Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

O Clube de Gatos do Sapo

Maria Araújo, 31.05.17

unnamed.png

vai publicar o 2º livro, desta vez com o título "Viagem ao Mundo dos Gatos", com histórias engraçadas contadas por pessoas que nem sequer fazem parte do clube mas ofereceram-se para colaborar com os seus contos, com novas histórias de novos membros do clube, com jogos de palavras, e muito mais para ver e ler.

A Marta, do blog o meu canto, tem sido incansável e fantástica no trabalho que teve em contactar a editora, pedir orçamentos, trocar opiniões, pedir a nossa ajuda e decisão na marcação do espaço, do dia de publicação, para que tudo isto fosse possível.

A todas as outras bloggers, Joana, Sofia, Anabela, Mula, Dona Pavlova, Narciso, Reticências, Happy, Luma Bijoux , Ana,  e todos os outros que não conheço os nomes,  mas que podem ver aqui,  que fizeram tudo para que os desenhos, que nos dificultaram a escolha de tão bonitos que eram, para a capa dos livros e dos convites fossem os mais bonitos.

Como somos pessoas que querem o melhor para os nossos felinos e para este Clube, depressa chegamos a acordo e foram escolhidas as capas, que vos mostro aqui, acabadas de receber por e-mail.

 

IMG_4132 (1).JPG

IMG_4131 (1).JPG

 

O valor da venda destes livros será distribuído por várias associações de animais.

Ficaríamos gratas que passassem no próximo dia 4 no evento Animal Fest, vejam os nossos livros, comprem para os vossos filhos, pais, irmãos, amigos.

Ah! Os convites estão aqui. Levem a família, divirtam-se neste evento que vai ser, com toda a certeza, fantástico.

 

 

Convite Animal Fest2.jpg

 

 

Convite Animal Fest.jpg

 

Gostaria de estar presente, mas fica longe, e esta altura não é possível representar o nosso Clube.

Obrigada a todos(as) os que por lá passarem.

O meu abraço aos membros do Clube de Gatos do Sapo.

 

 

 

a revisão

Maria Araújo, 30.05.17

Quando deixei o carro na oficina, expliquei à recepcionista, que faz o registo da entrada do carro, que fizessem a revisão dos travões , que na última revisão pedira para verificar, mas a chiadeira continuava.

Entretanto, o responsável da oficina veio ter comigo, expliquei-lhe o que se passava: que  esta chiadeira acontecia em marcha lenta, quando travo, sobretudo em dias quentes.

Confio muito no trabalho deste profissionais da oficina.

Fui buscar o carro no final da tarde.

Fiz o pagamento.

O responsável da oficina mostrou-me o pequeno arranjo no pára -choques para disfarçar a rachadura que tinha, ficou bem, combinamos um dia que eu queira, deixar lá o carro e fazer a reparação devida.

A distância entre a oficina e a minha casa será de 2,5km. Durante o percurso, tudo correu bem.

Já a entrar no acesso à minha garagem, travo o carro e a chiadeira deu sinal.

Verifiquei a factura: mudaram os filtros do óleo, do ar, substituíram o liquído do limpa vidros e mais umas pequenas coisas, mão de obra mecânica € 45,12, total de factura com IVA € 101,00.

Conheço mal a mecânica de automóveis, mas presumo que os travões precisariam de discos, ou pastilhas, sei lá,  ou alguma reparação dos mesmos.

Amanhã vou andar com o carro. Mal o ruído se manifeste, vou directamente à oficina. Deixo-o lá, alguém que vá dar um volta e teste os travões.

Fiquei zangada, muito zangada.

 

 1073e3ea (1).jpg

 

coisas do meu dia

Maria Araújo, 30.05.17

mulher_pobre_blogpop.jpg

 

Criei o hábito de levar o carro de 6 em 6 meses à oficina, salvo algum problema que tenha, que é raro, felizmente, tinha marcado para hoje verificarem os travões, o óleo e dar um jeito no pára-choques, que raspei um dias destes a fazer a manobra quando saía da garagem ( farta de a  fazer, mas sempre a correr o risco que um dia ia raspar, e chegou esse dia), mas como precisam de o tirar, soldar e retocar, hoje não era o dia adequado, decidimos que ficará para outra altura que não precise do carro e este possa ficar todo dia na oficina.

A pé, e mesmo longe da oficina, aproveitei para passar no mercado e comprar frutas e legumes.

Vinha um pouco carregada, descia a Avenida da Liberdade, aparece-me à frente uma mendiga ( conhecida na cidade), suja, com a voz de choro, com a mesma ladainha habitual: "dê-me uma moeda, tenho fome, dê-me..." encostando-se a mim e acompanhando o meu passo.

Quando alguém vem em cima de mim pedir uma moeda, perco a vontade de dar. Não gosto disso. (Aliás, não precisa de ser um pobre.  Uma amiga  minha tem o tique de se aproximar das pessoas, encosta-se a elas, o rosto fica muito próximo, os olhos quase se encostam aos nosso quando está a conversar. Fico atordoada. E incomoda-me. E afasto-me.)

De repente, ela diz : "Por favor, dê-me uma moeda, tenho fome. Você tem cara de boa pessoa."

Pousei o saco das compras no chão e respondi: "Muito bem, dou-lhe uma moeda, mas acabe com essa ladainha."

Calou-se.

Fui ao porta-moedas, tirei 0,50 e dei-lhe.

Não é pela moeda, não é por desprezo ou nojo de ver alguém sujo. É a insistência e colarem-se a quem passa na rua.

Mas fiquei com o coração muito apertado com o que ela me disse.

 

 

 

 

 

comprei uma máquina de café

Maria Araújo, 29.05.17

Há cinco anos, dos vários presentes de Natal (falar de Natal quase no verão???) tive uma máquina de café Nespresso.

Tomo dois cafés por dia: depois do pequeno-almoço e do almoço.

A máquina sempre funcionou bem, nunca fiz a descalcificação  (esquecia-me de comprar o produto), não me preocupava com nada, mas sabia que mais cedo ou mais tarde iria dar-me o aviso de avaria.

Há dias verifiquei que ficava encharcada de água e o café trazia borra.  Consegui tirar cafés de jeito, esqueci.

Sábado, foi o dia de ela avariar de vez. Não queria sair de  casa de propósito para tomar café, consegui tirar um (de merda) e tomei.

Vim procurar na net o que poderia ter avariado a máquina.

Quando vi um bocadinho deste vídeo, tomei a decisão de comprar uma máquina nova. Mas só queria Nespresso. Gosto da marca, habituei-me ao sabor deste café, não me apetecia gastar muito dinheiro, não precisava de uma xpto mas também não queria uma de outra marca mais barata.

Lembrei-me de consultar o site da Nespresso, ver os modelos e preços. €99.99, a mais barata.

De repente, lembrei-me que das várias vezes que fui a esta loja vi-as "aos montes". Entrei no site...

Procurei as máquinas com preço mais baixo, encontrei esta:

máquina.png

 

Aquelas palavras escritas a vermelho despertaram-me a curiosidade e eis que uma página se abre com a máquina em grande destaque, o preço mais discreto...

"Humm, uma boa campanha! Vou à loja ver", comentei.

Não tinha ido ao ginásio de manhã, deixara para a tarde fazer body balance, a loja fica no caminho, passei antes da aula.

Dirigi-me ao sector das máquinas. Estava uma promotora da Nespresso, expus o que vira na página do MM.

Foi muito simpática, explicou-me tudo ( porque na MM havia esta promoção, na loja a máquina é mais cara, embora também façam promoções até 80 euros para outras máquinas que não deste modelo, e na compra de café).

A campanha funciona assim:

Paguei €29.00. Foi-me oferecido  €10.00 na compra de 50 cápsulas . Estas, que serão entregues em casa, vou pagar  €8,50; mais  €10.00  de desconto numa compra a fazer na loja Nespresso de mais 50 cápsulas ( a  usufruir do desconto apresentando o talão de compra e as condições da campanha, que me foi fornecida pela promotora).

Ou seja, se fosse à loja comprar 100 cápsulas o preço a pagar, se comprasse  as cápsulas do valor mínimo,  € 0,375, seria € 37,50. 

A máquina (que traz um pack de 16 cápsulas)  mais as 100 cápsulas dão um total de € 46.00.

Parece-me uma boa campanha, acho que fiz uma boa compra e de uma marca que gosto.

 

Pág. 1/12