Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

19.07.10

690 - Escalada

Maria Araújo

Há cerca de três semanas, gerou- se uma onda de assaltos aqui na zona onde vivo. Nestas noites de Verão, as pessoas têm o hábito de deixar as janelas abertas , para que entre uma aragem e refresque as casas do calor que fez durante o dia.

Uma colega da escola tinha comentado que na zona onde vive, vários apartamentos foram assaltados, principalmente os andares superiores, os que têm as portadas abertas.

Como o fazem? Sobem pelos caleiros.

Entram de mansinho, por volta das 2/3 horas da madrugada, enquanto os donos dos apartamentos estão no seu sono, e levam o que vêem à mão. Computadores, máquinas fotográficas, ouro.

Há quinze dias soube que assaltaram a casa de um familiar da minha irmã. O casal e a filha dormiam sossegados. Não sentiram nada. De manhã verificaram que o computador e a webcam, sofisticadas, ao que parece, não estavam lá.

Estes assaltos são feitos pela área da cozinha. Verificaram que a janela estava aberta e um dos caleiros dobrado para servir de apoio à escalada.

Uns dias depois, soube-se que um dos assaltantes caiu e, não resistindo aos ferimentos, faleceu.

Para alívio de muitas famílias assaltadas, pensou-se que estavam acabadas as preocupações. Mas não. Estas continuaram e continuam.

Numa noite da semana passada foram assaltados doze apartamentos.

Hoje tive conhecimento que mais um foi assaltado, esta noite.

A mesma táctica. Parkur, escalada e, entrada pelas traseiras do apartamento.

Segundo fontes, a polícia sabe quem é o gang mas ainda não conseguiu apanhá-los em flagrante.

Agora estou eu aqui a descrever o que se passa mas, e eu? Que faço?

O que sempre fiz nas noites de Verão. Nunca deixo as janelas das traseira abertas.

Vivo num andar relativamente alto mas, mesmo assim, temo o que se está a passar. Não durmo descansada, acordo ao menor ruído, e anseio que a manhã venha depressa para sair da cama e viver o meu dia descansada.

No Sábado passado saí à noite.  Como vinha tarde para casa, além de não levar o carro, decidi ficar em casa da minha irmã.

 Por enquanto, parece que os assaltos estão por aqui, por esta zona muito calma e central, perto da polícia, também.

 

 

                                  

 

                                   

          

 

 

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.