Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cantinho da casa

cantinho da casa

Sex | 21.09.12

Um AMARGO, Pingo Doce

 

 

 

 

 

Ontem, ao final da tarde, fui ao Pingo Doce fazer umas compras. Raramente compro carne (há um talho com boa carne na rua ao lado), decidi comprar o que precisava lá, no sítio do costume.

Reparei, então, que algumas carnes estão em promoção e aproveitei para trazer mais umas peças, para congelar.

Dei a volta às prateleiras e fui para a caixa.

Quando a operadora me diz o valor a pagar, verifiquei que tinha 22 euros em dinheiro e o valor era de 24,65 euros.

1 hora antes, tinha ido ao multibanco levantar dinheiro para fazer o pagamento de umas prateleiras que mandei fazer para a cozinha.

Não contando gastar mais de 15 euros no supermercado, meti na carteira o suficiente para as minhas compras.

Ora, como faltavam 2 euros para completar o valor, peguei no cartão multibanco para fazer o pagamento. A operadora  faz a marcação vira a máquina, eu confirmo o valor e introduzo o código.

Diz ela:"não autorizado".

"Como?", pergunto eu. "Ainda há cerca de uma hora fui levantar dinheiro, como pode indicar "não autorizado?", acrescentei.

Ela volta a pegar no cartão, faz novamente a operação, vira a máquina para o meu lado, pede-me, mais uma vez, para confirmar o valor e depois marcar o código.

Fi-lo com cuidado.

E ela volta a dizer: "pagamento não autorizado".

Lembrei-me da história do pagamento inferior a 20 euros, mas, visto que o valor era superior, peguei no cartão ( e a fila já estava grande), fui à caixa multibanco, que se encontra dentro do supermercado, levantei mais 20 euros,paguei a minha conta e comentei: "Estranho. Como pode marcar "não autorizado" e consegui levantar o dinheiro? Estranho!" E saí do supermercado com toda a gente a olhar-me, mas não envergonhada (felizmente, ainda tenho dinheiro para pagar o que compro), e não convencida... Desconfiada, sim!

Hoje, quando regressava da escola, e a propósito da difícil vida que estamos todos a ter, lembrei-me do que aconteceu ontem e contei às minhas colegas.
"Vai lá e reclama!", aconselharam-me.

De tarde, fui fazer umas compras, em lugares diferentes. E, propositadamente, fiz o pagamento com cartão. Ambas as compras eram superiores a 35 euros.

Marquei o código e das duas vezes não me foi dito: "pagamento não autorizado".

Confirmei, o que pensara.

"O Pingo Doce  anda a enganar o coitado do povo".

("Sem talões") mas  com promoções, vai buscar o lucro a esta aldrabice que é o pagamento com multibanco.

Agora, pergunto eu: "Qual será o valor mínimo que o PD aceita para pagamento com cartão? Será que já aconteceu com outros clientes?"

Pois fica a saber, senhor Jerónimo Martins, no seu supermercado não deixo nem mais um cêntimo.

E a confirmar-se a aldrabice, vou fazer valer os meus direitos com uma denúncia à DECO (que por acaso, sou sócia).

 

 

 

 

 

 (talão retirado do meu caixote da reciclagem)

 

 

 

 

8 comentários

Comentar post