Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



o sumo e o plástico

por Maria Araújo, em 12.08.19

Há dias, despertou a minha atenção um anúncio  que passou na televisão sobre o Lidl e a campanha de sensibilização aos veraneantes  para a importância de uma boa conduta ambiental durante a época balnear.

Pesquisei na internet, encontrei o que foi a primeira edição de TransforMAR, em 2018.

Este ano a acção continua em várias praias de Norte e Sul do país, e louvo a atitude desta cadeia de supermercados, que eu também sou cliente.

O que me levou a escrever sobre este assunto, foi o seguinte:

o Lidl empenha-se, e muito bem, nesta campanha, mas dentro de portas reparo, como em todos as lojas de bens alimentares, que o plástico é demais em qualquer produto que, na minha opinião, é prescindível usá-lo.

Ontem, na minha caminhada pelos arredores da cidade, lembrei-me de entrar na loja para comprar pão.

Não é a primeira vez que  vejo os sacos de papel do pão caídos no chão, e por falta de descuido do cliente, que não se dá ao simples gesto de separar o saco do que está por baixo e servir-se de pãoe, em vez disso,  tira-o ao calhas, eles caem e ali ficam. Vêm outros clientes, não foram eles que os deitaram ao chão, pisam os coitados, os empregados que os apanhem ( já tive gestos de apanhar os sacos de pão e entregá-los à empregada, do lado de lá das prateleiras) e desta vez fiz o mesmo, quis observar o comportamento das pessoas.

IMG_20190811_140545.jpg

Ora, a caminho do pão, junto às prateleiras da fruta, e onde costumam estar as bananas, reparei que no seu lugar estava uma máquina. 

Segui o meu caminho.

De repente, páro!

Algo me fez voltar à máquina.

sumo-laranja-lidl-920X920.jpg

Ao lado dela, numa caixa, estavam umas quantas garrafas de plático de duas dimensões. Junto, as intruções para o cliente servir-se das garrafas e das laranjas e ter o seu sumo acabado de espremer.

Questionei-me:  então o Lidl faz a campanha TransforMAR nas praias e usa as garrafas de plástico para o sumo de laranja?

Entendo que usar as de vidro tem outros custos, mas se  esta cadeia está preocupada em a alertar as pessoas para o mal que o plástico faz no ambiente, então porque dispor destes na loja?

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

uma foto # 32

por Maria Araújo, em 11.08.19

Encontrei  aqui .

1565533984491.jpg

Escolhi-a para a foto  #32, desta semana.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

uma música

por Maria Araújo, em 10.08.19

A tua grande amiga dedicou-te esta linda melodia "Angels Calling".

Penso muito em ti, nos passeios que tivemos: tu, a Lena, ela e eu.

Quando em Abril vos disse que no Verão combinaríamos um novo encontro, jamais imaginaria que um Anjo nos deixaria.

Esta é a canção que te dedico, desconhecendo se gostavas de David Bowie.

 

5: 15
I'm changing trains
This little town
Let me down
This foreign rain brings me down
 
5: 15
Train overdue
Angels have gone
No ticket
I'm jumping tracks
I'm changing time
We never talk anymore
Forever I will adore only you
 
5: 15
All of my life, Angels have gone
I'm changing trains
Angels like them
Thin on the ground
All of my life
All legs and wings
Swings turn

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

os fatos

por Maria Araújo, em 08.08.19

uma peça de vestuário masculina que eu adoro no feminino, já se encontram aqui ( e eu a pensar que o Outono não  estava por cá).

2753653510_1_1_1.jpg

 

Se tivesse de comprar um seria preto porque é versátil

8043878800_9_1_1 (2).jpg

embora no Inverno prefira cores alegres, então compraria o vermelho

7868783601_1_1_1.jpg

ou fúcsia

8372253630_1_1_1.jpg

mas o que mais gosto de usar nos dias frios é um fato com um bom casaco comprido

8199523800_2_1_1.jpg

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

coisas minhas

por Maria Araújo, em 08.08.19

Com o tempo de chuva destes últimos dois dias, e apesar de a temperatura estar amena e  vestir mangas curtas, estava eu na Brasileira com a minha sobrinha, e filhote, a tomar um café de saco, comentei:

" Esta chuva dá-me vontade de entrar nas lojas e ver a colecção de Outono. Pena é que ainda não há nada"

É que me lembrei que tenho um casaco comprido preto, que comprei há mais de 10 anos, num dia de muito calor, na Zara.

Gostei muito dele, veste muito bem, é elegante, só o uso para as saídas à noite, para uma festa, ou num almoço ou jantar.

Este tempo lembra-nos de cada uma!

 

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

ditados populares do mês de Agosto

por Maria Araújo, em 08.08.19

que assentam muito bem neste mês de Verão com sabor a Outono, porque hoje não precisei de regar as plantas, 

1565210458759.jpg

"Primeiro de agosto, primeiro de inverno"

"Chuva de Agosto apressa o mosto"

"Quem malha em Agosto, malha com desgosto" 
 
" Em Agosto toda a fruta tem seu gosto"
 
"Temporã é a castanha que em Agosto arreganha"
 

"Seja como for,  Agosto quer calor"

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

consultas canceladas

por Maria Araújo, em 07.08.19

Acabada a fisioterapia, e sentindo que o meu braço não está a 100%, decidi ouvir outra opinião, marquei uma consulta de neurocirugia no hospital privado, zona sul ( há dois).

Ontem de manhã,  tinha a consulta, fui mais cedo para fazer o check-in, ainda tinha tempo para tomar um café, dirigi-me ao bar.

Estava na pequena fila, quando o telemóvel tocou.

Atendi, uma voz feminina perguntava se eu era a Maria, confirmei que sim, e eis que me diz que estava a falar do hospital privado, das consultas de neurocirugia... Interrompi-a dizendo que estava lá dento, já fizera o check-in, e diz-me ela:

- Pois é! A senhora já está cá, mas eu queria informá-la de que a doutora não vem às consultas. Tente marcar para sexta-feira, que ela vem, ou então para outro médico.

Fiquei chateada, pois claro, porque a informação foi dada em cima da hora, e como percalços todos temos ( não sei se houve algum da parte da médica), não havia nada a fazer, dirigi-me ao balcão para marcar nova consulta.

Expliquei à funcionária o que acontecera, aceitei a consulta para hoje, ao fim da manhã, mas no hospital centro.

De tarde, estava com a minha sobrinha e o bebé, o telemóvel tocou, o indicativo era do Porto, atendi.

Uma voz feminia perguntou-me se era a Maria, confirmei que sim, e eis que me diz que estava a falar do hospital privado, que tinha uma consulta de neurocirurgia marcada para quarta-feira, às 12h, mas tinha a informação do doutor de que não ia dar consulta, se podia marcar para outro dia, embora as marcações sejam para o final do mês.

E foi então que " descarreguei" na senhora.

Expliquei o que acontecera, que sou de Braga, que não tinha qualquer problema em me deslocar a qualquer um dos hospitais, mas era uma falta de ética, sobretudo para quem vem de longe, avisarem os utentes em cima da hora da consulta.

A senhora respondeu-me que desconhecia o ocorrido, e de repente, pede desculpa porque tinha acabado de ver no computador que de facto a consulta da manhã havia sido cancelada, mas ela não tinha culpa de nada, apenas transmitia a informação do médico.

E marcamos nova consulta, para a próxima semana, no hospital do centro, mas para outro médico.

Seria o fim da picada na segunda-feira receber nova chamada a informar-me que o médico não dá consultas. E vai ser então que vou fazer uma reclamação por escrito, embora caia em saco roto porque em tempos fiz uma e até hoje não obtive resposta.

medico-house.jpg

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

os meus cinquenta

por Maria Araújo, em 06.08.19

como-envelhecer-bem-1.jpg

(imagem da internet)

 

Aceitei o convite da Luísa  para participar no desafio que a imsilva lançou no seu blog, sobre os cinquenta ( a meia idade), no século passado era sinal de velhice, a verdade é que, quando  jovem, o conceito que tinha de uma mulher de quarenta anos era de velha, de modo que, quando lá cheguei, decidi que era um disparate, não me via nem sentia a idade, tive sempre uma vida rodeada de amigas e amigos, a maioria mais novas, os anos passaram depressa demais, cheguei aos sessenta com energia, à excepção de algumas mazelas que o raio do tempo se encarrega de me oferecer, e forma de estar, ser e pensar saudáveis.

Tive uma infância a brincar na rua, não gosto de bonecas porque não as tive, os poucos brinquedos que tive eram partilhados com a minha irmã mais velha, fui uma maria rapaz, mas bem comportada...e tímida.

Dediquei parte da minha adolescência aos meus dois irmãos mais novos, uma alegria, uma novidade, foi a fase da minha vida de quase mãe ( mal eu viria a imaginar que na adolescência destes seria eu a "mãe" deles), tinha  férias de um mês na praia, encontros com os amigos, anoiteceres de brincadeira, por isso, uma adolescência saudável.

Vieram os vinte. Ui os vinte! A fase mais louca: o querer e o não querer, a incógnita de saber se iria encontrar o homem da minha vida,  a loucura das noites de Verão nas discotecas, usava tudo o que a moda ditava, o meu 1,50cm não era problema, independente que era, e sou, fazia as férias de Verão com as amigas. 

Os trinta,  trabalhadora estudante que fui, foi a etapa mais difícil e mais crítica da vida, porém, com novas amigas de curso, que me ajudaram a ultrapassar muitas das minhas tristezas, tive momentos de cumplicidade, de desabafos e risos,  acabei o curso, mudei de emprego, deixei a paixão dos vinte, fiz-me uma mulher mais madura, mais sensata, mais feliz e orgulhosa com o que tinha alcançado.

Entrei nos quarenta, novos amigos e amigas de trabalho, alguns namoricos, férias fora do país, amizades mais sólidas, casa própria, carro, maior dedicação à família, mais sobrinhos, as primeiras rugas, os primeiros fios de cabelos brancos, ainda  as noites de discoteca, os dois irmãos mais novos casaram, tiveram filhos. E se a família tinha grande significado para mim, passou a ser o mais importante da minha vida.

Costumava comentar com as amigas que, contrariamente ao estilo de mulher do século passado, os cinquenta são os novos cinquenta:  as mulheres deste século, mais independentes, mais experientes, mais selectivas nas suas escolhas, não dão tanta importância ao que os outros pensam de si, frequentam o ginásio, cuidam de si, são mais sexy.

E foram os cinquenta os melhores da minha vida.

Positiva que sou, mais confiante e segura dos meus actos ( e cometi muitos erros), entrei no mundo da internet, conheci pessoalmente pessoas fantásticas, fiz boas amizades virtuais, fiz viagens que nunca esperei fazer, vivi aventuras que pensava não serem para a minha idade, passei a viver intensamente os encontros, os jantares com os amigos,  dediquei mais tempo à leitura, abri o blog.

Deixei de dar valor a coisas supérfluas, a pessoas negativas, egoístas, mesquinhas,  às conversas e amizades de circunstância.

O meu corpo mudou, ganhei um pneu que me custou aguentá-lo ( já não existe), eu, mulher baixa e elegante, cujos amigos elogiavam o corpo e a idade, não tive a crise de menopausa ( que sortuda, confesso), eis que um dia, depois de uma cirurgia, observava as rugas de expressão que desde jovem me habituei a elas, assustei-me com as que, de repente, faziam-se notar nos cantos da boca. A sensação que tive foi de que os meus olhos não quiseram ver que elas estavam lá há tempos.

Aprendi a aceitar cada faixa etária com gratidão pelo que vivi, já não sou a pessoa que fica obcecada  com as marcas que o tempo se encarrega de dar, quero ter saúde física e mental para viver os momentos mais pequenos e simples, com serenidade, até aos noventa (que duvido) quero ser uma velha gaiteira, se lá chegar, quero ver os sobrinhos netos crescidos e como vai ser o seu futuro. 

Fico grata por acordar de manhã sempre bem disposta, fazer o que gosto, tratar dos meus compromissos, ler, fazer o que me apetece e à noite deitar-me tranquila e feliz porque o dia até correu bem.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

da praia

por Maria Araújo, em 06.08.19

Enquanto os sobrinhos netos estiveram a passar férias na praia, eu não fiz praia, gostava de andar pelo pinhal ou pels beira da piscina a observá-los  nas brincadeiras dentro da água.

Agora que já regressaram a casa, fui à praia aproveitar o dia porque parece que vem chuva.

E o mar era  um lago, a temperatura agradável, sem vento.

Um belo dia de praia.

IMG_20190805_125408.jpg

O meu sobrinho neto bebé adora o mar, chapinhaou na água, brincou com a bola, até que descobriu a toalha.

IMG_20190805_165941.jpg

 

IMG_20190805_200733.jpg

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

uma foto # 31

por Maria Araújo, em 04.08.19

1564949873012.jpg

 Lago do Bom Jesus do Monte

Um domingo cheio de visitantes, um lugar impossível estacionar, sentar para tomar uma água, comprar um gelado. Os acessos pedonais deviam ser somente para este fim.

Infelizmente, fizeram deles parque de estacionamento, pago, os carros têm pouco espaço, as pessoas têm de se desviar para que estes passem. 

O Bom Jesus do Monte é Património Mundial da Unesco.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio


10 anos




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR