Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Qua | 03.03.21

Como é que o Bicho Mexe

Ontem, vi o "Como é que o Bicho Mexe"

Aliás, tenho visto durante esta pandemia, gosto do conceito de Bruno Nogueira, mas, como já disse aqui, por vezes o calão é exagerado.

Mas fazem um bom serviço público de directos, no Instagram.

No antepenúltimo directo, a propósito de  Bruno Nogueira perguntar à mãe,Luísa,se precisava de compras, e depois de ter dito que não, acabou por pedir entre outras coisas, bolachas Maria.

Ele perguntou que bolachas queria, e depois de se referirem algumas marcas,ela disse que as que mais gosta são , e entre risos, as do Lidl.

E foi então que o filho, não sei a que propósito, disse à mãe que devia ser como as influencers, pedir ao Lidl que lhe oferecesse  bolachas, que eles de certeza que ficariam gratos pela publicidade, que ele nunca pediu nada para si, mas para ela ia pedir.

A história  teve imensos comentários, as marcas andavam por lá a ser referidas, até que ficou mesmo as bolachas do Lidl, as que ela gosta..

No dia seguinte, já lia que o Lidl teve conhecimento das preferências dos seus produtos, que ofereceriam um carro de compras de bolachas e que iriam dar o nome de Maria Luísa, às suas bolachas Sondey.

No directo seguinte,confirmou-se que tinha recebido um carrinho de bolachas e outras marcas também  ofereceram.

No fim de semana passado, Bruno Nogueira  informou a mãe que iria receber umas quantas caixas de presentes, que iria levá-las a casa no dia seguinte,mas tinha de prometer que não mexia nas caixas, abri-las-ia , o famoso unboxing, no próximo directo para que todos vissem os presentes, e ela tivesse de reagir positivamente ou negativamente, caso gostasse ou  não gostasse de cada presente que abria.

Ontem, foi o dia.

A senhora é um doce,tem um riso que encanta quem a vê e ouve.

Fartei-me de rir, as lágrimas caíram pelo rosto, pela forma como a senhora reagia aos comandos do filho, não só em termos de colocação do gadegt para que se visse tudo o que ela fazia, como os comentários que ela fazia,que,a uma dada altura, o filho já estava desesperado do tempo que ela demorava a desempacotar e mostrar a quem seguia o directo.

A cada caixa que abria, mostrava a embalagem ( a marca), depois o seu conteúdo:  cremes de rosto de pelo menos três marcas, uma máquina de café com embalagens de café,  uma sandálias azuis, um perfume, cremes de corpo, bolachas,enfim, uma panóplia de presentes que ela agradeceu com muito carinho a quem os mandou, e que não estava à espera. 

E nenhum deles ela disse que não gostou. E de facto, todos eles eram bons e utilizáveis.

40 minutos de "diversão" a senhora estava feliz com o que recebera..

Seguem-se cenas dos próximos directos, vamos ver o que aí vem.

Em relação a quem participa nestas duas horas de  humor a sério, e sério, eu, que não sou fã de Nuno Markl, dou a mão à palmatória,confesso que é um grande  "actor". Também realço João Manzarra. Tem-me surpreendido, este jovem.

Falta ver um directo com humor de Nuno Lopes, que tem intervido com os seus comentários.

Contrariamente aos primeiros directos, Bruno Nogueira punha-nos em contacto com portugueses a viajar pelo mundo, e/ou a viver lá fora e longe, estou ansiosa por ver mais. Estão a fazer falta.

Obrigada; Bruno, pelos momentos musicais ( já vimos e ouvimos Maria João Pires),  de humor, de conversa, de karaoke, que nos proporciona.

 

 

  

 

 

 

Qua | 03.03.21

Olhos - Desafio dos lápis de cor - azul-celeste # 7

 

desafio "vamos pintar com palavras?"

 

Sem Título.jpg

imagem pinterest

 

olhos azuis


Nenhum dos dois sabia como começar a conversa. Cada um deles notava algum nervosismo, quando levavam o copo à boca.
"Olhares que observavam o Canal, a Ponte Rialto onde os turistas captam gôndolas com casais enamorados, sorrisos, pessoas, e, quem sabe, nós, o casal que parece acabado de se conhecer" . Assim pensava ela, enquanto esperava que fosse ele o primeiro a interromper aquele silêncio.
Ele comentava para si " Se ela é de Aveiro, certamente estudou no Porto. Ou será que era amiga de alguma das minhas namoradas, ou um daqueles casos de uma noite! Não tive uma única mulher que tivesse namorado a sério. O rosto! E os olhos, ai, os olhos! Vá, Filipe, enfrenta-a".
— Sofia, acho que o teu rosto é-me familiar, isto é, acho que te conheço , certamente da faculdade, a minha memória visual não te vê num conhecimento recente.
— Eu não estudei na tua Faculdade. Eu estudei no Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto. E não sou de Aveiro mas de Ílhavo. Eu reconheci-te, hoje de manhã, no hotel, quando estava a tomar o pequeno-almoço. São muitos anos passados , estamos mais velhos, somos pessoas maduras. Nunca te esqueci. Mas jamais pensei que te fosse encontrar em Veneza. Embora eu saiba que vives em Itália.
—Reconheceste-me?! Nunca me esqueceste?! Sabes que vivo em Itália?! Explica-me, por favor.
— Conhecemo-nos numa das noites da Queima das Fitas da tua Faculdade. Vai há muito tempo, tu não te lembras, certamente. Fomos apresentados por um amigo meu, e teu colega de curso. Mas é uma história para contar mais tarde, Filipe.
— Já lá vão muitos anos que deixei a Faculdade. Estou curioso. Quem foi o teu amigo que nos apresentou? Pode ser que ainda me lembre dele.
— Bom, com certeza que tiveste muitos colegas com o nome João. Era único rapaz loiro do teu curso. E era muito sardento.
— Humm! Tenho uma vaga ideia. Imagino o que terá acontecido nessa noite para te lembrares de mim. E se tu queres contar a história noutra altura, vamos, então, deixar para mais tarde o passado, porque Veneza é linda, há muito para ver e sentir, acho que podemos viver este presente, este momento, os dois.
E se me permites fazer-te um elogio, e com todo o respeito, esses teus olhos azuis cor do céu, da harmonia, da paz, mas também de melancolia, fazem de ti uma mulher bonita.
Brindemos a este encontro e a este dia, Sofia.

 

Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio no blogue da Fátima

Acompanha-nos nos blogues de cada uma, ou através da tag "Desafio Caixa de lápis de Cor". Ou então, junta-te a nós ;)

Neste desafio participam,  A 3ª Face, a Ana D , a  Ana de Deus  a Ana Mestre,  a bii yue, Célia, a Charneca Em Flor, a Concha, a Cristina Aveiro, a  Fátima Bento ,a Gorduchita, a Imsilva, o  João Afonso Machado, o José da Xã, a Luísa De Sousa, a Maria, a Miss Lollipop, a Peixe Frito  .

 

 

Ter | 02.03.21

confinamento

Hoje de manhã, falava com a minha sobrinha sobre o confinamento e as crianças dentro de casa.

Ela comentou  que custou-lhe muito o primeiro confinamento. 

Não foi fácil adaptar-se a trabalhar em casa, colégio fechado, filho dentro de casa. Mas teve férias ( obrigatórias) sempre prestou mais atenção ao filho.

Eu comentei que está a custar-me mais este ano, porque não faço ginástica nenhuma, não tenho tempo para isso,e no final do dia estou cansada, não me apetece fazer nada, adormeço no sofá. E quando vou dormir, o sono não volta. 

Tenho dormido muito mal neste confinamento.

Vale-me a força de espírito que tenho.

Mas estou farta. 

Preciso de voltarao ginásio. Prefiro estar cansada dos exercícios que lá faço do que cansada da situação que todos vivemos.

Se pudessemos sair de casa, acho que alugava uma casa na praia e íamos para lá viver por algum tempo.

E rezo para que as crianças voltem às creches ainda este mês.

Está a ser muito complicado para elas, também.

 

 

Pág. 5/5