Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O segredo

por Maria Araújo, em 17.01.16

Há pouco, no FB, vi o vídeo partilhado por uma blogger ali nos meus links, sobre a BIC, Brasil.

Lembrei-me do anúncio, BIC laranja, BIC cristal,duas escritas à sua escolha..., BIC,BIC,BIC,BIC.

 

Ora no Brasil, a BIC pôs os pais à prova.

Pensando  estes que iam para uma reunião com a professora dos filhos, quando lá chegaram foram desafiados a fazer a mesma prova que os filhos faziam na sala ao lado.

E vejam o resultado: um doce diálogo entre pais e filhos.

E se esta experiência fosse  feita nas nossas escolas?  Estariam os pais dispostos a fazer o mesmo? 

 

 

Cantinho da Casa

e o resultado? 131.812 kms

por Maria Araújo, em 02.11.15

=    131. 812 euros.

 

 

Sem Título.png

 

 

Cantinho da Casa

A minha sobrinha

por Maria Araújo, em 01.06.15

e afilhada, a bebé que eu ia buscar ao infantário, a menina que  ficou sem o pai aos 4 anos, aos 6 foi para a escola, aqui em frente à minha casa, a menina que raramente pedia ajuda para os trabalhos de casa e que os fazia na mesa da sala de estar ao mesmo tempo que via o "Doraemon",  "As Navegantes da Lua" (são os que me lembro) e eu reclamava porque achava que a televisão não devia estar ligada para não desviar a atenção, interrompia-os, por vezes, quando tinha uma dúvida, e sentada no banco de pele que comprei para ela, virava-se para trás e perguntava: "Ó tia Lola, o que  quer dizer...?" Se a resposta agradava, continuava o trabalho, se não agradava, reclamava comigo, dizendo: "mas a professora disse ...".

Foi para a escola básica do 2º e 3º ciclos. Sentada, junto ao portão da escola, esperava que eu chegasse, quase sempre por volta das 14h, para almoçarmos juntas. Se não almoçava comigo, ia a casa da tia que mora aqui na rua, também.

Se tinha aulas de tarde, ia levá-la à escola e buscá-la no final do dia. Se tinha futebol, levava-a ao treino. Ia buscá-la, ficava cá em casa até que a mãe viesse do trabalho, muitas vezes, e como ainda hoje acontece, por volta das 21:30h.

Dormiu muitas vezes comigo quando era miúda. Hummmm! Sentir aquele calorzinho de criança que eu queria agarrada a mim.

Os anos passaram, mudou-se para o basquete, acabou o ensino básico com o diploma de Excelência, passou para o secundário.

Fez o 10º ano com média de 18,3,  recebeu o diploma de Excelência deste ano, acaba esta semana o 11º ano, presumo, com média idêntica.

O que me orgulha nela é que nunca teve ajuda de ninguém, não tem explicações a nenhuma disciplina, a nota mais baixa que tem é a Português ( 14 final do 2º período, e ela questiona-se das notas que tira e diz que tem de dar a volta a isto ), tirou 20 a Matemática no teste de final de ano, está no Clube de Astronomia da Escola, empenhou-se imenso no projeto que foi apresentar na IX Mostra Nacional de Ciência, no Museu de Eletricidade de Lisboa.

A Sofia foi e é a única rapariga da turma de Ciências e Tecnologia, e será, certamente, no 12º ano.  Vários alunos da turma estão metidos em projetos diferentes e um dos colegas da turma, o Ivo, foi premiado com uma visita ao Arizona.

Parabéns ao Ivo e ao grupo pois mostraram que o esforço e o empenho são recompensados. Receber um prémio destes não é para todos.

Os vossos pais estão muitos orgulhosos de vós.

E agora a notícia do jornal Correio do Minho.

Sem Título.png

 

 

O Agrupamento de Escolas D. Maria II, de Braga, conseguiu, este fim-de-semana, no Concurso Jovens Cientistas e Investigadores 2015, um prémio que lhe permitirá representar Portugal no maior e mais prestigiado concurso mundial de ciência que se realiza nos Estados Unidos.

O prémio nacional vale um cheque de 600 euros, atribuído à equipa de jovens investigadores bracarenses e consequente apuramento para o evento internacional. O projecto denominado ‘Modelação Astrofísica: Estrelas Wolf-Rayet com espectroscópios de baixa resolução’ foi executado pelos alunos Ivo Gonçalves, Daniel Diaz e Mauro Franqueira.


Os alunos terão agora a possibilidade de representar Portugal no INTEL ISEF que se realiza em Phoenix - Arizona ,em Maio de 2016, nos Estados Unidos, e que é a mais importante mostra mundial de ciência que reúne anualmente cerca de 1700 alunos de 75 países e onde são atribuídos prémios no valor de 4 milhões de dólares.

O projecto vencedor foi coordenado pelo professor João Paulo Vieira e esteve a ser avaliado pelo júri durante três dias, na IX Mostra Nacional de Ciência, em conjunto com mais 99 projectos de escolas de todo o território nacional em diversas áreas de ciência, tecnologia e engenharias.

O objectivo principal do projecto realizado pelos jovens do D. Maria II, foi a modelação Astrofísica de Estrelas Wolf-Rayet usando telescópios de pequena abertura, detectores CCD para fins astronómicos e espectroscópios de baixo custo. A equipa do agrupamento D.Maria II realizou ao longo do seu trabalho 16 detecções de espectros estelares tendo determinado com eles vários parâmetros estelares, velocidades radiais e ainda a composição química dessas estrelas peculiares.

O trabalho teve o apoio de Mário Rui Pereira da Universidade do Minho e Daniel Folha do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto na revisão dos dados científicos obtidos e também da ORION — Sociedade Científica de Astronomia do Minho na cedência de instalações e equipamentos.

Para além deste projecto o Agrupamento teve mais 3 projectos a concurso: RC Athena3D v 1.0: Um Kit Robótico Cartesiano, replicável, de impressão tridimensional, na área científica Engenharias, de Manuel Domingues Brandão, Ana Rita dos Santos Gomes e Alexandre Dinis Devesa e Brito; Blind Education: legos for kids - Um Kit Braille para ensino de leitura, na área científica Ciências Sociais , da autoria de Mariana Diaz da Costa, Ana Simão Oliveira Roriz Marques e Diogo Daniel Fernandes Luis; e Astronomy on your fingertips - Astronomia para o ensino de crianças invisuais, na área científica Ciências Sociais, de Sofia de Araújo Lajes, André Teixeira Viana

O professor coordenador, João Paulo Vieira, mostrou enorme orgulho nos 11 alunos que representaram o agrupamento na IX mostra nacional de ciência e fez ainda questão de destacar a enorme qualidade dos projectos que o agrupamento levou a concurso. Realçou o orgulho no trabalho realizado pelos jovens e destacou o enorme empenho e a grande dedicação que os 11 alunos demonstraram ao longo dos mais de 8 meses de trabalho.

Cantinho da Casa

"Lá se pensam, cá se fazem"

por Maria Araújo, em 06.03.15

 

lisboa.png

 O meu irmão mais novo tem uma grande paixão por bicicletas.

Há cerca de 5 anos, começou a dedicar-se a elas, como hobby.

Compra peças, substitui, desmonta, altera, pinta, adapta-as ao tempo e aos lugares.

Desafio em desafio, com amigos e/ou sozinho faz longos percursos ao fim de semana e adquiriu o hábito de utilizar este meio de transporte para se deslocar para o trabalho.

Fato vestido, capacete na cabeça, mochila nas costas, raramente serve-se do carro para trabalhar.

Sempre atento ao que se passa nas grande cidades Europeias ou de qualquer outro continente, publica no FB o que vê, e "adverte" o nosso Presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, para o cumprimento do que prometeu aquando das eleições autárquicas.

Hoje publicou um vídeo  sobre Lisboa com o título "Ideias de Origem Portugesa" e, curiosa que sou, espreitei. 

Se em Lisboa, a cidade das setes colinas e das ruas com declinação acentuada é viável construirem-se ciclovias para todos os cidadãos, então, nesta cidade, plana, cheia de sol, acolhedora e com ruas largas, facilmente se podem adaptar ciclovias(as poucas que existem estão nos arredores e/ou numa via pedonal sem trânsito) junto aos passeios de modo a que os ciclistas circulem livremente e não ocupem as vias para os automobilistas, nem os passeios destinados aos transeuntes (se bem que estes têm o hábito de ocupar as vias destinadas aos outros).

Sigamos o exemplo que muitas cidades estão a fazer pelos cidadãos, até porque no Brasil a bicicleta dá pedal, como é exemplificado aqui: melhora a saúde e a auto-estima, propicia liberdade, de custo acessível, diminui o número de veículos nas ruas, diminui conflitos de trânsito, melhora todos os índices ambientais...

 

 

Cantinho da Casa

Sem luz

por Maria Araújo, em 19.12.14

 

Há dois dias que não há luz na minha rua, tem sido a luz de uma garagem de estacionamento público que ilumina somente o início da rua, até às 22 h, hora de encerramento.

Há uma escola primária que está fechada para férias, mas tem o jardim de infância, no recinto ao lado, que está a funcionar, que fecha por volta das 19h.

Há as finanças, há o registo predial, há os correios, há muitas pessoas que passam na rua, que são iluminadas pelos faróis dos carros que a descem, ou pela luz da garagem

Na quarta-feira passada, fui ao jantar de Natal da escola, cheguei a casa por volta das 2h, (felizmente não levei o carro) a colega que me trouxe, teve de parar o carro de frente para a minha porta de modo a que eu pudesse introduzir a chave na fechadura, abrir a porta e entrar.

Ontem, fim de tarde fui à janela espreitar a rua e estava novamente às escuras.

Pensei que alguém tivesse ligado à EDP, mas pelo que me percebi, não. Por que razão?

Há pouco, cheguei a casa da minha caminhada, peguei no telefone fixo e liguei para as avarias.

E como sempre, a conversa gravada:

(...)

