Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



obra acabada

por Maria Araújo, em 09.11.19

O Instituto da Juventude , que era a vergonha desta cidade, tem a obra acabada.

Passei lá.

Agora, sim, temos um edifício renovado e moderno.

75610901_2841024315928737_1592791263126487040_o.jp

Li a notícia aqui.

 

Cantinho da Casa

uma música

por Maria Araújo, em 09.11.19

hoje, apeteceu-me ouvir...

 

 

Cantinho da Casa

desafio de escrita dos pássaros # 9

por Maria Araújo, em 08.11.19

# Tema nove - cantinho da casa

Acordaste nu, sem te recordar de nada, numa ilha deserta

 

Com Gertudes conversava
na esplanada do café
sobre ti, meu amigo, meu homem;
das tuas mãos que me tocam
do teu cheiro que me entontece
do teu corpo que me aquece
que quero mais que a mim.


E disse-me ela assim:
ó amiga do coraçom
tu não mereces essa coisa
o mal que ele te faz
é muito para o que lhe dás
esquece esse homem, por Deus,
não o queiras mais, por ti.

Vou contar-te uma coisa,
minha amiga Gertrudes
porque te quero muito bem;
ouve com atenção
que a minha boca calarei
que Deus me não castigue
da aventura que fantasiei.

Estava eu na praia sozinha
quando vi um homem ao longe,
fui a correr abraçá-lo
e dei-lhe um longo beijo;
deitamo-nos na areia quente
fizemos amor com desejo
"oh! que bom, voltaste!"
pensando que era ele, enganei-me.


Quando amanheceu minha amiga,
meus olhos mal se abriram
o sol era demais
senti o corpo queimado,
vi tudo branco, sem fim
uma ilha deserta me pareceu
e meu amigo, meu homem, não vi.

Olhei pra mim e gritei
"estou nuinha, sem roupa,
ai Jesus, o que me aconteceu?!";
chorava desesperada,
fui ao mar lavar o rosto
pedi a Deus que me acudisse.


Senti um abanão
acordei assustada
estava nua na cama,
os lençóis brancos revoltos.
meu marido ria-se da cena
e eu não me lembrava de nada.

12269_Fill_670_0.jpg

imagem  net

Cantinho da Casa

sobre o post

por Maria Araújo, em 07.11.19

dos peluches, passei hoje no supermercado,  para fazer umas compras.

Depois de pagar, decidi passar no balcão de apoio ao cliente e comunicar à funcionária que o cartaz dos peluches tem um erro ortográfico.

Foi comigo ao espaço onde estes se encontram, expliquei que o "beije" é uma forma do verbo beijar, não é uma palavra que tenha a ver com a bege dos peluches,neste caso.

Diz ela: pode ser que seja a marca do peluche.

E comentei: a marca do peluche é Zoko. No cartaz tem de tirar as letras " i" e " j" e substituí-las pela letra "g" e aí, sim, temos a cor do peluche. Não me leve a mal, mas não fica bem uma empresa de nome ter erros destes.

Tirou uma fotografia, e foi embora.

Nem um obrigada disse.

Eu achei que devia fazer esta observação.

 

 

 

 

Cantinho da Casa

do fim de semana prolongado

por Maria Araújo, em 06.11.19

Começou na 5ª feira, no comboio Alfa.

Desta vez, o  meu lugar não era ao lado da minha sobrinha, que ocupa o lugar destinado a mães com bebés, e pessoas deficientes em  cadeira de rodas,

Enquanto não chegava a pessoa que iria ocupar esse lugar, sentei-me com o sobrinho neto no colo.

Um senhor, na casa dos 80, aproximou-se e perguntou se eram aqueles os nossos lugares,.

A minha sobrinha explicou que não, que o meu era o da frente e que se o número dele era a seu lado, se quisesse oferecia-lhe o lugar da janela, pois facilitava movimentar-se quando precisasse da minha ajuda.

Simpatica e humildemente, o senhor disse que não e que poderia trocar o lugar com o meu.

Nós aceitamos. Uma criança que não pára de brincar, não o incomodaria se trocássemos.

Sentou-se, então, no meu lugar, e sempre com gestos simpáticos, dizia olá ao menino, conversava connosco, até fez questão de oferecer das bananas que levava consigo, que tinha muitas e não as comia todas, acabamos por aceitar, o menino comeu uma.

Contou que nasceu aqui em Braga, que fora trabalhar para Lisboa era ainda muito jovem, que casou, que a esposa é de Vila Verde, que viera de propósito, como o faz todos os anos nesta altura, ao cemitério pôr flores na campa dos familiares.

Um senhor que faz  duas viagens no mesmo dia de 3h30 de viagem para prestar homenagem aos familiares defuntos é de louvar, comentara a minha sobrinha.

Na chegada, o senhor levantou-se, veio desejar-nos boa estada, despediu-se do menino e a minha sobrinha trocava comigo palavras de gratidão por encontrar uma pessoa tão simpática e humilde. 

A viagem correu bem, o menino não dormiu, fartou-se de brincar connosco, chegamos a Lisboa, pedimos um Uber e fomos para casa.

Mal o condutor pára o carro nos semáforos perto de casa, ouço a minha sobrinha dizer que alguém estava a fazer marcha atrás e ia bater no carro. Eu não percebi, o senhor  não podia avançar, o carro que queria sair estava em cima do passeio, até que o sinal  verde abriu, virou para a outra via, parou o carro e ouço a minha sobrinha dizer: "Eles estão a agredirem-se, eu não saio do carro, pode haver aqui rixa, eu tenho medo".

E foi então que vi três homens aos berros com o condutor que queria sair do estacionamento. Estávamos no meio da rua, o condutor Uber saiu do carro, ajudou a minha sobrinha a sair, estava ela com o bebé no colo, e ela só dizia " por favor chamem a polícia, isto é grave"

Saí do carro, puxei por ela e disse para ir para o passeio. E ela pedia para chamarem a polícia que eles estavam a agredir-se.

Queria sair dali o mais rápido possível, tirei as malas do carro, e reparei que dois dos homens estavam a desafiar-se, nariz com nariz, e insultavam-se.

De uma farmácia perto, e com a minha sobrinha a insistir que alguém  chamasse a polícia, vêm as pessoas à porta, o condutor Uber acalma-a, tiou o que faltava da nossa bagagem.

Alguém disse que já tinha chamado a polícia, o condutor Uber seguiu o seu caminho, e eis que vemos o condutor do carro fugir, ao mesmo tempo que os outros dois  o insultavam de filho da p*ta e chamavam-no de cobarde  por fugir deles.

O meu coração batia forte, fomos para casa assustadas, a minha sobrinha muito mais porque saíra do carro Uber do lado em que se dava a discussão.

O que foi que aconteceu?

O homem que fugiu estacionara o carro no lugar com placa,  com registo de matricula, de estacionamento para deficiente e como o proprietário vira o lugar ocupado, provocou a discussão. Juntou-se outro homem, insultavam-se e espalhavam murros pelo que infrigira o sinal,  foi quando ele se meteu no carro e tentou fugir mas como estava o carro Uber atrás não o fez e voltaram à discussão. Quando viu a oportunidade de se escapar, sem sequer obedecer ao sinal vermelho, ó rodas para que te quero, fugiu.

Pela primeira vez em Lisboa vi e assustei-me com este tipo de cena que poderia ter sido grave.

Estavamos cansadas da viagem, o menino adormeceu logo após tomar o leite, fomos dormir, também.

De manhã cedo fomos buscar o carro que alugáramos para esses dias, balcão cheio de turistas, saímos de Lisboa em direcção a Alcochete.

IMG_5550.JPG

O outlet estava a meio gás, a tempertura agradável,  não choveu, fomos às compras. Ela que procurava um bom agasalho não encontrou nada que gostasse, eu que não tinha intenção de gastar dinheiro em roupa, comprei um blusão ( tenho uma história para contar, no próximo post).

Comprámos artigos de maquilhagem, fomos conhecer o centro de Alcochete. 

Fomos procurar um dos restaurantes que o Robinson aconselhara, o que queríamos estava a fechar, procurámos este dos que me sugeriu. 

E almoçámos bem.

Um passeio pelo centro, verificámos que não faltam restaurantes e que as ementas são variadas e apetecíveis.

IMG_5553.JPG

IMG_5562.JPG

IMG_5566.JPG

IMG_5570.JPG

No regresso a Lisboa, e com ameaça de chuva,  a fila para entrar no Freeport era imensa, os carros estacionavam fora do parque, foi certeiro termos ido de manhã.

Pensamos ir ao El Corte Inglês ver umas roupas para o menino, esqueceramos que era feriado, fechava às 20:00, não deixaram entrar.

Cansadas que estávamos, fomos para casa.

No dia seguinte o destino era Évora, que eu não conhecia.

 

Cantinho da Casa

super preço C !

por Maria Araújo, em 06.11.19

o Zoko "beije" por apenas 29,99€.

IMG_20191105_141112.jpg

 

Cantinho da Casa

Surpresa

por Maria Araújo, em 05.11.19

Entrei directamente para o meu mail do Sapo, começo a ler os comentários até que  vejo  " parabéns pelo destaque" que esta blogger escreveu.

Como assim?!, comentei.

E cá está ele, logo no primeiro dia do lançamento da nova homepage do Sapo.

Obrigada, equipa do Sapo.

2019-11-05 (3).png

O que escrevi foi sentido, e sabem porquê?

Porque os Pássaros vieram dar uma lufada de ar fresco a esta vossa e nossa casa. Não por que estivesse caduca, até porque os há todas as idades mas, é como naquelas situações em que estamos fartos de ver os móveis da nossa casa no mesmo lugar há anos e de repente algo acontece connosco, queremos mudar a nossa vida e que pode começar pela simples mudança de lugar desse móvel.

E contrariamente ao que foi escrito aquando do Desafio, porque muitos disseram que não tinham jeito, que não eram capazes de..., têm mostrado que conseguem desafiar-se a si próprios e o resultado tem-se visto a cada sexta-feira ( e já vamos para a 9ª)  com os lindos textos que escrevem, textos estes que denotam a vontade de cada um de nós tentar fazer algo para mudar o mundo, o mundo da nossa rua, do nosso vizinho, que pode ir até uma distância de 500m ( será que estou a exagerar? quase juraria que não, mas esta cabeça não se lembra de tudo o que lê)  e que um dia o Triptofano muito bem escreveu, e que eu não consegui encontrar na pesquisa que fiz no blog.

Ó Trip, não há tags no teu blog?

Desesperei, e desisti.

Ajuda-me, por favor!

 

 

Cantinho da Casa

Um pássaro passou aqui e ficou

por Maria Araújo, em 05.11.19

Uauuuuu!

Eu também sou um pássaro que gosta de viver e andar por aqui e por ali a ler-vos.

Rio, choro, dou fortes gargalhadas, falo para o meu decote, canto, escrevo com mais ou menos cor o que a vida me traz.

E hoje, o Sapo trouxe a cor, a vida, a vontade de continuar por cá.

Sejamos todos Pássaros da harmonia, da simplicidade, do respeito pelos vizinhos que fazem parte desta plataforma.

Sejamos nós os portadores da palavra na construção de um mundo mais justo e equilibrado.

21603131_ffbfm.jpeg

Parabéns, Sapo,  pela nova homepage.

Obrigada.

 

 

Cantinho da Casa

no fim de semana

por Maria Araújo, em 05.11.19

andei por Alcochete

IMG_5553.JPG

IMG_5555.JPG

 

Évora

IMG_5607.JPG

IMG_5625.JPG

 

 

Cantinho da Casa

uma foto # 44

por Maria Araújo, em 03.11.19

Sem Título.png

Voltava lá, à cidade que nunca dorme (Nova Iorque, 2006)

 

Cantinho da Casa


foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR