Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

os clássicos estão de volta

Maria Araújo, 29.11.16

As saias de trespasse, o xadrez princípe de gales, o tartan, o pied-de-coq e pied-de-poule.

Já lá vão uns belos anos, comprava os tecidos na loja e a modista fazia à minha medida e gosto.

Ela comprava as revistas, eu escolhia o que mais gostava e que ficasse bem no meu jovem corpo.

Nessa altura, tudo o que era moda usava: calções, vestidos e saias mini ou maxi, de trespasse, de pregas, evasé, saias rachadas, casacos e/ou  fatos pied-de-poule e princípe de gales.

Tenho um casaco pied-de-poule, há mais de 20 anos, do estilista português, José António Tenente. Está impecável. Quem sabe um dia o visto?

Hoje, não uso tudo o que é moda. Continuo a gostar do xadrez, dos cortes e modelos, mas no corpo das outras mulheres.

Do Pinterest e Bloglovin',  trouxe estes modelos.

 

10-Balenciaga-Celine-Check-Chequered-Houndstooth-P

5-Balenciaga-Celine-Check-Chequered-Houndstooth-Pr

20-Balenciaga-Celine-Check-Chequered-Houndstooth-P

21-Balenciaga-Celine-Check-Chequered-Houndstooth-P

Julia-Nobis-Vogue-Australia-Sebastian-Kim-Menswear

24-Balenciaga-Celine-Check-Chequered-Houndstooth-P

 

Bolero

Maria Araújo, 28.11.16

bo·le·ro |é|
(espanhol bolero)

substantivo masculino

1. Dança espanhola muito agitada e acompanhada às vezes de violão e castanholas.

2. Música que acompanha essa dança.

3. Pequeno casaco de mulher.

4. Chapéu de mulher, de forma redonda e com borlas.


"bolero", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/bolero [consultado em 28-11-2016].

 

Surgiu a palavra a propósito de uma escrita, quis saber mais alguma coisa sobre o seu significado.

Quando penso em bolero, vem de imediato à mente: a obra musical "Bolero" de Ravel, o bailado coreografado por Maurice Béjart, no filme do realizador Claude Lelouch, " Les Uns et Les Autres",  e o polémico filme "10"  com Bo Derek.

Ora nestas pesquisas, descobri um blog que comenta a citação de Maurice Béjart que diz que a dança é de origem oriental e não espanhola.

“Música demasiadamente conhecida, mas sempre nova, dada a sua simplicidade. Uma melodia de origem oriental e não espanhola, que se enrola em si própria, que aumenta de volume e de intensidade, devorando o espaço sonoro e envolvendo a melodia no final”.Maurice Béjart

Sem Título.png

 Acaba o post com um clipart multimédia delicioso.

bolero.png

Certamente vão ficar encantados com a perfeição deste clip, pelo que, se tiverem curiosidade em ver, cliquem  neste link e deliciem-se ao som de "Bolero", de Maurice Ravel.

 

bolero 2.png

 

  A arte multimédia, que eu não entendo,  é fantástica!

Só Braga tem quatro

Maria Araújo, 28.11.16

Pág. 1/10