Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

se a semana passada

Maria Araújo, 28.02.18

foi de passeio, esta semana deu-me para as arrumações.

Segunda-feira de tarde, arrumei a garagem, a contar que o trolha vem, como me prometeu, fazer a obra pedida há um ano.

Na terça-feira o meu amigo dos biscates veio cá fazer mais uns arranjos, levou a secretária que lhe oferecera. Decidi  dar outro ar ao escritório, mudar o lugar das estantes, e do sofá. Tirei os livros,que foram para o chão, para testar se gostava das estantes noutro lugar. Empurrra, puxa, pesadas que são, decidi que ficassem juntas (antes estavam separadas pela secretária) e mudei o sofá.

As estantes são brancas, limpei-as com um pano húmido e, imaginem, CIF, ficaram impecáveis.

Livros espalhados pelo chão, todos os anos os limpo uma duas vezes, mas o ano passado falhei, estava na hora de mais uma limpeza.

Ver a cor escura no miolo do livro do pó que se acumula ao longo do tempo é desagradável, não sabia como o limpar, lembrei-me de pesquisar na internet, encontrei  várias dicas, mas a que mais gostei foi a passar uma lixa de grão 220, como mostra neste vídeo. 

Não tinha a 220, usei a 150, só para fiazer a experiência.

Os livros da Segunda Grande Guerra Mundial estavam feios, nenhum cheira a mofo, o escritório não tem humidade, é arejado, precisavam de uma limpeza.

Dá trabalho. Não ficou 100% limpo, vou experimentar com a lixa 220, a comprar, mas já se vê a diferença.

IMG_20180228_190526-horz.jpg

Os livros que faltam serão limpos com o pano e colocados nas preteleiras, mas a limpeza com a lixa será feita por etapas, com calma. 

Uma tarde inteira sentada no chão a passar a lixa nos livros grandes, limpar o interior e colocá-los nas prateleiras, as minhas costas deram-me sinal que já chegava de trabalho. 

 

coisas do meu...

Maria Araújo, 28.02.18

ginásio.

Há uma senhora que terá cerca 70 anos, baixinha, gordinha, cheia de ouro ( nunca o tira), que frequenta as aulas de hidroginástica que é à mesma hora da minha aula de antigravity.

No final da aula, vou tomar o meu duche. 

Há uma senhora que canta no banho, de uma forma serena, e sempre a mesma canção, que é um fado..

Descobri há algum tempo que é a senhora baixinha, gordinha, cheia de ouro, que precisa de ajuda para calçar as meias, que canta sempre a mesma canção. É uma senhora simpática e alegre.

Hoje, não a vi. Mas sei que estava lá porque ouvi-a no banho a cantar o mesmo de sempre.

Embora o nome "Severa"  lembre a minha mãe, que o cantava, estou um pouco farta de a ouvir. A senhora podia mudar o CD.

E a canção é esta.

 

E na pesquisa, encontrei uma grande fadista, e o fado que me fez vir as lágrimas aos olhos...

Que saudades, mãe!

 

 

 

veio a chuva

Maria Araújo, 27.02.18

Ontem a temperatura era a de um dia de primavera, apetecível a andar de casaco no braço, hoje de manhã a temperatura estava muito baixa

Fui ao mercado municipal, o frio nas mãos (esqueço que tenho luvas, nunca as uso)  impedia-me de escolher os legumes e fruta, fiz as compras rapidamente e regressei a casa.

De tarde, era minha intenção ir à pichelaria comprar uma torneira de lavatório ( verte água quando levanto o manípulo) começou a chover depois do almoço, deu-me a preguiça de sair de carro, deixei-me ficar por casa. Amanhã, na vinda do ginásio, passo por lá.

Tinha uma grande secretária no escritório, conto pelos dedos as vezes que me sentava a trabalhar, estava farta dela, ali desprezada, a ocupar espaço.

Há dias, perguntei a um amigo meu se a queria ( dou tudo o que não quero e não vejo como reciclar, vender não dá nada, nem procuro quem queira comprar). Claro que sim, uma secretária destas! , respondera.

Ontem, veio buscá-la, ficou o escritório, que é grande, mais amplo.

Ora hoje, com um dia frio e de chuva, decidi dedicar-me a mudar as estantes, o sofá-cama, que ninguém usa, também, e estudar a melhor forma de a sala ficar apresentável e acolhedora.

 

Resultado de imagem para cabeça de maquina costura husqvarna

foto da internet

 

Fui buscar a máquina de costura da minha mãe, há mais de 35 anos que está parada, a cabeça precisa de uma grande reparação, a madeira de tratamento, gostei dela no lugar que escolhi. 

Livros no chão, a desarrumação é total, arrasta estantes para aqui, muda para ali, gostei do sofá de um lado, não gostei do outro, como vou preencher os espaços vazios?, foram as perguntas que me fiz.

Tirei uma fotografia, enviei à minha sobrinha "carioca"  para me dar umas dicas.

Amanhã tenho a aborrecida tarefa de limpar os livros, um a um, e colocá-los nos seus lugares, isto enquanto não decido (mas já falei com quem poderá fazer)  por uma estante a todo o comprimento da parede da sala ( ideias nas imagens abaixo e que fui buscar ao pinterest) e não ter de subir para a cadeira e limpar o pó, porque os livros importantes estão nas prateleiras de baixo.

1.jpg

4cc14cab61c0bab3bed25446ee69d48c.jpg

 

 

 

 

 

abriu nesta cidade

Maria Araújo, 27.02.18

no Liberdade Street Fashion, a marca low cost de vestuário feminino Koker.

Passei à porta, entrei.

Gostei de algumas peças, sobretudo vestidos e acessórios.

Peças desenhadas e fabricadas na Europa, limitadas a três unidades por modelo ( o que é muito bom), com preços bastante acessíveis.

Gosto do conceito de peças limitadas, se houver tamanhos que assentem bem à primeira, ficarei cliente.

images.jpg

(imagem da internet)

 

 

 

Pág. 1/9