Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



fez com que toda a medicação fosse alterada, ontem, durante o trabalho senti cólicas fortes.

Aguentei-me.No final da tarde, mais alividada, ainda fui à fisioterapia.

O mais problemático foi depois do jantar. Não me sentia bem. Deitei-me no sofá. Sinto um paladar amargo na garganta.

Um vómito. Mas não saiu.

As dores aumentaram.

Levaram-me ao hospital privado.
Quando mostrei à médica toda a medicação que tomei, e a que estou ainda a tomar, e comentei que desconfiava que as dores eram o resultado das drogas (antibióticos e anti inflamatório), uma bomba, segunda ela,  o resultado, logo que me mandou deitar na cama, foi o vómito.

Mas fiquei mais aliviada.

Na sala de tratamentos foram introduzidos dois sacos com soro.

Melhorei. Algumas dores no fundo da barriga e regresso a casa, pela 1:20h.

Tomei um chá verde (não tenho cidreira). O sono demorou a chegar.

A dor no fundo da barriga passou, e adormeci.

7 horas, levantei-me um pouco débil, ainda.

Fui trabalhar. Correu bem. Sinto-me melhor.

E eu já sabia e sei que os antibióticos não querem nada comigo.

Suspensão de um, desmame de outro.

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Feitas as contas

por Maria Araújo, em 22.10.12

nunca gastei tantos euros com uma gripezita, que nem sequer à cama fui porque não tive nem costumo ter fevre, a verdade é que a tosse continua, a obstrução do ouvido esquerdo também, o nariz inflamado...

Então temos:

1ª consulta - 10 euros ( centro de saúde)

2ª consulta -  5 euros  (centro de saúde, unidade familiar)

3ª consulta -  4 euros  (hospital privado)

     

total ..........19 euros

 

medicação:

 

1ª toma -  11,80 euros

2ª toma -  18,55 euros (um dos medicamentos não é comparticipado)

3ª toma -  10,90 euros

 

total ....... 41,25 euros

 

Saíram da carteira 60,25 euros

Espero ficar por aqui.

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Entre o 760...

por Maria Araújo, em 29.08.12

10 30 10, a próxima consulta, baralha as cartas, minha querida "não sei das quantas", distribui as cartas na mesa, lê-as, tudo é bom, tudo vai correr bem, os minutos ao telefone passam (uma pipa de massa a cair) e as mulheres, na sua maioria, iludem-se.

É tão fácil, para alguns, ganhar dinheiro!

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Aventura

por Maria Araújo, em 21.03.12

Em 2010 fui convidada para fazer a subida do rochedo do monte Pilar na Póvoa de Lanhoso. Uma autêntica aventura para quem nunca se metera nestas coisas (ai a minha coluna!).

Ontem, lançaram-me um desafio: no próximo sábado fazer o passeio pelo trilho da Calcedónia, partindo de Covide.

Este nome dizia-me qualquer coisa.

Perguntei ao colega se o percurso não era íngreme de mais e se a minha coluna não iria ressentir-se de tal trajecto: "pelo contrário", respondera "é saudável e vai fazer-te muito bem!"

O receio era muito. Fiquei de lhe dar a resposta hoje.

Nas trocas de carro que faço com as colegas, hoje foi a minha vez de o levar . Uma delas, que há alguns anos fez este percurso entrou na fenda da Calcedónia, disse-me que não pode ir, mas que é saudável, tem alguns perigos (caso entre na fenda), mas compensa o passeio pelas paisagens e pelo convívio.

Contei-lhes que, no verão passado, nestas constantes andanças pela internet, tinha lido um blogue sobre os trilhos até à Calcedónia. E encontrei-o aqui.

A outra colega que me desafiou e que tem feito algumas percursos pelos caminhos de  Terras de Bouro, avisou-me que só ia a este passeio se eu fosse.

Calçado, roupa, são as preocupações para quem pouco sabe do assunto e põe sempre questões.

Falei com o colega que organiza o passeio e, mais uma, vez ele aconselhou a fazê-lo, que só me vai fazer bem e não me vou arrepender, e coisa e tal.

Pergunta direta: "vamos entrar na fenda?"

"Não está nos planos. Na hora decide-se. Quem quiser entrar e subir vai, quem não quiser fica."

Óbvio que eu não vou arriscar.

Então, no próximo sábado de manhã cedo,  munidas de lanche e bebidas (vou estrear a mochila termos que uma amiga ofereceu no meu aniversário),vamos em direção a Covide (penso que deixamos lá os carros) e a partir daqui, vai ser caminhar e subir até ao maciço da Calcedónia... 

Será que tenho idade para estas aventuras?!

 

 

 

 

 

 

 

 

(imagens retiradas da internet)

 

Cantinho da Casa

759 - Saúde

por Maria Araújo, em 24.09.10

Há algum tempo que noto que, sempre que vou ao supermercado e trazendo em média os mesmos produtos, iogurtes, leite, bolachas, pago mais do que era habitual. E compro os produtos da marca, ou seja, produtos brancos.

Por exemplo: antes de me deitar, tomo um copo de leite, magro, e algumas bolachas de fibra. Gosto muito destas bolachas e não as dispenso.

O preço andava à volta de 45 cêntimos quando comecei a comprar. A pouco e pouco foram aumentando, até que chegou a 50 cêntimos. E assim ficou durante bastante tempo, até ao dia em que reparo na prateleira : 69 cêntimos (não sejam malandros, é verdade, 69 cêntimos).

O supermercado fechou 15 dias para obras, em Junho passado. Quando reabriu, as mesmas bolachas estavam em promoção com o valor de 50 cêntimos.

Aproveitei para comprar alguns pacotes, pois , de vez em quando, estas desaparecem das prateleiras.

Quando cá por casa já não havia mais nenhuma bolacha, regressei ao supermercado. O preço "regressara" ao valor anterior. E continua. E compro.

Felizmente ainda tenho possibilidades de comprar produtos que gosto.

Mas há minutos atrás, escutando o jornal da RTP2, passava a notícia sobre a corrida às farmácias dos doentes que têm medicação grátis, e que  vão começar a pagar 5% do valor de referência.

Ora como todos sabemos, os idosos e pessoas com doenças crónicas são as pessoas lesadas, a maioria com pensões mínimas e sem condições de poderem suportar o pagamento daquilo que lhes dá alguma saúde e qualidade de vida.

E, como diziam os farmacêuticos entrevistados, isto vai fazer com que os doentes desistam do tratamentos.

Mais uma vez, o estado está a lesar os que mais precisam, os mais débeis da sociedade.

É um facto de que o dinheiro está muito mais caro. Sou cautelosa, "faço ginástica com as minhas contas e compromissos mensais" e se não me privo de uma ou outra pequena extravagância, o final do mês custa a chegar.

Se eu já sinto a carteira mais vazia, o que vai ser destas pessoas que "apenas" sonham viver o resto dos seus dias com alguma saúde e dignidade?

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Dia Mundial da Voz

por Maria Araújo, em 15.04.10

 

 

 

 

 

 

 

 

Amanhã vou lá estar, no Hospital de Guimarães.

 

 

 

Vou assistir à conferência.

À tarde vou fazer o rastreio.

É muito importante para a minha saúde e para a minha profissão.

E hoje, o dia mais leve da semana, estou com as minhas cordas vocais muito sensíveis.

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa


foto do autor



1º desafio de escrita 2019 2º desafio de escrita 2020


o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR