Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Opinião de um Brasileiro de Braga

por Maria Araújo, em 28.02.09

O destino fez, há 4 anos atrás, com que um amigo do meu falecido irmão mais velho, viesse ter aos meus contactos, tornando-nos amigos por correspondência, via e-mail e skype.

Vive  no Rio de Janeiro há cerca de 40 anos anos, mas não deixa de ter conhecimento do que se passa por estas terras Lusas.

Senhor de uma boa cultura histórica Portuguesa, fico sem saber como o acompanhar nas poucas conversas que tenho com ele no skype.

Estes dias enviei-lhe  um e-mail que recebi de uma sobrinha minha, que se encontra a trabalhar em Praga, Rep. Checa, para que nós Portugueses de Portugal também saibamos dar valor a quem o tem e trabalha em prol do progresso do nosso país, mail que devem conhecer...     que passo a editar:


Portugal vale a pena
 
Eu conheço um país que tem uma das mais baixas taxas de mortalidade de
recém-nascidos do mundo, melhor que a média da União Europeia. Eu conheço um
país onde tem sede uma empresa que é líder mundial de tecnologia de
transformadores. Mas onde outra é líder mundial na produção de feltros para
chapéus. Eu conheço um país que tem uma empresa que inventa jogos para
telemóveis e os vende para mais de meia centena de mercados. E que tem
também outra empresa que concebeu um sistema através do qual você pode
escolher, pelo seu telemóvel, a sala de cinema onde quer ir, o filme que
quer ver e a cadeira onde se quer sentar.
Eu conheço um país que inventou um sistema biométrico de pagamentos nas
bombas de gasolina e uma bilha de gás muito leve que já ganhou vários
prémios internacionais. E que tem um dos melhores sistemas de Multibanco a
nível mundial, onde se fazem operações que não é possível fazer na Alemanha,
Inglaterra ou Estados Unidos. Que fez mesmo uma revolução no sistema
financeiro e tem as melhores agências bancárias da Europa (três bancos nos
cinco primeiros). Eu conheço um país que está avançadíssimo na investigação
da produção de energia através das ondas do mar. E que tem uma empresa que
analisa o ADN de plantas e animais e envia os resultados para os clientes de
toda a Europa por via informática. ~
Eu conheço um país que tem um conjunto de empresas que desenvolveram
sistemas de gestão inovadores de clientes e de stocks, dirigidos a pequenas
e médias empresas. Eu conheço um país que conta com várias empresas a
trabalhar para a NASA ou para outros clientes internacionais com o mesmo
grau de exigência. Ou que desenvolveu um sistema muito cómodo de passar nas
portagensdas auto-estradas. Ou que vai lançar um medicamento anti-epiléptico
no mercado mundial. Ou que é líder mundial na produção de rolhas de cortiça.
Ou que produz um vinho que "bateu" em duas provas vários dos melhores vinhos
espanhóis. E que conta já com um núcleo de várias empresas a trabalhar para
a Agência Espacial Europeia. Ou que inventou e desenvolveu o melhor sistema
mundial de pagamentos de cartões pré-pagos para telemóveis. E que está a
construir ou já construiu um conjunto de projectos hoteleiros de excelente
qualidade um pouco por todo o mundo.
O leitor, possivelmente, não reconhece neste País aquele em que vive –
Portugal. Mas é verdade. Tudo o que leu acima foi feito por empresas
fundadas por portugueses, desenvolvidas por portugueses, dirigidas por
portugueses, com sede em Portugal, que funcionam com técnicos e
trabalhadores portugueses.
Chamam-se, por ordem, Efacec, Fepsa, Ydreams, Mobycomp, GALP, SIBS, BPI,
BCP, Totta, BES, CGD, Stab Vida, Altitude Software, Primavera Software,
Critical Software, Out Systems, WeDo, Brisa, Bial, Grupo Amorim, Quinta do
Monte d'Oiro, Activespace Technologies, Deimos Engenharia, Lusospace,
Skysoft, Space Services. E, obviamente, Portugal Telecom Inovação. Mas
também dos grupos Pestana, Vila Galé, Porto Bay, BES Turismo e Amorim
Turismo. E depois há ainda grandes empresas multinacionais instaladas no
País, mas dirigidas por portugueses, trabalhando com técnicos portugueses,
que há anos e anos obtêm grande sucesso junto das casasmãe, como a Siemens
Portugal, Bosch, Vulcano, Alcatel, BP Portugal, McDonalds (que desenvolveu
em Portugal um sistema em tempo real que permite saber quantas refeições e
de que tipo são vendidas em cada estabelecimento da cadeia norte-americana).
É este o País em que também vivemos. É este o País de sucesso que convive
com o País estatisticamente sempre na cauda da Europa, sempre com péssimos
índices na educação, e com problemas na saúde, no ambiente, etc. Mas nós só
falamos do País que está mal. Daquele que não acompanhou o progresso. Do que
se atrasou em relação à média europeia. Está na altura de olharmos para o
que de muito bom temos feito. De nos orgulharmos disso. De mostrarmos ao
mundo os nossos sucessos – e não invariavelmente o que não corre bem,
acompanhado por uma fotografia de uma velhinha vestida de preto, puxando
pela arreata um burro que, por sua vez, puxa uma carroça cheia de palha. E
ao mostrarmos ao mundo os nossos sucessos, não só futebolísticos,
colocamo-nos também na situação de levar muitos outros portugueses a
tentarem replicar o que de bom se tem feito.
Porque, na verdade, se os maus exemplos são imitados, porque não hão-de os
bons serem também seguidos?
Nicolau santos, Director – adjunto do Jornal Expresso
In Revista Exportar

 

 

 

Ontem recebi um e-mail do meu amigo em que escrevia o seguinte:

 

"O Maranhão fica no Brasil ???!!!

Por favor, após leitura, envie para parentes e amigos para que façam o mesmo, para que muitos saibam.
Para nascer, Maternidade Marly Sarney; Para morar, escolha uma das vilas: Sarney, Sarney Filho, Kiola Sarney ou, Roseana Sarney;
Para estudar, há as seguintes opções de escolas: Sarney Neto, Roseana Sarney, Fernando Sarney, Marly Sarney e José Sarney;
Para pesquisar, apanhe um táxi no Posto de Saúde Marly Sarney e vá até a Biblioteca José Sarney, que fica na maior universidade particular do Estado do Maranhão, que o povo jura que pertence a um tal de José Sarney;
Para inteirar-se das notícias, leia o jornal O Estado do Maranhão, ou ligue a TV na TV Mirante ou, se preferir ouvir rádio, sintonize as Rádios Mirante AM e FM, todas do tal José Sarney.
Se estiver no interior do Estado ligue para uma das 35 emissoras de rádio ou 13 repetidoras da TV Mirante, todas do mesmo proprietário, do tal José Sarney;
Para saber sobre as contas públicas, vá ao Tribunal de Contas Roseana Murad Sarney (recém batizado com esse nome, coisa proibida pela Constituição, lei que no Estado do Maranhão não tem nenhum valor);
Para entrar ou sair da cidade, atravesse a Ponte José Sarney, pegue a Avenida José Sarney, vá até a Rodoviária Kiola Sarney.
Lá, se quiser, pegue um ônibus caindo aos pedaços, ande algumas horas pelas 'maravilhosas' rodovias maranhenses e aporte no município José Sarney.
Não gostou de nada disso? Então quer reclamar? Vá, então, ao Fórum José Sarney, procure a Sala de Imprensa Marly Sarney, informe-se e dirija-se à Sala de Defensoria Pública Kiola Sarney...

Seria cômico se não fosse verdade e tão triste...."

------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Este mail vinha com uma fotografia de família. 

Respondi perguntando se a foto estava relacionada com a família em questão.

 

******************************************************************************************

 

 

Hoje tenho um novo e-mail que dizia o seguinte:

 

 

 "É a pura verdade (É a família Sarney)
O José Sarney foi um dos piores Presidentes que o Brasil já teve, faz pouco tempo que a filha Reseane Sarney esteve envolvida em um caso envolvendo milhões de reais, desviados, para a candidatura dela a presidente da Republica, com cancelada a candidatura dela e ficou apenas nisso.
No estado do Maranhão de onde são originários e moradores são donos e senhores de quase tudo e de todos, infelizmente em certas terras Brasileiras ainda se vive nos tempos feudais.
*
Sei de um País que também está a caminho do feudalismo, e esse País ainda tem um nome e um a bandeira por algum tempo ( Chama-se por enquanto Portugal )
*
Nesse País já estão a formar-se alguns feudos, na cidade de Braga já se iniciou o feudo denominado MESQUITA MACHADO e é claro que assim como no Brasil no caso dos Sarnay, o povo é conivente com esses feudalistas.
Até amei o que me enviou sobre Portugal, pena que o governo não se interesse em divulgar isso para o mundo como fazem os Americanos, os Ingleses, os Franceses e outros.
*
Eu por vezes me pergunto, de que vale tudo isso se pouco proveito disso se pode tirar num País super corrupto, com políticos analfabetos em administração e finanças, onde pouco ou nada ligam para o povo e somente para os seus gigantes bolsos e milionários contas "bancárias.
Tenho dito
Bjs
Nelo

 

 

 

Olá. Adorei ler a resposta à mais pura verdade.
Apesar de estar longe de Portugal, vê o que nós aqui por perto não vemos, não queremos ver, ou talvez não nos apercebemos.
Pois bem, vou postar este mail no meu blog ainda hoje.(...)
 
 
Relacionado com o que aqui ficou escrito, gostaria de deixassem os comentários deste longo post, sobre a actual situação política/económica / feudal( ) do país (Braga, Freeport, BPM , Casa Pia, e toda a enchurrada de merdas que acontecem neste pequeno canto que poderia ser um grande PAÍS).
 
 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Teddy Lover a 07.03.2009 às 09:20

Minha querida, eu tenho muita dificuldade em comentar estas coisas. Pelo menos em desenvolver comentários. Peço desculpa, mas não estou nem aí e quando estou, é para levar a coisa para a brincadeira. Adorei os mails do Nelo. Deve ser complicado levar com o nome Sarney em tudo quanto é coisa e sítio e vai na volta, se queres reclamar...vais e reclamas aos Sarneys...Tá-se mesmo a vêr onde vai parar a reclamação. Aos Sarneys. E tá-se mesmo a vêr o resultado prático da reclamação. Nenhum. Ou seja, o melhor é ligar só ao futebol. Quanto a Portugal, presentemente não tenho palavras para o que se anda por aqui a passar, tais Sarneys eles estão. Eu confesso, pugno pela justiça e sou lutadora incansável em determinadas áreas. Noutras não. Mas é como os amigos, tenho alguns e cada um é para determinada circunstância. Também, entre 10 milhões de portugueses a luta pela justiça estará distribuida entre nós por áreas, não sem o apoio das outras áreas. Porque se cá vivemos temos todos de colaborar e ser solidários. E é isto que me ocorre.
Peluchices lutadoras e solidárias para si, para o Nelo e para a sua sobrinha. É claro que também temos que realçar o bom, mas estou como o Nelo, difundir, espalhar, também faz parte.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 07.03.2009 às 20:47

Olá. Eu também tenho dificuldade em ´falar de certos assuntos.
E como em todo o lado, não devemos só queixar-nos.
Dentro do possível , devemos fazer o que está ao nosso alcance para melhorar as atitudes, os valores a educação-.
Também não tenho filhos. Sou uma pessoa muito virada para os outros. Não me arrependo disso.
Quero viver feliz e pensar que, apesar de nãp ser como eu gostaria, que o mundo ainda é bom.
Beijinho

Comentar post



foto do autor


o meu instagram


2º desafio de leitura

desafio


Desafio - Foto da Semana


10 anos



Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D