Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Fitness

Maria Araújo, 15.10.13

Há algum tempo que sentia uma dor no joelho esquerdo (a velhice não perdoa), mas nada que me impedisse de fazer as minhas caminhadas de cidade e/ou de montanha (3 vezes por ano), subir e/ou descer escadas (moro no 2º andar, sem elevador) e fazer a minha ginástica (agora diariamente).

Na semana antes de partir para Barcelona, fui a uma aula de zumba ( gosto destas aulas porque me fazem rir, cantar, desfrutar da música e dos movimentos, mesmo sem conseguir, de todo, acompanhar os jovens). No dia seguinte, 6ª feira, a dor aumentou e custava-me a dobrar o joelho quando subia e descia as escadas. Mas caminhava normalmente, sem dor.

À noite, fazia uma massagem com o gel para dores musculares. Aguardei 2 dias, mas a dor continuava.

Decidi, no fim de semana antes de viajar, ir ao médico.

Foi feita uma radiografia. Uma pequena inflamação, não podia fazer grande esforço e devia descansar.
"Mas viajo amanhã para Barcelona", comentei com o médico.

Viajei, levando comigo o anti-inflamatório, que tomaria em  SOS (não tomei nada).

Felizmente, andei bem, caminhei muito, subi e desci escadas e não tive as dores que tivera antes.

Ora hoje, depois de 15 dias sem a aula de zumba, decidi arriscar.

Comentei com o professor que não podia saltar, mas como estas aulas descontraem-me bastante, não queria perdê-las.

Disse-me para recorrer às opções ( para quem não pode fazer determinados exercícios)  isto é, usar os mesmos passos mas sem saltar.

E a aula foi excelente. Sempre que os outros saltavam, eu dançava.

Depois das aulas,  costumo ir para o tapete e ando 20 minutos, ou o tempo que me apetecer.

Até ver, o meu joelho não reclamou. Oxalá fique quietinho. Prometo  não saltar e cuidar dele (até porque dentro de dias vou à minha fisioterapia anual).

 

 

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post