Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

confirmou-se

Maria Araújo, 31.07.18

o telemóvel ficou na casa da praia, pedi à recepcionista o favor de o desligar.

Quarta ou quinta-feira, com os dias de calor que vêm neste início de Agosto, a massa de ar quente continental fará subir a temperatura até aos 37º, algo raro em Esposende, decidido está irmos à praia, vou buscá-lo.

Eu tenho telefone fixo, mas parece-me que há quem o tenha avariado há muito tempo e não se dê à canseira de chamar o técnico. 

Fico possessa. E protesto.

Quando estou em casa, prefiro usar o fixo, mas há  familiares que são dependentes do telemóvel que até já comentaram comigo que quando o telefone toca, dizem que sou eu, por que só eu o uso.

Agora, falta saber até que ponto o telemóvel vai fazer-me falta.

Não estou preocupada.

 

penso que estou a precisar de férias

Maria Araújo, 30.07.18

como já referi neste post, perdi os meus óculos de sol, no dia seguinte comprei outros e uma semana depois, na praia, teriam caído do saco, perdi estes.

Tivemos a festa de aniversário do meu sobrinho neto, na casa da praia, ontem.

Acabaram as férias, estão a atravessar o Atlântico, de regresso a casa.

Ficaram, lá em casa, esquecidos uns sacos. Estavam, também, outros de roupa dos miúdos para levar à lavandaria, de manhã recebi uma chamada, ofereci-me para os ir burscar. A empregada do condomínio ia limpar a casa, depois do almoço, seria melhor ir hoje e enquanto ela estivesse por lá

Já em casa, ela perguntou-me o que fazer com os cupcakes e cerca de metade do bolo de aniversário, respondi que seria para ela levar, não poderia ficar ali a estragarem-se. Contudo, decidi ligar à outra minha sobrinha e saber se queria que os trouxesse ou se deixava para a senhora. Deixei tudo, pedi-lhe que levasse, também, os iogurtes e os sumos para os netos.

Ora, depois da chamada, preparei os sacos, que a senhora ajudou-me a levar ao carro, vim embora para Braga.

Quando chego a casa e vou à carteira pegar no telemóvel e ligar à minha sobrinha a informar que já estava em casa, não o encontro.

Procurei o número de telefone no site do hotel, liguei para a recepção, ninguém atendia.

E agora?! Voltar à praia, hoje, nem pensar! Prefiro ficar sem o telemóvel  até quarta ou quinta-feira a ter de fazer nova viagem.

O único número de cor que sei é o da minha irmã, peguei no telefone fixo, contei-lhe o sucedido, pedi-lhe que comunicasse à nossa sobrinha que eu já estava em casa, podia vir buscar os sacos quando entendesse.

Entretanto, e depois de várias tentativas, consegui contactar com a recepcionista, pedi-lhe que fosse ao apartamento falar com a senhora da limpeza  e confirmar que o deixara, e em caso afirmativo, que o guardem e na próxima quarta-feira ( dizem que vem uma vaga de calor) aproveito para gozar a praia, passo lá para o levantar.

De facto, não estou a conhecer-me.

Sou muito cuidadosa com tudo, em tão pouco tempo não me recordo de acontecerem tantas coisas seguidas, mas quando esta cabeça anda (pre)ocupada, desconcentro-me.

Acho que estou a precisar de férias, e longe de tudo.

 

 

 

Braga Day 2018

Maria Araújo, 28.07.18

 

notícia-768x432.jpg

 

quatro dias sem passar pelo centro da cidade, esta semana foi de praia, não fazia a mínima ideia que hoje era o dia da apresentação dos Guerreiros, de todas as modalidades desportivas do SCB

Há minutos, sentada no sofá, assusto-me com um rebentar de foguetes, de fogo de artifício.

Meia-noite,  já são aniversariantes o meu sobrinho neto carioca, seis anos, e o grande senhor e amigo Rui, do blog Coisas da Fonte.

Feliz Aniversário, meus queridos.

 

 

Pág. 1/8