Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Se pensarmos...

Maria Araújo, 25.10.11

 

 

um pouco, este texto tem muito sentido.



"Olá amigos,
 
Desde há algum tempo tenho assistido a um fenómeno que considero preocupante para todos os portugueses e que deve merecer a nossa reflexão...
Refiro-me à crescente implementação do "self-service" em muitos sectores da nossa sociedade. Vejamos: começou nas bombas de gasolina, em que há não muitos anos havia sempre um ou vários senhores(poucas senhoras...) que de forma simpática e cordial, abastecia o nosso carro e a única coisa que tínhamos que fazer era pagar-lhe. Hoje em dia, muito ordeiramente toda a gente sai do carro, abastece e vai pagar ao senhor que recebe o dinheiro. E com isto, milhares de postos de trabalho se perderam em todo o país...muitas famílias terão sofrido com isso...mas o importante é o lucro da Galp e da BP(entre outras...). Mais recentemente, já nem é necessário pagar a um/a senhor/a porque o português, muito ordeiramente, abastece, paga com cartão de crédito e vai todo feliz e contente à sua vidinha...e qualquer dia nem esses/as senhores/as têm emprego, e lá vão mais alguns milhares à vida...mas ninguém parece estar preocupado, talvez as suas famílias(mas como não são as nossas, que se lixe...).
Agora, nos hipermercados também querem pôr-nos a passar os códigos nas suas máquinas e o mais engraçado é que vejo  algumas pessoas(para já não muitas, felizmente) a fazer esse papelinho... lamentável...Quem fica a ganhar é o Jerónimo Martins e o Belmiro de Azevedo, que coitadinhos, mal têm para comer...Preparam-se para mandar mais alguns milhares para casa com esta medida, mas como provavelmente não nos tocará nem à nossa família, que se lixe...
Nas auto-estradas, o mesmo filme, vêm as máquinas e mais uns milhares e respectivas famílias sofrem, mas ninguém está preocupado, não nos tocará....E a coisa repete-se em cinemas, transportes públicos, hospitais, etc...
 
PAREM, POR FAVOR !
 
Por uma vez, vamos colocar-nos no lugar do outro e pensar que ao fazer o que esses senhores endinheirados querem, estamos a colocar em risco milhares de postos de trabalho e quem sabe um dia, nos tocará a vez de ir para casa, porque uma qualquer máquina se mostrou mais eficaz e fez perder menos tempo os clientes sempre atarefados que andam constantemente com pressa para chegar a lado nenhum!
 
Obrigada. Bem hajam."

 

 

 

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post