Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Sex | 05.02.21

desta semana

Esta semana tem sido muito má, não consigo dormir as horas que preciso para que o dia renda. Se me deito cedo, acordo de madrugada, se me deito tarde, o sono não quer nada comigo.

E o corpo dá voltas na cama, a mente pensa em tudo o que é bom e menos bom.

Levanto-me cansada para o dia que, neste confinamento, é tomar conta do sobrinho neto enquanto a mãe está em tele trabalho.

À sexta-feira, começo o dia nos arredores da cidade e enquanto espero pela criança, estou no carro a ler, ou ando pela internet a ver as novidades.

Hoje a manhã estava muito serena, não havia sol, não chovia, via-se um pedaço de céu azul, o suficiente para tanquilizar a minha alma ansiosa.

IMG_20210205_091352_558.jpg

Mas a meio da tarde voltou a chuva.

Estava eu sentada no chão com o menino, diz a mãe " a oeste o céu tem um tom alaranjado, na praia deve estar um pôr-do-sol bonito"

Levantei-me. Caía uns pingos de chuva, olhei pela janela via-se o arco-íris.

Sem Título.jpg

Bom fim-de-semana.

 

Qua | 03.02.21

o pôr-do-sol

depois de um dia de muita chuva.

Fim da tarde, de repente olho pela janela e vejo que para Oeste estava mais claro e as poucas nuvens mostravam um tom de laranja do pôr-do-sol que, na praia, seria lindo,neste Inverno...

Sem Título.jpg

e espreitei a Live Beach Cam. 

Em Ofir, a única praia onde se pratica o surf, não está disponível. Fui até Leça da Palmeira...

4.jpg

Vem sol, que estás a fazer falta!

Qua | 03.02.21

A máscara - Desafio dos lápis de cor - preto # 3

21996549_7S0it.png

 

desafio "vamos pintar com palavras?"

 

a máscara

Sem Título.jpg

 

 preto # 3

Residente em Milão há alguns anos, Filipe Simões não tivera a oportunidade, ou talvez nunca se interessasse, de visitar Veneza. Fora de fim de semana para a festa de aniversário do seu melhor amigo, na reforma, Luca Fontana. Escolhera este hotel, mais recatado, queria estar sozinho, dar um passeio pelas ruas da cidade, almoçar numa das esplanadas da Praça de São Marcos.
Ficara solteiro, as viagens e o trabalho absorviam muito do seu tempo, constituir família nunca estivera nos seus planos.
Pusera a hipótese de regressar definitivamente ao Porto. Estava cansado, os 64 anos já pesavam no corpo de tanto viajar: Tóquio, Nova Iorque, São Francisco, Rio de Janeiro, SãoPaulo, Hong-Kong, estava na hora de se fixar e dar a vez aos mais novos "talento não falta nesta geração", pensava.
Os estrangeiros enchiam as ruas, alguns mais apressados para chegarem cedo à Praça de São Marcos e desfrutarem da vista de Veneza do alto do Campanário da Torre de São Marcos.
A Libreria Acqua Alta di Venezia era um dos seus destinos, não só pela fama que tem de os livros estarem expostos dentro de barcos, como queria oferecer um de presente a Luca. Antes passaria no Bairro Dorsoduro para ver a casa Meuseu Peggy Gugghenheim.
O rosto daquela mulher do hotel não lhe saía da cabeça. Seria esposa de algum dos seus colegas?
Estava certo de a ter visto. Mas onde?
Parou em frente de uma vitrine a observar as máscaras venezianas. Todas de cor preto, com diferentes designs e penduradas em forma de peixe, a forma que Veneza tem, quem a vê do alto.
E observou-as, uma a uma.
Imaginou a elegância de uma mulher num vestido preto, escondendo o rosto por trás de uma daquelas máscaras.
Entrou na loja.

Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio no blogue da Fátima

Acompanha-nos nos blogues de cada uma, ou através da tag "Desafio Caixa de lápis de Cor". Ou então, junta-te a nós ;)

Neste desafio participam,  A 3ª Face, a Ana D., Ana de Deus  a Ana Mestre,  a bii yue, Célia, a Charneca Em Flor, a Concha, a Cristina Aveiro, a  Fátima Bento ,a Gorduchita, a Imsilva, o José da Xã, a Luísa De Sousa, a Maria, a Miss Lollipop, a Peixe Frito   e eu.

 

Seg | 01.02.21

Fevereiro chegou

Ontem, a minha irmã mais nova fez 54 anos.

A filha veio passar o fim de semana com ela, não queria estar longe da mãe neste dia. O filho ficou no Porto, onde reside, mas abriu uma conta no whatsapp, só para este dia, para que tios e primos fizessem uma surpresa à mãe.

Ela que gosta de festejar o aniversário, este ano está confinada ( só ao fim de semana porque a semana é de trabalho presencial), à hora combinada, depois do almoço, aparecemos todos.

Do outro lado do Atlântico, hora de fazer o almoço, a sobrinha falava enquanto cozinhava.

Cantamos os parabéns, conversamos de tudo e nada.

Foi o mínimo que pudemos fazer por ela. 

O meu programa televisivo das noites de fim de semana é "A Máscara". E porquê?

Porque me põe bem disposta, porque me rio muito com os jurados, e porque gosto de ver quem é a personagem que mostra o rosto quando tira a máscara.

Por vezes, dou um salto para a RTP1 e vejo um pouco do "The Voice Kids", mas não fico muito tempo. Porquê?.

Porque quando veja aquelas carinhas lindas e muito jovens cantarem tão bem, emociono-me.

Então, entre chorar e rir, prefiro rir.

Ontem, fui dormir depois de chorar um pouco e rir-me de mais.

Comecei bem o mês de Fevereiro, o mês do meu aniversário ( mais para o final), e na expectativa de que seja o mês da esperança de ver os números da COVID19 baixarem ( vamos ver como vão estar os números de infectados após as eleições de 24 de Janeiro).

E que  assim seja.

Depende muito de nós.

 

 

 

Pág. 4/4