 

 

 

 

(Apúlia)

 

(de Portugal para o Rio a bolacha Maria, que tanto gosta)

 

 

(as praias de Portugal são tão boas, mãe)

 

(sempre disposto para a brincadeira).

Tarde de TV

Maria Araújo, 19.07.13

O tempo nublado convida ao sofá (teoricamente estou de férias), TV na SIC, passa agora o Emanuel que com um elemento feminino (não faço a mínima ideia quem é) mas " tipo" Shakira, cantam em playback uma canção cujo refrão é:

 

Baby I need you

Baby I love you

I do, I do, I do

oh, oh, oh

 

Baby I need you

Baby I love you

I do, I do, I do

oh,oh, oh

 

com o toque brejeiro do costume, pergunto: o que muda nestas canções?

Sempre o mesmo ritmo, umas quantas bailarinas a mover o body, a coreografia não se altera,  o povo (mulherio) aplaude  e todos ficam felizes.

Se é assim, e não costumo ver estes programas da tarde que são mais do mesmo em todos os canais, tenho de procurar entretenimento para as minhas tardes de verão, enquanto não me decido qual o destino das minhas férias (seria o Rio de Janeiro, mas ficará para outra altura, pois terei cá a minha sobrinha e seu filhote carioca), durante o mês de agosto.

 

Boa Tarde