Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

798 - ???

Maria Araújo, 26.10.10

Este post tem o número 798. Contudo, aqui no registo do Sapo indica 800 posts publicados, logo este será o número 801.Mas vou manter a minha numeração.

Não sei o que se passa com a net, nos últimos dias.

O messenger anda doidinho. Sempre que escrevo alguma coisa, tenho de minimizar a página.

O Google chrome "obriga-me" a escrever o endereço quando entro no hotmail.

Se passo de um site e/ou página, demora um tempão a abrir.

Fico sem paciência. Tira-me do sério.E, se pretendo alguma informação, imagem, qualquer coisa para trabalhar, então é que entro em parafuso...e depois "amando" um f**@-**.

Desculpem-me os que me lêem, mas a tecnologia tem os seus dias não, e põe-me não também.

O que me vale é a minha gatinha.Uma gulosa. Só come comida de lata,da mole, que não dá trabalho a trincar.Já gastei um dinheirão em whiskas e outras marcas, mas ela não a come.

A veterinária disse-me para a habituar à comida em grão.

Bolas, a bichinha fica cara.

A semana passada foi à vacina. Dentro de um mês, volta para a segunda dose de desparatização, 5 euros,  e vacina, 30 euros.

Cada lata de comida custa ,097/0,99 , depende do local onde compro.

Hoje, precisava de alimentar o meu carro. Fui à bomba de gasolina do Continente. Aproveitei para ir ao hipermercado comprar comida para ela. Uma colega dissera-me que a comida da marca é boa e muito mais barata.

Trouxe duas latas a 0,34.
Cheguei a casa e pus um pedaço, no prato da bichana.

Pensando eu que ela não ia gostar, qual não foi o meu espanto, a gulosinha comeu-a toda.

E, quando enche aquela barriguinha de carninha, fica sossegada, na cama dela.

Hoje não houve "dança". Todos os dias é um forró. Mete-se à minha frente, calco-a, ou dou-lhe pontapés (sem o querer).
Quando abro a porta dos quartos e/ou da sala, fica louca. Corre mais que uma lebre de tão excitada que fica pelo espaço que tem. E, se vai para o meu quarto, salta para cima da cama, mete-se debaixo das almofadas exteriores, deixa apenas o focinho lindo e fofo de fora e então, perco-me com ela. Tento agarrá-la, encho-a de beijos, chamo-a de menina linda, fofa.

Um autêntico bebé. Adoro-a!

Na Sexta-feira passada, estava eu na cozinha a fazer um bolo e o jantar para a família e, cheirando a comida, a sacana trepa pelas minhas costas e põs-se no meu ombro a admirar a paisagem que via à sua frente: a banca  cheia de louça e o cheirinho a chocolate que exalava para as narinas mais apuradas.

E eu aos berros, chamava a Sofia para a tirar do meu ombro.

A gata gostou do que fez que, sempre que pode, tenta o (as)salto.

Antes de me deitar é o dito forró. Corre, brinca, trepa...Não é por acaso que as minhas pernas estão cheias de arranhões. E eu corto-lhe as unhitas, sim! Mas estas crescem!

E assim fico por hoje, com a "triste" notícia que ouvi hoje pela boca do José Rodrigues dos Santos, que o polvo Alemão morreu. Aquele famoso que adivinhou quem ganharia o mundial.

E, como comentou o jornalista, se fosse em Portugal, teria morrido dentro da panela...no arroz, que por acaso, também foi o meu almoço de ontem.

E como ando pouco inspirada, como o meu amigo carapaucarapau, as palavras são as que os dedos quiseram escrever.

 

 

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.