- Se é avaria em casa, marque x; se é avaria na rua, marque y ( e eu marquei)

- Se a avaria na rua é só de um candeeiro marque x, se for metade da rua, y, se for a rua inteira, marque z (marquei z).

- A chamada vai ser atendida por um colaborador.

Atende-me a colaboradora, faz umas perguntas pessoais (nome e morada) pede que explique o que se passa.

Pede-me um ponto de referência da rua.

Dou-lhe três (a rua x, a escola secundária e as finanças).

Pergunta-me se pode ficar com o contacto móvel no caso de necessitarem de algum esclarecimento.

Ok, tudo feito.

Agradece a comunicação ( quando alguém comunica a avaria e se outro alguém faz o mesmo, informam-nos, daí ter percebido que nenhum morador fez a comunicação. Estão à espera que a EDP descubra?)

Falta saber se vêm resolver a avaria. Estamos em fim-de-semana, esta rua é de passagem para o centro e passam aqui muitos jovens da noite.

Se com a iluminação que há na rua, que não é demais, por vezes, tenho receio, imagine-se sem ela.

 

Cantinho da Casa

Já só faltam seis dias para o Natal

por Maria Araújo, em 18.12.14

e ontem, fui jantar com os/as colegas e todos os professores e funcionários que vieram "viver as suas vidas" (palavras da diretora), de aposentação antecipada e /ou rescisão, foram homenageados.

Foi um momento bonito.

festa 015.JPG

 (a diretora da escola e eu)

 

e a musica é esta

Cantinho da Casa

Mundo cão

por Maria Araújo, em 16.12.14

Vinha no carro a ouvir as notícias das 13h e o meu pensamento débil, hoje, pela noite mal dormida, murmurou : "Porquê as crianças? Não é justo!"

pakistan_fran-2.jpg

2014-12-16t081910z_13616891.jpg

 

 

(imagens, daqui)

Cantinho da Casa

"o pulmão" da minha rua

por Maria Araújo, em 24.06.14

ontem, cortaram a grande árvore que dava sombra a uma parte do campo de jogos da escola do 1° ciclo, aqui na minha rua.

hoje, manhã cedo, fui acordada com a serra que não parava de fazer o seu trabalho.

quando subo o  estore, já haviam cortado os ramos superiores do enorme pinheiro que atraía os muitos olhares de quem passava aqui..

achei estranho a escola estar aberta e os homens trabalharem neste feriado de São João.

e, da janela do meu quarto, acompanhei a queda do meu querido pinheiro, que teria mais de 20anos.

saí de casa para dar um passeio e o recreio está assim...

são 16h, a serra continua o seu árduo e ingrato trabalho de matar as árvores, o "pulmão" da minha rua.

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

já vai para a universidade

por Maria Araújo, em 07.06.14

parece que foi há dois ou três anos que o Diogo andava no primeiro ciclo na escola mesmo em frente a minha casa, a escola que o pai frequentou.

e quando na hora do almoço jogava a bola com os colegas, eu atravessava a rua e chamava-o para vir almoçar, ou quando ele não me ouvia e eu pedia autorização  à funcionária  para o ir buscar ao campo de jogos, chamava-o, ele virava-se para mim e dizia "já vou tia L".

os segundo e terceiro ciclos foram numa escola em Ruilhe, foram cinco anos que não andou por aqui.

acabados estes, veio para a escola secundária nas traseiras da minha casa, a escola que frequentei.

foram  três anos aqui por casa, a almoçar.

almoçava sozinho ou com a Sofia, quando eu não vinha almoçar a casa, duas ou três vezes na semana, comigo, também.

este foi o ano que eu cozinhei para eles e almoçavamos juntos. tivemos conversas saudáveis e divertidas.

o Diogo vai entrar para a universidade.

o Diogo não almoça mais cá em casa.

o Diogo está hoje no jantar e baile de finalistas.

pedi-lhe que viesse cá a casa antes de ir para a festa.

e veio.

o Diogo nasceu "ontem" e já vai para a universidade.

o tempo passa...

 

 

(coincidência, no canto inferior direito uma foto minha com o Diogo, teria ele 5 anos)

 

Cantinho da Casa

Hat Parade

por Maria Araújo, em 28.02.14

Tive um convite das minhas colegas da escola para ver hoje o "Hat Parade" (a primeira vez que se fez um desfile de chapéus). Teria de levar um chapéu (olha eu de chapéu! Gosto de ver nos outros, porque em mim, ui, um terror!) e, não levei.

Cerca de 200 alunos desfilaram com os seus chapéus, e garanto que alguns estavam fantásticos.

Esquecera-me da máquina fotográfica, a solução era mesmo o telemóvel.

Alguns miúdos fizeram os chapéus em casa mas a maioria foi com a ajuda dos professores.

Com certeza que foi difícil o júri escolher os melhores.

E foi um sucesso.

Gostaria de mostar as muitas fotos que tirei, mas não devo.

Bom Carnaval.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa


foto do autor



1º desafio de escrita 2019 2º desafio de escrita 2020


o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR