Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



uma foto # 40

por Maria Araújo, em 06.10.19

1570399007332.jpg

A nuvem ( Esposende)

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

uma música

por Maria Araújo, em 05.10.19

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

desafio de escrita dos pássaros # 4

por Maria Araújo, em 04.10.19

«A Beatriz disse que não. E agora?»

 

- Por que não lhe contaste, Laura? Sois namorados, há uma grande cumplicidade entre vós, o Bruno vai compreender-te...
- Decidi que seria um segredo meu , mas contei à Beatriz, Marta, porque tudo aconteceu em casa dela.
Todos tinham saído, ficáramos só nós os três. Tinhamos bebido de mais, contaram-se anedotas, a Beatriz foi dormir, ficamos os dois mais um pouco sentados no sofá. Mais um copo, a conversa teve outro rumo, ele aproximou-se e as nossa bocas uniram-se num intenso beijo, as nossas mãos tocaram-se, percorreram o nosso corpo, aconteceu o que não devia ter acontecido. Adormecemos no sofá. Quando de manhã cedo acordei, ele não estava lá. A minha cabeça latejava, sentia a boca amarga dos cigarros que fumara, do vinho que bebera.
Quando Beatriz se levantou e apareceu na sala, eu estava sentada com a cabeça entre as mãos, caíam-me as lágrimas.
Contei -lhe o que acontecera quando nos deixou sozinhos. Que estava arrependida de ficar lá , que o Bruno ia condenar-me quando lhe contasse o que aconteceu, que ele ia cobrar-me porque estivera fora do país e eu dormira com outro homem, que o traí, o que iria ser da nossa relação com o remorso presente na minha vida.
-Laura tu és responsável pelos teus actos, mas sinto que a Beatriz não é a melhor companhia para ti. Por que razão havia de te deixar sozinha com o João?
- A Beatriz mostrou ser sempre uma amiga, ajudou-me em várias situações da vida, nos problemas que tinha, e tenho, com o meu pai, um homem agressivo com todos quando bebe demais. Podes ter uma opinião negativa a seu respeito, e compreendo, ela não é uma simpatia contigo, entendo que seja uma pessoa controladora, mas eu agradeço o que tem feito por mim.
- Ela disse-te que o João é casado, Laura?
- Casado?! Não! Não me disse nada. Ele foi tão simpático, tão divertido, tão doce...e eu sentia-me muito frágil.
- Laura, conheceste o João numa noite! Se gostas do Bruno, se queres continuar a vossa relação, tens de contar a verdade. O que te disse ela a respeito?
- A Beatriz disse que não. E agora?!
- Agora não vais fazer a vontade dela. Vais fazer o que diz o teu coração, Laura.
- Não sei. Eu acho que ela tem razão. Não é a altura certa. Talvez um dia... Não sei.

 

iStock-912927848.jpg

imagem pinterest

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu vestia-o

por Maria Araújo, em 03.10.19

 pela cor e modelo.

Belíssimo vestido.

transferir.jpg

Belíssima Kate.

transferir (2).jpg

Não compraria os brincos, mesmo que custassem 7 euros. Evito usar bijuteria nas orelhas, usaria de ouro.

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

do meu fim de semana

por Maria Araújo, em 02.10.19

Com os bilhetes para o Altice Forum Braga para este  espectáculo, reservara mesa para quatro  pessoas, neste restaurante (as opiniões são favoráveis)  quem me atendeu pediu que fosse para as 20:00h, avisei as outras "miúdas".

Comecei a manhã com uma aula de Yoga,  de tarde estive por casa a arrumar umas coisas, ao final da tarde fui ver a aula de natação do meu sobrinho neto, quase a fazer 2  anos, a aula acabava às 19:00h, ficara por pouco tempo... E que feliz estava ele, com a mãe, a brincar na água, ora com o esparguete, ora com o colchão, ora a bater com as pernas!

Quando me apercebi que depois de sair da piscina a mãe tinha de dar banho ao miúdo, tomar o dela , vesti-lo, vestir-se, não era fácil fazê-lo sozinha, deixei-me ficar para a ajudar.

Tratei dele, passei a toalha pelo corpinho fofo, levei-o para a bancada onde estão os secadores de cabelo, sequei-o. 

A mãe já se encontrava no balneário, ajudei-a a vestir o menino. Pronto ficou, saí do balneário, sentei o miúdo no banco e dei-lhe umas bolachas e um sumo.

Quando saímos do edifício, o relógio marcava 19:30h, tinha uma amiga à porta de casa à minha espera, eu deixara o telemóvel em casa a carregar a bateria.

Eles seguiram para casa do avô, que fazia anos, eu ainda tinha de andar 10 minutos a pé.

Vivo perto do Forum, mas lembrei-me que havia festa depois da actuação dos cantores convidados, eu queria dançar, sair do Forum às 3:00h, ou mais, e regressar a casa a pé com uma das amigas que vive longe, decidi levar o carro e estacioná-lo ( a hora não era a de maior movimento) num parque em frente ao restaurante.

E ainda bem que o fiz.

Às 20.15h entrávamos no restaurante. Faltavam mais duas pessoas, ligámos a avisá-las que chegáramos, esperávamos por elas.

Uma delas, que também vive perto do Forum, chegou um pouco depois, mas a outra ( minha irmã mais nova), que ficara de aparecer em minha casa, não conseguiu aparecer a horas, levava o seu carro e iria ter connosco.

Mas os minutos passavam, ela não chegava, liga, uma, liga duas, liga muitas vezes, ora não atendia, ora quando atendia dizia que andava à procura de estacionamento.

Entretanto, os empregados andavam de um lado para outro a atender os clientes, a nossa mesa ficava em frente ao balcão, ignoravam-nos, até que pedi que viessem atender-nos.

Pedimos para nós as três, avisamos que viria um terceira pessoa, depois pediria o prato.

Como estavamos numa pizzaria, e tendo chegado a horas, e com reserva de mesa,  deduzimos que o serviço seria rápido.

Passavam os minutos, a comida não vinha para a mesa. Perguntaram-nos se queríamos as bebidas antes de os pratos virem para a mesa, que estavam quase prontos, pedimos que viessem junto.

Às 21:00h veio o prato de bacalhau que a minha amiga pedira. As duas pizzas não vieram, a minha amiga esperava que o empregado as trouxesse, eu aconselhei-a a comer, não devia deixar esfriar o bacalhau.

Passaram mais 10 minutos, insisti que iniciasse a sua refeição.

Chamamos o empregado, ele informou que as pizzas estavam a sair, mas o facto é que sempre que víamos pizzas em cima do balcão o destino delas eram outras mesas.

Entretanto, a minha irmã não chegava, ligamos imensas vezes, o telemóvel estava com problemas, nem sempre conseguíamos falar com ela, até que liga-nos e pede por favor que peçamos qualquer coisa para ela, estava a morrer de fome.

As nossas pizzas ainda não tinham chegadao, pedimos uma para ela, questinamos o empregado sobre a demora das nossas " Temos a casa cheia, não esperávamos, o serviço está atrasado".

Às 21:30h vieram as duas, e grandes, pizzas. E a minha irmã, finalmente (com 1:30h de atraso), chegou.

Foi comendo das nossas pizzas, quando eu já estava satisfeita ( comi 4 fatias), passei o meu prato para a sua frente e disse-lhe que fosse comendo, quando viesse a pizza dela ( se viesse), levaria-a para casa, comia-a no domingo.

A pizza foi posta à sua frente 15 minutos depois de chegar. Comeu duas fatias.

O empregado levantou os pratos das pessoas que tinham acabado a sua refeição, e foi então que reclamamos o serviço:

porque reservamos mesa e pediram-nos que fossemos para as 20:00h, que passavam junto à nossa mesa não traziam a lista, que as pizzas deviam ter vindo junto com o prato de bacalhau, que o serviço era muito fraco. 

O empregado não sabia o que fazer, pedia desculpa.

Saímos do restaurante às 22:30h. 

No Forum ainda tirámos umas fotos na passadeira vermelha ( red carpet), os La Frontera já tocavam ( um pouco aos "berros") as melhores canções foram as últimas.

IMG-20190928-WA0017.jpg

Seguiu-se Cock Robin, algumas músicas que não conhecia, muito aplaudido, cantou algumas das canções que nos fizeram cantar junto com ele.

À meia-noite, entraram em palco os Boney M. Foi a loucura total.

Cantou-se, dançou-se, aplaudiu-se... e Liz Mitchell dizia a cada intervalo de canção:  "We love you".

E se pudessem ter ficado a noite toda, não nos cansávamos de aplaudir, de cantar, de dançar.

Depois, veio a Festa.

Dois DJ's puseram o pessoal a dançar, a saltar, a cantar tudo o que era música dos anos 70 e 80, não só estrangeira, como portuguesa : Doce, Carlos Paião, Xutos e Pontapés, António Variações, Da Vinci,  Hermam José, José Cid, enfim, as que nos aminaram e deixaram-nos esquecer o trabalho, as preocupações, o cansaço.

Dançámos muito.

Saímos do Forum por volta das 03:45h. Levei-as a casa.

Às 04:30h cheguei à minha, ainda trocámos umas mensagens no whatsapp sobre esta divertidíssima noite ( refiro que estavam muitos jovens mas a maioria do público era maduro), deitei-me às 05:h00. Mas o sono, malandro, não quis nada comigo.

Os comentários?

Adorei, é para repetir, precisamos de mais, a vida não é só trabalho...

Em Dezembro há outro espectáculo. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

e Setembro chega ao fim

por Maria Araújo, em 30.09.19

com o aniversário, 44, da primeira sobrinha ( mãe de dois lindos e malandros rapazes) e afilhada.

Feliz Aniversário  "Pipa".

 

Resultado de imagem para gif animado tirinhas de aniversário  do garfield

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

uma foto # 39

por Maria Araújo, em 29.09.19

 

 

1569786997101.jpg

AVISO!

Quem ama 

Protege,

Elogia, 

Cuida.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

a despedida do Verão é em Braga

por Maria Araújo, em 28.09.19

hje, com o fantástico Braga Summer End, com um cartaz bem à anos 80.

E eu vou lá estar a viver os loucos anos 70 e 80 nas discotecas de Ofir e Luzia Mar, e mais tarde, nos anos 90,  Indústria e Pacha.

Que saudades de dançar até às tantas!

Vamos delirar!

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

desafio de escrita dos pássaros # 3

por Maria Araújo, em 27.09.19

«Uma aventura/momento que te tenha marcado»


Alinhara num convite da Diver Lanhoso para viver um dia de aventuras no Parque, ansiosa pelo que iria viver naquele dia louco que eu pensava ser para os jovens, como estava enganada!, levantei-me cedo e cansada.
Manhã fresca, com sol, encontrámo-nos junto à Escola EB 2,3, dirigimo-nos para o castelo da Póvoa de Lanhoso, onde já se encontravam todos os inscritos, os monitores e o satff da Diver.
Constava de várias etapas, na vila seriam três: a via-ferrata, visita ao castelo da Póva de Lanhoso, e rappel.
As actividades no Parque seriam trapézio e slide.
Entregues as pulseiras e feita distribuição dos grupos, descemos a pequena estrada que dá acesso ao castelo onde já estava o staff com o material, cintas e capacetes, para a nossa 1ª actividade.
A expectativa e ansiedade eram enormes. Sentia-me cansada da noite mal dormida, estava pouco confiante, não imaginava o que iria fazer naquele momento em que vestia a cinta e punha o capacete.
Via-ferrata.
Explicaram-nos que os ferrata têm origem na Primeira Guerra Mundial e nasceu da necessidade de colocar plataformas de armas de controlo nas fronteiras.
Não queria acreditar no que (ou)via. Íamos subir a rocha?!
Ensinaram-nos como usar o material.
Enquanto tive os pés assentes em terra, estava confiante. Percebi quão estreito era o terreno e a altura a que se encontravam os apoios dos pés. Baixa que sou, as minhas pernas não conseguiam chegar aos primeiros apoios, tive ajuda de um colega.
E complicou-se. Valeram-me a minha determinaçã, segurança, e vontade de arriscar e vencer algum medo.
Não temer, não vacilar, não olhar para trás. Ora subindo, ora caminhando, o pé esquerdo, depois o direito, mosquetão preso, mão na corda, a outra nos apoios, alguns destes mais distanciados exigiam mais concentração e equilíbrio. Uma falha poderia levar a que batesse com o corpo na pedra e caísse. Manter a distância de 3 metros em relação às pessoas à minha frente e atrás de mim.
E dizia para o colega: "Nas que me meti! Agora, L, aguenta, não podes voltar atrás". O companheiro do lado direito comentava: "Voltar atrás? Não é possível".

Cheguei ao topo da rocha, segura, emocionada, feliz e vencedora!

No Parque experimentei o slide: descer a montanha, sentir o vento, o impulso da "travagem", que loucura!

1569278632972.jpg


Num dia cheio de risos, boa disposição e muita emoção, ficou para sempre inesquecível a via-ferrata.

1569278697183.jpg

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

hoje é o "Tati"

por Maria Araújo, em 27.09.19

em criança, quando querias ajudar a mãe, ou esta a tia que te ama, dizias: " o Tati juda".

Muito colinho meu tiveste, eras gordinho e pesavas-me nos braços, depressa cresceste, formaste-te.

29 anos!

Parabéns, Tati juda.

IMG_20190728_183526.jpg

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor


desafio dos pássaros



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR