Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os meus receios

por Maria Araújo, em 17.10.11

Trabalhei 14 anos na empresa da família, fundada pelo meu avô paterno, passamos por situações muito difíceis. Meu pai nem sempre trazia o seu vencimento para casa ou se o trazia não era na totalidade.

A minha mãe dizia: "faço uma ginástica para governar a casa!". Arranjou emprego dentro de casa para ajudar nas despesas dos estudos dos 6 filhos que teve. Comprou uma máquina de tricotar, fazia vestidos, camisolas, saias. Tinha boas clientes. Eu entregava as encomendas, muitas vezes à noite, à chuva, ao sol. Nunca me queixei.

Ajudava nas tarefas da casa, ia para a escola, estudava.

Depois de completar o 7º ano, actual 11º, fui trabalhar para a empresa, a convite do meu tio. Meu pai nunca se meteu, nunca me defendeu em nada.

Retomei os estudos 7 anos depois de completar o 11º ano. Fiz o 12º ano à noite.

Entrei para a universidade como trabalhadora estudante, assumi a orientação da casa nesse mesmo ano, o ano em que minha mãe nos deixou para sempre.

Passei trabalhos, dificuldades, carências. E tinha dois irmãos mais novos, adolescentes.

Sem a mãe, estudaram, formaram-se, casaram, tiveram filhos.

Acabei o curso e entrei para o ensino.

Sempre soube gerir a minha vida financeira, mesmo com algumas dificuldades. Até à hora em que tive de pedir o primeiro empréstimo da minha vida.

Um problema. Como iria eu pagar a minha casa durante 20 anos? Na altura 50 contos por mês.

O tempo foi passando. Os juros iam descendo, os pagamentos sempre em dia.

Comprei o carro, o mais barato e económico da marca. O carro que ainda tenho, há 13 anos. Mais um crédito.

Fui fazendo as minhas poupanças, através de um seguro, por 15 anos, com término em 2012.

Quando pedi o primeiro empréstimo, temi.

Decidi arrumar com o empréstimo do carro, quando apenas faltava 1 ano.

A casa está quase paga (só em 2016). Entretanto, tomei uma decisão importante na minha vida. Era algo que iria melhorar a minha pessoa, a minha autoestima.

Assumi, pedi, cumpri e cumpro.

Caminhei sempre com segurança e tranquilidade.

Agora, não sei. Temo o amanhã. Temo não poder cumprir com os meus compromissos. Temo ficar sem as minhas parcas economias.

A poupança na luz, na água, na gasolina, na roupa,no café, que tomo em casa,  nos jantares (que raramente vou), nos espetáculos(que raramente assisto), entraram agora na minha rotina.

Naquele tempo, entre 1982 e 1990, os momentos mais difíceis da minha vida pessoal, familiar e económica, receei, mas não tive medo.

Hoje tenho receio e medo: de falhar, de não cumprir.

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa


3 comentários

Sem imagem de perfil

De lilian a 26.10.2011 às 18:12

Maria, desde que me entendo por gente aqui no Brasil tambem falam em crise.
cresci em meio a crise, trabalho desde os 16 anos.
me casei e tive meus filhos.
nunca parei de trabalhar, hj vejo que construi uma casa muito maior que minhas posses me permitem, mas foi aos poucos, demorou anos.
muita luta, muito aperto
sei da crise que tb assola teu país.
acho vcs daí mais preocupados com a situação do que nós aqui.
sempre vivemos no aperto.
mas acho que isso nos impulsiona.
é uma mola.
me faz triste esta sua apreensão
tenhocerteza que vc manterá tudo o que conseguiu com muita luta e trabalho
e tenho certeza de que vc conseguirá mais ainda!
tenha fé que as coisas irao melhorar.
bjs
Sem imagem de perfil

De comunicadoraspt@hotmail.com a 18.10.2011 às 22:01

Fiz uma leitura pelas tuas ultimas publicações e senti desanimo, um desanimo que se sente por todo o país, em todas as pessoas; não é para menos; só se fala em desgraça. em crise, em tudo o que nos deixa desiludidos. Ainda por cima no Outono, estação já por si melancólica. Não sei...mas parece-me que ele nos quis ajudar e continua a brindar-nos com um sol gostoso e uma temperatura de Verão. Não tenho como te animar, pois sinto-me do mesmo jeito...desanimada, desiludida e, como toda a gente, receosa. O pessimismo não ajuda nada, mas às vezes não temos forças para lutarmos contra ele. Tentemos, pelo menos, certo amiga? Um grande beijinho e parabéns pelas fotos. Um dia irei visitar esse parque.
Emília
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 18.10.2011 às 22:58

Olá Emília.
Apesar dos receios, continuo a rir, a viver, a trabalhar, a dar tudo o que tenho e sei a quem precisa de mim.
Um dia de cada vez.
Obrigado, amiga.
Beijinho

Comentar post



foto do autor



1º desafio de escrita 2019 2º desafio de escrita 2020


o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR